• ASSINE NOSSA NEWSLETTER
  • O melhor da ELLE direto no seu inbox! Inscreva-se gratuitamente.
  • INSCREVA-SE AQUI
PUBLICIDADE

As edições ucranianas da ELLE, da L’Officiel e da Vogue divulgaram hoje (1.3) um manifesto em conjunto nas suas redes sociais pedindo que as empresas de moda e de bens de luxo cessem imediatamente todas as colaborações com o mercado russo.

O apelo foi feito especialmente aos grandes conglomerados e às grifes mais tradicionais, como os grupos LVMH, Kering, Richemont, Prada Group e Swatch Group, Chanel, Hermès, Dolce & Gabbana, Max Mara, Burberry, Valentino, Versace, Hugo Boss, Calzedonia, Puig, Shiseido, Cartier, Bvlgari, Gucci, Tiffany & Co, Van Cleef and Arpels e Boucheron, todos marcados nas postagens.



No texto, as publicações dizem que essas medidas deveriam ser aplicadas a marcas e a outras entidades que produzem, distribuem e vendem itens de moda, acessórios, joias, relógios e outros produtos ligados ao lifestyle de luxo no mercado russo.

“Mostrar sua consciência e escolher a humanidade no lugar de benefícios financeiros é a única postura razoável que se pode ter para enfrentar o comportamento violento da Rússia”, diz o post divulgado pelos títulos ucranianos.

Tenha acesso a conteúdos exclusivos
ASSINE A ELLE

A ELLE Brasil utiliza cookies próprios e de terceiros com fins analíticos e para personalizar o conteúdo do site e anúncios. Ao continuar a navegação no nosso site você aceita a coleta de cookies, nos termos da nossa Política de Privacidade.

Assine nossa newsletter

Doses Semanais de moda, beleza, cultura e lifestyle, além, é claro, de todas as novidades e lançamentos da ELLE no seu inbox.
Increva-se gratuitamente.