Cadastre-se em nossa newsletter para ler este e outros artigos.

Doses semanais de moda, beleza, cultura e lifestyle, além, é claro, de todas os lançamentos da ELLE!
Inscreva-se gratuitamente.

  • ASSINE NOSSA NEWSLETTER
  • O melhor da ELLE direto no seu inbox! Inscreva-se gratuitamente.
  • INSCREVA-SE AQUI
PUBLICIDADE

É só a temperatura abaixar que os apaixonados por fondue já começam a fazer planos de passar uma noite se deliciando com essa iguaria. Considerado um prato típico da Suíça, sua real origem é desconhecida. Na Ilíada de Homero, poema épico grego do século 8 a.C., por exemplo, fala-se de uma mistura de queijo de cabra, vinho e farinha, que muitos consideram como primeira menção ao preparo.

O segundo registro mais antigo é de um livro de receitas publicado em 1699. Nele, a zuriquense Anna Margaretha Gessner ensina a cozinhar vinho com queijo. Diz a lenda, porém, que foram os camponeses das montanhas suíças que criaram o fondue. Como queijo e pão frescos eram mais escassos no inverno, eles deram um jeitinho de tornar os que estavam guardados mais fáceis de digerir, misturando o queijo com vinho, alho e ervas para molhar o pão dormido.

A receita depois teria migrado para as cidades próximas à encosta, onde o queijo gruyère, muito apreciado na região, foi introduzido. Por fim, acredita-se que fondue do jeito que conhecemos, servido em uma panela sobre chamas, foi uma invenção da região francesa de Ródano-Alpes, próxima à Genebra, por volta de 1875. A adição de kirsch (uma espécie de licor de cereja alemão) ninguém sabe ao certo quando ocorreu, mas o fato é que, em 1930, a União do Queijo Suíço declarou o fondue prato nacional, fazendo uma enorme campanha para popularizá-lo, a fim de aumentar o consumo de queijo. Deu certo.

PUBLICIDADE

No entanto, foi só em meados do século 20 que essa delícia explodiu no mercado internacional, fazendo os estadunidenses criarem a versão doce – composta por frutas mergulhadas no chocolate derretido – para a alegria dos loucos por sobremesa. Os créditos são do chef Conrad Egli, do restaurante Chalet Suísse, em Nova York. Já o fondue de carne original é uma invenção chinesa bem antiga, também conhecida como hot pot.

No últimos anos, muitos outros sabores surgiram, mas o de queijo e o de chocolate seguem sendo os maiores sucessos. Deu vontade de fazer em casa? Confira a seguir as receitas de três restaurantes especializados de São Paulo, que respeitam as principais características de cada tipo de fondue.

Receita de fondue de queijo

Fondue de queijo

Fondue originale do Bistrot de Paris

Foto: Wellington Nemeth

Fondue originale, de Alain Poletto, chef do do Bistrot de Paris.

Rendimento: Serve 2 pessoas
Tempo de preparo: 15 minutos

Ingredientes

1 dente de alho amassado
100 ml de vinho branco seco
Sal e pimenta-do-reino branca a gosto
120 g de queijo appenzeller ralado grosso
140 g de queijo emmental ralado grosso
140 g de queijo gruyère ralado grosso
20 ml de kirsch (destilado de cereja)
Pão com casca, cortado em cubos, a gosto
Presunto cru fatiado fininho e linguiças

Modo de preparo

1. Aqueça a panela de fondue e esfregue o dente de alho nas laterais internas. Retire os resíduos.

2. Despeje o vinho branco, junte sal e pimenta e espere ferver.

3. Adicione os queijos e deixe derreter, mexendo sempre com uma espátula de madeira, até obter uma mistura homogênea e cremosa.

4. Junte o kirsch e sirva, sobre um réchaud, com pão cortado em cubos e os acompanhamentos de sua preferência

Receita de fondue de carne

Fondue de carne

Foto: Eising / Getty Images

Fondue chinoise, do Florina Cozinha Suíça.

Rendimento: Serve 4 pessoas
Tempo de preparo: 20 minutos

Ingredientes

600 g de lagarto cru fatiado
1 cebola
1 galho de salsão
1 maço de cheiro verde
2 cenouras
200 g de alho-poró
Sal, cravos e pimenta-do-reino em grãos
2 litros de água
200 ml de vinho branco

Modo de preparo

1. Deixe o lagarto congelar um pouco e fatie dois pontos acima da espessura de um carpaccio. Distribua a carne em um prato grande e separe.

2. Para o caldo, coloque todos os ingredientes em uma panela e deixe cozinhar. Quando os legumes estiverem prontos e o caldo reduzido, coe-o e leve para a panela onde será servido.

3. Na mesa, cada pessoa espeta uma fatia de carne bem dobradinha no garfo de fondue e mergulha no caldo de legumes. Sirva acompanhado de molhos diversos, de preferência, à base de maionese.

Receita de fondue de chocolate

\u200bFondue de chocolate do Chalezinho

Fondue de chocolate do Chalezinho

Divulgação / Chalezinho

Fondue de chocolate meio amargo, do chef Cristian Bauer, do Chalezinho.

Rendimento: Serve 4 pessoas
Tempo de preparo: 15 minutos

Ingredientes

250 g de chocolate meio amargo picado
1 cálice de Cointreau (licor de laranja) ou rum
1 cálice de conhaque
2 xícaras (chá) de creme de leite fresco (250 g)
1 colher (sopa) de leite condensado
50 g de morango em pedaços
50 g de maçã em pedaços
50 g de banana em pedaços
50 g de uva itália
50 g de abacaxi em pedaços
50 g de damasco seco

Modo de preparo
1. Coloque em uma panela o chocolate picado e leve ao fogo brando.

2. Acrescente o cointreau, o conhaque, o creme de leite e o leite condensado, sempre mexendo lentamente. Deixe encorpar no fogo brando.

2. Sirva em um rechaud apropriado. Espete os acompanhamentos e molhe no chocolate.

Tenha acesso a conteúdos exclusivos
ASSINE A ELLE