Beleza

Beauty chat: Rafaella Crepaldi

Maquiadora representante da NARS no Brasil, a beauty artist conta quais são os seus produtos de beleza favoritos e como usá-los.

Foto: Bruna Lucena

Rafaella Crepaldi

PUBLICIDADE

Quando eu acordo… Sono é tudo na vida! (risos) Mas confesso que eu não sou uma pessoa apegada em dormir. Eu sou daquele time que quer fazer tanta coisa no dia a dia, na vida, que não me preocupo tanto com o sono. Ainda assim, é claro que compreendo a importância de dormir profundamente. Para isso, eu costumo fazer uma breve meditação: parar para respirar fundo, observar minha respiração e acalmar a mente aos poucos. Minimizar o uso de telas ajuda bastante. Em geral, gosto de ler um pouco na cama antes de pegar no sono. Costumo acordar por volta das 7h30 porque, se não, é a Caetana (minha bebê) que me acorda às 6h. Acho que às 7h30 é um horário bom para começar o dia e aproveitar a manhã. Antes de ter Caetana, eu praticava yoga de manhã cedinho então o costume ficou. Me considero uma pessoa bem-humorada, em geral. Se dormir bem, então! Acordo pulando da cama pra comer! (risos)

Eu começo o meu dia… Antes de ter a neném, eu praticava ashtanga yoga pela manhã. Acho, simplesmente, a melhor prática da vida. Já fiz muitas outras coisas (de squash a spinning), mas ashtanga é uma prática que ajuda não só no físico como na mente. Agora com a bebê, costumo acordar mais focada no cafezinho e pão que fazemos em casa com tarrine e mel! Juro que penso nisso na cama ainda de tanto que amo esse momento de sentar à mesa e ver o sol amarelo batendo dentro de casa.

PUBLICIDADE

No meu café da manhã… Eita, acabei respondendo no outro, né? Adoraria falar que faço todo um café da manhã ayurvédico focado nos meus doshas e tal… Não é o caso: amo pão e nós fazemos o nosso pão aqui que não falta nunca. Amo tostar e comer com tarrine e mel que, em geral, pegamos de diferentes produtores, desde o feira livre como o Lano-Alto que eu amo. Um cafezinho do Takko, nossos colegas do bairro que fazem a melhor seleção de cafés de microprodutores possível. Amamos aquele ritual de sentar no chão da sala e moer o café… É clichê, mas é meu ritual matinal.

Na minha cozinha tem… Ao longo dos anos, os hábitos foram se transformando, mas nada muito drástico. A alimentação é um assunto importante para a nossa casa. Eu e Marcelo (meu companheiro) adoramos fazer de um tudo: do lamem mais complexo ao iogurte mais simples. Amaria seguir uma dieta mais saudável, mas nossa definição de saúde por aqui é "feito em casa". Na geladeira, não pode faltar queijos que compramos de pequenos produtores como a Rima e a Refazenda. O mesmo vale para pequenos insumos. Temos amigos que produzem missô de grão de bico (Missô origem), kimchi (Aguikimchi), mel (Lano-Alto), granola (Veganadalu), café (Takko) e, claro, os vinhos brasileiros que amamos de produtores brasileiros como Arte da vinha (Eduardo Zenker), Boroto (Acir Boroto). Para carne, confiamos na Beef Passion, a única carne biodinâmica certificada do Brasil.

PUBLICIDADE

No meu chuveiro tem… Tenho muitos xampus e máscaras. No entanto, recentemente descobri que o que mais gosto no de usar no banho são os esfoliantes corporais. Tenho de Shiseido e Clarins até marcas mais naturebas que comprei em viagens. De gadget para o banho, só uso um: minha FOREO. Amo muito! Uso para lavar o rosto todo dia com sabonetes especiais também. Se você tiver um tempinho, de verdade, indico muito levar um banquinho para dentro do box e se permitir uma esfoliação corporal mais alongada (uso bucha vegetal), enquanto a máscara age no cabelo.

