Cadastre-se em nossa newsletter para ler este e outros artigos.

Doses semanais de moda, beleza, cultura e lifestyle, além, é claro, de todas os lançamentos da ELLE!
Inscreva-se gratuitamente.

  • ASSINE NOSSA NEWSLETTER
  • O melhor da ELLE direto no seu inbox! Inscreva-se gratuitamente.
  • INSCREVA-SE AQUI
PUBLICIDADE

Jamie Spears concordou em se afastar da tutela da filha, Britney Spears. Desde 2008, ele tinha o controle da carreira, dinheiro e de questões da vida pessoal da cantora, que hoje tem 39 anos. Em junho, ela pediu à corte dos Estados Unidos que seu pai fosse removido do status de tutor, mas teve seu pedido negado.

No entanto, o afastamento de Jamie não significa o fim do estado de tutela. O processo para que Britney volte a responder pelos seus atos pode levar anos. Ao que tudo indica, outro tutor deve ser nomeado nas próximas semanas pela justiça estadunidense — e Jamie Spears se colocou à disposição para ajudar no processo de transição.

Em documentos enviados ao tribunal responsável pelo processo, o advogado do pai da cantora afirma: "Mesmo sendo o senhor Spears o alvo incessante de ataques injustificados, ele não acredita que uma batalha pública com a sua filha sobre seu serviço como tutor dela seria de seu interesse". E segue: "Embora ele deva contestar esta petição injustificada para sua remoção, o senhor Spears pretende trabalhar com o tribunal e com o novo advogado de sua filha para preparar para uma transição ordenada para um novo tutor."

Apesar das incertezas, Britney postou um vídeo no Instagram dançando em comemoração ao afastamento do pai. Em depoimento anterior, ela defendeu que a tutela é abusiva. Ao jornal The New York Times, o advogado de Lynne Spears, mãe de Britney, afirmou que ela está "satisfeita que Jamie concordou em se afastar". O anúncio foi comemorado amplamente na internet por fãs da cantora. Para saber mais sobre a batalha da cantora nos tribunais contra Jamie, leia aqui.

PUBLICIDADE

Tenha acesso a conteúdos exclusivos
ASSINE A ELLE