Cadastre-se em nossa newsletter para ler este e outros artigos.

Doses semanais de moda, beleza, cultura e lifestyle, além, é claro, de todas os lançamentos da ELLE!
Inscreva-se gratuitamente.

  • ASSINE NOSSA NEWSLETTER
  • O melhor da ELLE direto no seu inbox! Inscreva-se gratuitamente.
  • INSCREVA-SE AQUI
PUBLICIDADE

O verbo vestir ganhou outro significado nas mãos de quatro estilistas que puseram seu talento a serviço das passarelas durante toda a carreira. Agora, eles levam a criatividade e o olhar genial construído na moda para a decoração. Reinaldo Lourenço e Renata e Lilly Sarti compõem o time que desenhou a próxima coleção de móveis da Breton, ao lado de designers como Brunno Jahara, Murilo Weitz, Barbara Barbato, Giácomo Tomazzi, Carol Gay e Suíte Arquitetos, entre outros. As linhas retas, a limpeza de formas e a exatidão definem os desenhos de Reinaldo, que já assinou uma linha de mobiliário para a marca em 2018 e agora estreia uma nova edição. "Mantive o DNA, porque acho importante estabelecer uma coerência entre os dois trabalhos, mas dei um toque mais orgânico em algumas peças", conta.

Ao todo, Reinaldo desenvolveu nove itens: uma mesa lateral, duas de centro, uma chaise longue, um sofá modular, uma poltrona, um banco, um aparador e uma cadeira. Destaque para as charmosas mesas Rainha, inspiradas em bandejas, que podem receber acabamento em cimento, laca ou madeira. O estilista deu preferência aos tons de preto, caramelo e off-white, que aquecem e proporcionam aconchego. "Como bom canceriano, gosto de um espaço acolhedor. E a casa sempre foi o ponto de partida na minha vida", conta. O resultado é um conjunto elegante, que lembra sua alfaiataria impecável.

PUBLICIDADE

Reinaldo Lourenço para Breton

Foto: Divulgação

Mesa de centro Rainha, com acabamento em cimento.


Já as irmãs Renata e Lilly Sarti investiram no conforto lúdico. Seus dois sofás, a poltrona e o pufe brincam com formas arredondadas e gomos. Uma graça, a poltrona Bumbo (foto na abertura desta reportagem) tem tecido rústico e pés redondos de madeira, que se destacam. "Priorizamos o mix entre o novo e o antigo, o que torna tudo atemporal. Quando os protótipos ganharam vida, também percebemos que eram extremamente orgânicos e tinham um quê de instrumento musical", explica Lilly. Daí os nomes Bumbo, Cello e Agogo. "Moda e design de mobiliário pertencem a um mesmo universo criativo. Ambos trabalham com sonhos e desejos. Mudam apenas a proporção e a intenção", completa Renata.



Poltrona Agogo, de Renata e Lilly Sarti para Breton. Foto: Divulgação



sof\u00e1 com pes redondos de madeira em algodao rustico Sofá Cello, de Renata e Lilly Sarti: formas orgânicas e um quê de instrumento musical.Foto: Divulgação

Se as propostas de Reinaldo e das Sarti vêm com uma pegada bem urbana, a outra novidade tem cheiro de brisa de mar. Depois de construir mais de 30 casas populares no projeto Olhar do Sertão, Martha Medeiros se apaixonou pela ideia de erguer do zero sua própria casa, em São Miguel dos Milagres, no litoral de Alagoas. Foi o que fez. Quando chegou a hora de decorar, levou para os objetos as rendas, texturas e cores que fazem sucesso em sua grife de moda. "Os amigos chegavam, se encantavam com uma taça, um jogo americano ou um abajur customizado com renda e queriam levar embora", conta, divertindo-se. Não deu outra. Martha acabou criando uma coleção inteira de cama, mesa e banho e objetos de décor que leva nos detalhes sua marca registrada: a renda e o desenho da flor de mandacaru. "É a planta mais simples do sertão, a última que morre, porque conserva água dentro. Sua flor é rara. E quando abre, é prenúncio de chuva", revela.

PUBLICIDADE

Coleção de Martha Medeiros: rendas aplicadas a peças de cama, mesa e banho.Foto: Divulgação

Para compor algumas das peças, Martha foi buscar na Ilha do Ferro, no rio São Francisco, uma renda típica do lugar, chamada Boa Noite. Seus pontos não funcionam nas modelagens mais curvilíneas das roupas, mas ficam perfeitos em superfícies lisas. O projeto, que envolveu 80 novos trabalhadores, entre rendeiras e artesãos, pode ser visto até o dia 11 de junho na suíte presidencial do Palácio Tangará, em São Paulo (basta agendar um horário com o serviço de concierge do hotel). Entusiasmada com o mundo do décor, Martha ainda montou uma escola de arte e um curso para treinar ajudantes de cozinha e camareiras, em Milagres. Nesse ritmo, alguém duvida que logo, logo, tem uma pousada com sua assinatura chegando?

Tenha acesso a conteúdos exclusivos
ASSINE A ELLE