PUBLICIDADE

A maioria das apaixonadas e apaixonados por skincare já sabe de cor, mas é sempre bom repetir: a hidratação é uma das etapas mais importantes no cuidado com a pele. Ela é fundamental para o fortalecimento da barreira cutânea, que protege a nossa epiderme impedindo a perda de água e a entrada de agentes nocivos – e, consequentemente, evita o ressecamento, o toque áspero, a coceira, a sensibilidade e as infecções.

Sendo assim, de nada adianta investir em todo tipo de produto e tecnologia sem incluir, no seu ritual diário de beleza, um hidratante facial e outro corporal. Essa divisão é importante porque, apesar de ser um órgão só, a pele tem características e necessidades diferentes em cada área. "O rosto é sempre mais oleoso que o corpo", explica a dermatologista Katleen Conceição, chefe do ambulatório de dermatologia para pele negra da Santa Casa de Misericórdia do Rio de Janeiro. A sensibilidade e o pH também variam, por isso os produtos corporais não devem ser passados na face e vice-versa.

HIDRATAÇÃO FACIAL

Seja a sua pele do rosto normal, seca, oleosa ou mista, ela deve seguir as quatro etapas do skincare. São elas, nesta ordem: limpeza, hidratação, tratamento (antioxidantes, séruns e afins) e fotoproteção (durante o dia). A dermatologista Lilia Guadanhim, da Unidade de Cosmiatria da Escola Paulista de Medicina (Unifesp), enfatiza que, diferentemente do que muita gente costuma pensar, "pele oleosa está longe de ser sinônimo de pele hidratada".

PUBLICIDADE

O excesso de oleosidade pode, inclusive, significar falta de hidratação. É o famoso efeito rebote, no qual a pele produz ainda mais óleo para compensar o desequilíbrio causado pelo ressecamento. Nesse sentido, a especialista faz dois alertas: cuidado com os sabonetes voltados para pele oleosa e acneica, que tendem a ressecar demais, e evite o uso de adstringentes e tônicos alcóolicos pelo mesmo motivo. "O hidratante adequado é muito importante até mesmo no tratamento da acne, pois contribui para uma melhor tolerância aos ácidos e outros ativos", explica Lilia.

A diferença principal é que as peles oleosas demandam uma hidratação mais suave, como a oferecida pelos séruns e géis hidratantes, enquanto as secas precisam de produtos mais cremosos e potentes. Caso você aposte em um mais leve ou mais pesado do que precisa, a dermatologista garante que as consequências são fáceis de perceber:

PUBLICIDADE

" O uso de hidratantes pesados demais pode contribuir para uma piora na oleosidade e surgimento de acne no rosto, no dorso e até no colo. No caso do uso de hidratantes leves demais, o paciente vai notar que a pele continua seca, com sensação de repuxamento e até descamação." Os dois casos são sinais de que, por mais que seja um produto de muita qualidade, ele não funciona para você e precisa ser substituído.

Por mais que seja um produto de muita qualidade, ele pode não funcionar para você e precisa ser substituído.

De qualquer forma, a hidratação deve ser feita sempre no rosto todo, mas áreas mais secas, como a região ao redor dos olhos e da boca, podem precisar de um cuidado especial, o que varia muito de pessoa para pessoa. "A frequência também depende de cada paciente, mas normalmente uma vez ao dia é o suficiente", explica Katleen. Por especificidades como essas, ela enfatiza que "é essencial ter um dermatologista de confiança para lhe orientar pessoalmente."

E sabe aquela máscara facial que você ama incluir no seu ritual de beleza? Ela não é fundamental no tratamento dermatológico, mas as versões hidratantes podem ser um alívio em situações específicas em que a pele está mais seca que o normal. "Principalmente após laser, peeling ou em peles sensibilizadas e com rosácea", destaca a dermatologista. "Agora que estamos no inverno e o clima está seco, por exemplo, elas podem ser feitas semanalmente ou a cada 2 semanas, quando o paciente sentir necessidade", completa Lilia.

HIDRATAÇÃO CORPORAL

Já o corpo deve ser hidratado todos os dias durante ou logo após o banho. As regiões que demandam um cuidado mais potente, como o uso de baumes, pomadas e manteigas, são "pernas, cotovelos, joelhos, axilas e entre as coxas, até mesmo para evitar o escurecimento delas", ressalta Katleen. Muitas vezes, como em calosidades nos pés, pode também ser necessário o uso de ativos queratolíticos, como a uréia e o ácido salicílico, que promovem uma esfoliação química removendo células morta e garantindo uma pele mais macia e uniforme.