Para cuidar do meu cabelo… Aí está uma área em que eu invisto: produtos para cabelo! Na verdade, por eu ter um salão de beleza (meu pai e minha mãe são cabeleireiros), eu sei bem a diferença entre o produto certo e o genérico. Com o tempo, aprendi que o couro cabeludo é tão sensível e importante para absorção de vitaminas quanto a parte debaixo da língua. Faço detox no cabelo usando produtos Phyto, mas também dou continuidade com xampus e condicionadores da Davines. Amo a marca porque, para além de serem sustentáveis e orgânicos, são eficazes. Já na finalização, vario: Davines, Bumble and Bumble e Moroccanoil estão entre as mais usadas.

Para arrumar o meu cabelo… Como meu cabelo é bem cacheado, gosto de deixar secar naturalmente, sem nada de secador, mas, sim, usando alguns leave-ins. Misturo, por vezes, um leave-in cremoso com óleo nas pontas, pois o cabelo cacheado, muitas vezes, tem as pontas mais secas uma vez que a oleosidade da raiz nem sempre chega nas pontas o que acaba dando a elas um aspecto mais áspero, além do fato de embaraçar mais. Mas, aprendi com o tempo a usar muito pouco produto: eu gosto mesmo é de frizz! O excesso de produto, além de definir demais, pesa o cacho e não deixa armar. Então, eu uso, mas com muita moderação. Espalho por todo o cabelo menos a raiz para não pesar. Paro uns dedos antes para conseguir ter volume.

O melhor conselho que eu já recebi de alguém… Que difícil, isso… Não sei se essa lição veio de só uma pessoa, mas, certamente, quando minha ficha caiu para isso, tudo mudou. Basicamente, o que eu diria é: sentir. Baseando-me nos pequenos conselhos que meu professor de yoga, vez ou outra, trás durante as práticas + alguns anos de psicanálise + alguns retiros no decorrer dos anos, hoje eu entendo o poder da observação. Parece besta, mas isso se desdobra em muitas coisas. Quando estamos atentos às nossas próprias sensações e ao efeito que as nossas ações provocam nos outros, damos muito mais vazão para a intuição. Vamos desenvolvendo os sentidos da forma mais pura e, com o tempo, aprendemos a não seguir os outros, a não dar espaço para opiniões alheias, abrimos espaço dentro de nós para o que é verdadeiro. Naturalmente, isso diminui o nosso sofrimento e, com isso, passamos a viver mais momentos de felicidade.

"Beleza, para mim, é quando uma pessoa segue os seus próprios instintos e vive verdadeiramente os seus propósitos", Rafaella Crepaldi

A minha rotina de beleza é… Tenho uma rotina muito simples que foi pensada para que eu consiga reproduzir todos os dias. Costumo lavar minha pele com sabonete líquido (uso os da Shiseido porque limpa sem ressecar). Quanto a hidratantes, fico entre Biossance, Shiseido, Weleda… Faço uma breve massagem no rosto para dar uma oxigenada. Quando tenho tempo, me dedico mais a essa etapa. Gosto muito disso! Sobre o make do dia a dia também sou bem descomplicada. Depois da hidratação, vou direto no corretivo Soft Matte Complete Concealer da NARS + blush cremoso rosinha nas maçãs do rosto. Isso e um balm com cor e já estou pronta! Recentemente, tenho caprichado mais na máscara de cílios já que o uso de máscara virou rotina. Em um passado recente, contudo, sempre usava batom vermelho para sair de casa. Às vezes, dá uma pesada no look, mas não lido. Amo! Para fazer tudo isso de uma vez, prefiro produtos versáteis como o batom Powermatte, da NARS: uso na boca, nas bochechas e nos olhos. Vale dizer que (sempre!) carrego uma paletinha na bolsa. Se estiver mais animada, já jogo um brilho nas pálpebras!

Mas, quando eu estou inspirada… Aí rola uma produçãozinha… (risos) Além de fazer minha pele com meu corretivo favorito + blush, arraso no brilho nos olhos. Gosto desse efeito de contraste entre uma pele limpa e fresh combinada a cílios com muita máscara. Mas, isso ainda é um dia a dia turbinado. Quando eu realmente estou para a produção, gosto de umas coisas mais construídas, apesar de os momentos para usar esses makes estejam cada vez mais raros.

