• ASSINE NOSSA NEWSLETTER
  • O melhor da ELLE direto no seu inbox! Inscreva-se gratuitamente.
  • INSCREVA-SE AQUI
Beleza

Os cortes de cabelo que prometem dominar 2022

O shaggy hair segue reinando, mas em uma versão atualizada, com as laterais ainda mais repicadas. Em contraponto, visuais minimalistas voltam a se destacar, como o french bob e o pixie com franja.

Foto: Kirstin Sinclair / Colaborador
PUBLICIDADE

Como reflexo da quarentena, 2021 foi um ano no qual muitas pessoas se sentiram mais livres para fazer experimentações nos fios, explorando franjas, adotando camadas ou, até mesmo, raspando tudo bem curtinho. Com isso, a autoconfiança cresceu e o medo de se arriscar por novos caminhos foi embora – e os cortes de cabelo que devem bombar em 2022 mostram essa maturidade.

As tesouradas tem tudo para ser ainda mais destemidas, seja para dar ainda mais nuances ao repicado ou para radicalizar no comprimento. "Vale ressaltar que não existe restrições para formato de rosto, peso, idade ou qualquer outra característica. O que realmente vale é você estar se sentindo bem e a imagem que quer passar", diz Fil Freitas, sócio do salão Fil Hair & Experience, no Rio de Janeiro.

Contudo, seja qual for seu estilo, um aspecto específico deve prevalecer de uma forma geral: as franjas. "Acredito que elas vão seguir com muita força, independentemente do corte, até porque ainda estamos usando máscara, então ela enfeita o rosto de alguma maneira", destaca Daniel Lacerda, sócio do salão Cab Tudo, em São Paulo.

Em busca de um pouco de inspiração? A seguir, os profissionais apontam quais são as tendências para cortes de cabelo em 2022.

PUBLICIDADE

Meio termo entre o shaggy e o mullet


Depois de iniciarem seu reinado em 2021, parece que o shaggy hair e o mullet vão se unir e ganhar ainda mais força em 2022. Se o principal ponto de diferença entre os dois são as laterais – no primeiro, ela vem repicada emoldurando o rosto; no segundo, quase somem de tão curtinhas –, o corte da vez fica no meio termo.

"É um cabelo super picotado com, de repente, uma costeleta para quem é mais moderna e uma franja bem curtinha", comenta Fil Freitas. "O legal é ter bastante contraste com partes desfiadas e outras mais gráficas."

Daniel Lacerda diz que a ideia agora é mais sobre dar movimento e mostrar o rosto, do que emoldurar. "Tenho visto muitas meninas optando por uma franja cortininha bem mais curta, muito provavelmente para contrastar com quem investiu no shaggy tradicional que já tem muitas adeptas, e isso logo vai começar a ser replicado em massa", avalia.

French bob


Por outro lado, vai ter a turma das que vão querer fugir dos fios compridos e das camadas esvoaçantes, optando por um look mais minimalista. A aposta de Daniel é que elas se joguem no french bob, uma espécie de chanel na altura do maxilar. "Ele tem uma base reta, porém repicada e funciona com ou sem franja", comenta.

Em quem tem cabelo cacheado, o corte ganha um shape triangular, com mais volume nas pontas e menos no topo. Nas lisas e onduladas, o caimento fica um pouco mais curvo. "Tem uma pegada bem anos 1990, meio Madonna, em um comprimento que eu acho super cool", pontua Fil.

Pixie com franja


E subindo ainda mais a tesoura, o pixie mais cheinho parece que vem com tudo. Para Daniel, isso tem a ver com o fato de muita gente estar passando pelo processo de transição capilar, seja da textura ou da tonalização.

O corte bem curto ajuda a se despedir de vez do excesso de química, mas também tem a galera que passou a máquina recentemente pelo mesmo motivo e agora está em uma fase de curtir o cabelo levemente mais comprido. Por outro lado, tem quem queira dar uma renovada geral e está adotando o estilo, que chega bastante influenciado pela nostalgia dos anos 1990, para se inovar.

Cabelo comprido com ponta desfiada


Fica um alerta para o retorno do liso compridão, em referência aos anos 2000, mas com uma pegada mais despojada. "Muitas meninas deixaram o cabelo crescer na pandemia, curtiram e vão manter", aposta Fil.

Segundo o expert, ele vem com a ponta levemente mais rala, meio desfiada, dando propositalmente a sensação de que o cabelo se desgastou com o tempo. Com isso, o look ganha leveza e o corte consegue valorizar tanto a textura natural do cabelo, quanto o visual chapado nos dias que quiser dar uma estilizada com chapinha.

Tenha acesso a conteúdos exclusivos
ASSINE A ELLE

A ELLE Brasil utiliza cookies próprios e de terceiros com fins analíticos e para personalizar o conteúdo do site e anúncios. Ao continuar a navegação no nosso site você aceita a coleta de cookies, nos termos da nossa Política de Privacidade.

Assine nossa newsletter

Doses Semanais de moda, beleza, cultura e lifestyle, além, é claro, de todas as novidades e lançamentos da ELLE no seu inbox.
Increva-se gratuitamente.