Moda

Jil Sander vai retomar a sua colaboração com a Uniqlo

Onze anos depois do primeiro lançamento, a gigante japonesa acaba de anunciar a volta da parceria com a estilista alemã na linha +J.

Getty Images
PUBLICIDADE

Iniciada em 1968, a marca Jil Sander teve idas e vindas de sua fundadora no comando da direção criativa. A designer alemã, que se viu rejeitada diante dos exageros e excessos das décadas de 1970 e 1980, foi a responsável por vigorar o minimalismo ao longo dos anos 1990 e se tornou um dos nomes mais fortes dessa estética. Ela, no entanto, deixou a sua empresa homônima por três vezes: em 2000, 2004 e 2013. Desde a sua última saída, a indústria da moda sente falta de seu design sofisticado, corte impecável e de seus códigos atemporais.

Agora, apesar de Jil não ter retornado à sua marca, os fãs da estilista podem comemorar pois finalmente poderão voltar a acompanhar o seu trabalho. A Uniqlo acaba de anunciar que está retomando a sua parceria com a estilista alemã. Este é um casamento já conhecido, afinal, entre 2009 e 2011, a linha colaborativa +J teve algumas edições. A visão de moda contemporânea e inteligente de Jil ganhou os preços acessíveis da gigante japonesa, sendo um enorme sucesso de vendas.

Em entrevista ao site da Uniqlo, onze anos depois do primeiro lançamento da colaboração, Jil fez uma leitura certeira das tantas transformações comportamentais que aconteceram de lá para cá: "Tudo parece ter mudado, até na moda. Estamos cansados de certas fórmulas que associamos a um passado que agora parece longínquo. O material e as técnicas de produção também se desenvolveram. Novos tecidos pedem novas soluções para diferentes cortes e padrões. Sem necessariamente ser capaz de explicar o zeitgeist, posso sentir a necessidade da sofisticação contemporânea. Sinto os magnetismos, tensões e harmonias de hoje".

PUBLICIDADE

Sobre o retorno, Jil Sander e Uniqlo ainda não adiantaram muitas informações, mas, segundo o comunicado oficial, "+J continuará definindo o uniforme moderno global com moderação e facilidade". A coleção de outono chega às lojas em outubro e, certamente, terá o espírito de essenciais feitos para durar que a designer sabe fazer como poucos. Nas palavras da própria: "Roupas devem ser duradouras e cativantes. Elas devem servir ao usuário e dar a ele a energia e autoconfiança que são tão necessárias em nossa realidade global", afirmou.



Já conhecida pela sua comunicação despretensiosa com imagens caseiras, a marca francesa acaba de anunciar a publicação de Images que segue o mesmo conceito.

PUBLICIDADE
Tenha acesso a conteúdos exclusivos
ASSINE A ELLE VIEW, A REVISTA DIGITAL DA ELLE BRASIL