O meu perfume é… Eu curto perfume, apesar de não ser uma grande entendedora. Uso o Santal 33, da Le Labo, há 5 anos. Morei em Nova York quando tinha 17 anos e trabalhei na rua em que foi aberta a primeira loja da marca. Todas as vezes que visito a cidade, passo por ali. Quando eles abriram, essa fragrância me pegou de imediato. Fiquei apegada ao sândalo que comprei o Santal Blush, do Tom Ford. Namorei com ele por muito tempo antes de comprar, mas, quando comprei, percebi que ele não funciona muito bem no clima brasileiro. (risos) Daí, comecei a querer comprar óleo essencial de sândalo. Esse cheiro me deixa de bom humor. É alegre e profundo. Não uso todo dia em casa, mas, por aqui, costumo usar umas colônias mais frescas de verbena. Traz um aconchego.

Quando olho no espelho vejo… Claro que tem aqueles dias em que a gente não consegue se achar bonita. Principalmente quando estou cansada. Conquistar uma autoestima não é rápido nem fácil, mas acho que a maturidade ajuda muito se aliada a uma vontade de se conhecer melhor. Demora muito para conseguirmos nos desvencilhar de condicionamentos mentais que nos são impostos. Uma vez que entendemos nosso lugar no mundo, somos capazes de compreender nossa própria beleza. Não é mais preciso buscar reconhecimento ou aprovação externa. Beleza, para mim, é quando uma pessoa segue os seus próprios instintos e vive verdadeiramente os seus propósitos. Rodas de mulheres fortes, grupos de leitura, retiros de yoga e muitas outras coisas me ajudaram a encontrar esse lugar de "paz interior".

Para me tornar confiante… Eu criei a prática de meditar. Não faço com a frequência que gostaria, mas aprendi a meditar caminhando, por exemplo. Uma vez que consegui acessar esse lugar de desconexão, consigo chegar ali de diferentes formas. Já fiz muita psicanálise, mas, desde que comecei a meditar, compreendi que eu tinha uma nova ferramenta para me ajudar a cuidar da mente: a auto-observação.

No almoço… Eu e o Marcelo moramos em Paris por um tempo. Desde então, criamos o hábito de almoçar e jantar sempre à mesa. Como os franceses dizem: à table! Realmente, esse momento é muito importante para a gente. No almoço, gostamos de preparar uns bowls de salada com quinoa, tofu, tomates… Coisas leves e nutricionais. Às vezes, tem frango com quiabo e polenta mole, um peixe assado da feira, alguma torta de cogumelos que preparamos com antecedência, etc. Em geral, não pedimos delivery. O que ajuda é que temos uma rede de amigos que também gosta de cozinhar. Trocamos muitas marmitas! (risos)

Meu jeito de me desligar do mundo… Atualmente, tenho feito uns bordados para amigas que estão tendo bebês, mas, em geral, gosto de ler. Também cantamos em casa! Eu e o Marcelo queremos ter um sarau em casa. Temos ensaiado o nosso repertório aos poucos. (risos)

Meu produto de beleza indispensável… O que me veio à cabeça agora foi o Skinfood, da Weleda. Amo esse creme. Tem um cheiro delicioso. Passo no rosto, no corpo. Tenho sempre na bolsa.

Sou/estou obcecada por… Estou completamente obcecada pelo Alexander von Humboldt. Acabei de ler a sua biografia, A invenção da natureza (2015), um livro espetacular! Ele não é uma pessoa muito conhecida hoje em dia, mas eu diria que umas das personalidades mais importantes da história. Lá por 1800, ele decidiu abrir mão da vida aristocrática e se aventurar na América do Sul para estar na natureza e observar nossa mata-atlântica. Um grande naturalista e botânico que inspirou Darwin a escrever A origem das espécies. Um homem curioso, sedento pela vida.

Meu ritual noturno de beleza… Lavo o rosto com a FOREO de novo e durmo com o rosto limpo. Prefiro sem nada do que com hidratante.

A última coisa que faço antes de dormir… Sempre bebo muita água antes de deitar (meio que sagrado) e, já na cama, gosto de ficar atenta à minha respiração para dar uma acalmada. Isso sempre ajuda a pegar no sono.


A professora de maquiagem jamais dispensa o hidratante! Este e outros segredos de beleza aqui no nosso beauty chat!

Tenha acesso a conteúdos exclusivos
ASSINE A ELLE