#1c513d
#000
#000
#f3c1dc
#f3c1dc
#1c513d
#f3c1dc

Elas por elas

Lulu Santos reflete sobre como a música pop é um espelho da sociedade.

PUBLICIDADE

Outro dia, conversando com meu povo, perguntei se alguém sabia quem era John DeLorean: zero, ninguém em casa. Emendei se alguém conhecia o carro do filme De volta para o futuro: todos conheciam. Expliquei que era um DeLorean. A série de filmes da franquia, de enorme sucesso planetário, foi para o ex-executivo automotivo uma rebobinada equivalente a um TikTok de agora.

Antes de cair em desgraça, DeLorean, que teve uma exitosa carreira na General Motors em Detroit, lançando vários modelos de genuíno êxito popular, costumava aconselhar sua equipe: "Se alguém quiser saber como está e o que quer a sociedade de hoje, escute a parada de sucessos do rádio".

Se você escutar os êxitos da rádio de hoje, a mensagem é clara: o patriarcado acabou. Quando eu era pequeno (eu sei...) e começava a prestar atenção em artistas e suas músicas, era definitivamente um clube do Bolinha, com escassas exceções. Era um tal de John, Paul, George, Ringo, Mick, Keith, Charlie (💜), Brian, Bill, Pete, Roger, Keith, muito Keith… Você já entendeu.

No Brasil, era um pouco diferente, ao menos tínhamos uma Wanderléa para cada Roberto/Erasmo, uma Rita para cada Arnaldo/Sergio, Gal e Bethânia, Elis e Nara. Mas também muito Chico, Caetano, Gil, Milton, Tom, Vinícius, Toquinho, Ivan… Era mais equilibrado – talvez pressentíssemos a vida melhor no futuro –, mas ainda desigual.

PUBLICIDADE



Tudo mudou. Se você ouvir em volta, é IZA, Luísa, Anitta, Ludmilla, Marília, AnaVitória, Gloria, Pabllo, Aretuza, Lexa, Rebecca, Joelma, Simone & Simaria, Maiara & Maraisa... E tome de diva, divas galore!

No primeiro mundo, não é diferente, é girls on top de alto a baixo. É Cardi, Doja, Riri, Bey, Gaga, Camilla, Taylor, Olivia, Billie, Meg, Dua. E cada ano vem mais e mais, cascata de mina.

O ponto é que sempre achei que música pop é um comentário sobre a sociedade contemporânea e também uma espécie de espelho do que é do que virá. Pode escrever, é batata.

De resto é como escreveu o costumeiramente brilhante Paul Simon: "Every generation throws an idol DOWN the pop charts". Algo como: toda geração defenestra um ídolo da parada de sucesso. No caso, parece que foi um gênero.

Dixit £uX

Lulu Santos é o artista [RE]Discover do mês, ouça playlist especial no Amazon Music dia 14/9 e o podcast no dia 21/9.