PUBLICIDADE

BRANDED CONTENT

Foi-se o tempo em que feminilidade significava delicadeza exagerada. No novo milênio, o feminino ganhou as mais múltiplas interpretações e saiu do espaço da submissão para se tornar um elemento rebelde, criativo e livre. A família de perfumes Good Girl, de Carolina Herrera, tem como missão transformar em fragrâncias (no plural, porque só uma jamais conseguiria cumprir tal tarefa) esse novo espírito. O primeiro veio em 2016, com um frasco em formato de salto agulha, que rapidamente se tornou um hit e foi decorar as prateleiras de diferentes mulheres ao redor do mundo.

Agora, Louise Turner, a perfumista responsável por Good Girl, apresenta ao mundo uma nova versão ainda mais ousada deste novo clássico da perfumaria atual. O Very Good Girl fala exatamente sobre fazer a ponte entre opostos. Trata-se de um Eau de Parfum floral frutado cuja jornada aromática se abre com uma combinação já intrigante: groselha e lichia. Depois, a rosa (uma das matérias-primas mais tradicionais da perfumaria) aparece aqui em sua versão mais cremosa e polvorosa. Para fechar, quem chega de maneira totalmente inesperada é um vetiver que traz do universo olfativo tradicionalmente masculino um tempero amadeirado e poderoso.

"Moda é evolução e não revolução", disse Carolina Herrera certa vez. De fato, a história da sua marca foi pautada por sutilezas subversivas que, aos poucos, foram transformando a elegância estadunidense. Os perfumes da linha Good Girl têm esse mesmo poder velado. Very Good Girl é mais uma investida de coragem nesse sentido. Não à toa, o icônico frasco em salto agulha, desta vez, vem com o seu interior laqueado em vermelho. Símbolo de paixão, joie de vivre e sofisticação, ele está disponível em três tamanhos: 30 ml (R$ 379), 50 ml (R$ 539) e 80 ml (R$ 699). Objeto de desejo!

PUBLICIDADE

Tenha acesso a conteúdos exclusivos
ASSINE A ELLE