Além do toque sedoso e do viço renovado, "a pele bem hidratada também tem menor risco de sofrer dermatites e outras infecções", explica Lilia. "A hidratação após o banho costuma ser suficiente, mas pacientes com dermatite atópica, por exemplo, podem precisar passar hidratantes duas vezes ao dia, especialmente no inverno e no tempo seco."

A dermatologista pontua que a escolha do sabonete certo também é fundamental na missão pele macia. "Os antibacterianos são super agressivos e contribuem para o ressecamento. As versões em barra têm o pH mais alto e são mais agressivos do que as versões líquidas", esclarece. Ela indica que, se possível, é melhor optar por géis de limpeza com tecnologia syndet, que limpam sem agredir.

COMO ESCOLHER SEU HIDRATANTE

Não existe uma regra geral que valha para todo mundo na hora de escolher seus produtos de skincare. Mesmo peles com características parecidas podem ter um detalhe ou outro que demande outro tipo de atenção. É por essa razão que aquele hidratante que deixa a pele da sua amiga uma seda pode não funcionar para você, por exemplo. Além disso, as necessidades da sua pele também podem mudar com o tempo. Por isso, as duas ressaltam a importância de se consultar anualmente um dermatologista de confiança membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Porém, há algumas dicas que vale sempre se atentar quando for escolher seu hidratante, como compartilha Lilia:

  • Existe uma relação inversa entre potência e quantidade de perfume – hidratantes muito perfumados quase não hidratam.
  • Cremes hidratantes tendem a ser mais potentes do que óleos de banho. Os óleos evitam a perda de água, mas não conseguem repor a hidratação perdida.
  • As loções são mais fluídas e fáceis de espalhar, mas são menos potentes que os cremes.
  • Uma boa forma de saber se o produto é eficaz é reparar se a sua pele se mantém hidratada após a aplicação. Alguns hidratantes deixam a pele seca rapidamente.
  • Cuidado com hidratantes com textura gordurosa no rosto!

Vale lembrar que outros tratamentos também contribuem para uma pele mais hidratada, como produtos antienvelhecimento com ácido hialurônico, protetores solares e vitaminas C mais cremosas, e produtos com função calmante e antiinflamatória que contêm ativos como dexpantenol e niacinamida (confira aqui o nosso ABC do skincare para saber mais). O uso deles depende das necessidades específicas de cada pele.

Para finalizar (mas não menos importante), as médicas destacam um cuidado fundamental que serve para todo mundo: caprichar na ingestão diária de água. Afinal, hidratação é literalmente sobre o equilíbrio dessa substância essencial ao nosso organismo como um todo, inclusive na nossa pele. Inclua na sua rotina a companhia de uma garrafa cheia, pois é necessário consumir pelo menos 1,5L (cerca de 7 copos) de água por dia.

Nas prateleiras

Confira abaixo algumas opções de hidratantes faciais mas lembre-se de conferir com a sua dermatologista se ele é o produto ideal para a sua pele.

Hidratante Facial Toleriane Sensitive, La Roche-Posay, R$ 85,28

Hidratante Facial Dramatically Different, Clinique, R$ 98,90

Hidratante Facial Nutradeica, ISDIN, R$ 109,90

Hidratante Facial Crème Fraîche de Beauté, Nuxe, R$ 143,90

Hidratante Facial Minéral 89, Vichy, R$ 230,66

Hidratante Facial Hydra Essentiel Cream, Clarins, R$ 289

Hidratante Facial Hydra Zen, Lancôme, R$ 298,90

Hidratante Facial Capture Totale C.E.L.L. Energy, Dior, R$ 639


Dos grandes e já renomados ingredientes usados nos cosméticos às novas promessas da indústria, eis aqui seu novo guia de ativos para uma rotina com a sua cara!


Rotinas com 20 passos, arsenal de produtos, horas de dedicação: autocuidado ou obsessão? A discussão em torno do skincare tem muito mais camadas do que faz supor aquele belo efeito glossy no rosto.


Tenha acesso a conteúdos exclusivos
ASSINE A ELLE