PUBLICIDADE

Vivemos um momento de auge do skincare, com cada vez mais pessoas preocupadas em criar um ritual diário com produtos que proporcionem mais saúde para a pele, mas você sabia que o cabelo também precisa de uma rotina de cuidados? Conhecida como cronograma capilar, ela costuma ser dividida em três etapas principais – hidratação, nutrição e reparação – que visam repor nutrientes e massa nos fios a fim de deixá-los sempre macios, brilhantes, sem frizz e nada quebradiços.

"É importante ressaltar que o cronograma é indicado para todos os tipos de cabelos, e deve ser feito tanto nos fios saudáveis, quanto nos danificados por descoloração e outros procedimentos químicos", diz Ana Carina Junqueira, tricologista à frente do Instituto Brasileiro de Estudos e Pesquisa em Medicina Capilar. Isso porque todos "somos expostos diariamente a agressões externas, como radiação solar e vento, que acabam ocasionando dano ao cabelo", esclarece a dermatologista Andrea Frange, especialista em Tricologia pelo Hospital do Servidor Público Municipal. A seguir, as especialistas orientam como funcionam cada uma dessas etapas:

Limpeza do couro cabeludo

Por ser um hábito fundamental que a maioria costuma ter desde a infância, muitos dermatologistas não destacam a limpeza do couro como uma etapa do cronograma capilar, mas Ana Carina faz questão de ressaltar a importância dessa prática dentro da rotina de cuidados com o cabelo. "Quando os restos celulares e a secreção sebácea estão em excesso, eles obstruem os folículos e levam a uma inflamação local, conhecida como dermatite seborreica, que pode causar queda e prejudicar o crescimento capilar", explica a tricologista.

Por isso, é fundamental que a lavagem seja feita com regularidade. A indicação de Ana Carina é para que ela ocorra diariamente ou, pelo menos, em dias alternados – cada pessoa consegue sentir qual é a necessidade do próprio cabelo. E atenção! O xampu deve ser aplicado apenas no couro cabeludo, orienta Andrea.

"Nada de esfregar nas pontas. A haste não tem uma sujeira tão importante a ponto de precisar de fricção. Quando você esfrega tudo, acaba embaraçando, aumentando os nós e danificando mais." Já o condicionador, que sela as cutículas que o xampu abriu, deve ser aplicado sempre da orelha para baixo e enxaguado completamente.

Hidratação capilar

O cabelo, naturalmente, perde água para o ambiente. Com a exposição a procedimentos químicos, como coloração, descoloração e progressivas e o uso de chapinha, secador e babyliss, esse processo se intensifica. Por isso, a hidratação é essencial, seja quais forem as características dos seus fios. "Todo cabelo ama água, ela é sempre muito bem vinda! Quanto mais melhor", frisa Andrea.

Como regra geral, vai superbem aplicar máscara hidratante ao menos duas vezes por semana, sempre logo após o xampu, orienta a tricologista. Caso o cabelo continue opaco, pode aumentar essa frequência. "A reposição de água também ajuda na absorção dos nutrientes, conferindo emoliência e brilho ao cabelo e preparando-o para reter melhor todos os passos do cronograma", acrescenta Ana Carina.

Máscaras hidratantes

Divulgação

Máscara de Tratamento Hidratação, 270 ml, Pantene - R$ 21,90

Nutrição capilar

Outro pilar importante do cronograma capilar é a reposição de vitaminas e aminoácidos essenciais para o crescimento e a manutenção dos fios, que ocorre na fase da nutrição, explica Ana Carina. "Ela é de extrema importância, porque são esses nutrientes que protegem o cabelo para evitar a perda de água e, consequentemente, o ressecamento", diz.

Se você está com muito frizz e excesso de volume, provavelmente é porque está precisando nutrir as madeixas repondo os óleos. "Isso ajuda a dar um pesinho a mais, abaixando os arrepiados e proporcionando uma maior uma definição dos fios", esclarece Andrea. São os cachos que mais sentem os efeitos dessa etapa, até porque seu formato espiral dificulta que o óleo produzido naturalmente pelo couro cabeludo chegue ao comprimento da haste.

Geralmente, a tricologista indica que a nutrição seja feita uma vez por semana no começo. "Se exagerar, o cabelo pode pesar demais, perder o brilho, o volume e a maleabilidade", alerta. O legal é ir observando como ele se comporta nesse meio tempo até adaptar a periodicidade – espaçando os dias os dias ou aproximando – até entender qual é a sua real necessidade.

Andrea indica duas maneiras de se fazer essa reposição dos óleos: usando máscaras de nutrição na sequência do xampu ou umectando com óleos vegetais, como o de coco ou de rícino, por 30 minutos antes da lavagem. Nos fios mais danificados, uma umectação noturna pode ser necessária.

Máscaras de nutrição

Divulgação

Nutrifier Mascara, 500 g, L'Oreal Professionnel - R$ 179,90

Reparação ou reconstrução capilar

Quando o fio está muito frágil e quebradiço, é porque está precisando de passar por um processo de reparação ou reconstrução, que nada mais é que a reposição das proteínas, principalmente da queratina, e da massa capilar. Esse tratamento deve ser realizado especialmente por quem faz luzes, alisamento químico, tinge os cabelos ou se expõe muito ao sol. "Como o próprio nome sugere, ele vem para reconstruir profundamente os dano do fio", diz Ana Carina.

"Dá para fazer em casa sem problema algum, mas é preciso tomar muito cuidado com a regularidade porque a reposição de proteína em excesso pode causar efeito contrário, deixando o fio extremamente rígido e mais propenso a quebra. Essa é a etapa mais 'perigosa'", aponta Andrea.

Para ela, o mais seguro é fazer uma cauterização a frio no salão, ainda mais depois de um processo ultra agressivo, como platinar os fios, mas você também pode experimentar usar uma máscara reconstrutora em casa a cada 15 dias e ir sentindo como seu cabelo fica. Em muitos casos, pode ser necessário ampliar a distância entre as aplicações, principalmente se seu cabelo não costuma sofrer muitos danos, em outros, o melhor vai ser aumentar a frequência, mesmo que seja provisoriamente.

Máscara reconstrutora

Divulgação

Máscara Reconstrutora Therapy, 150 ml, C.Kamura - R$ 38,90

Os produtos incluídos nesta reportagem foram selecionados pela nossa equipe e contêm links para sites parceiros. Caso você compre produtos linkados no nosso site, podemos receber uma comissão.



"O frizz é uma das últimas coisas que você derruba da ditadura do liso", afirma a hair stylist Luciana Safro que explica, junto com outras profissionais, por que a cultura de combate ao frizz que é especialmente intensa no Brasil não faz sentido.


Tenha acesso a conteúdos exclusivos
ASSINE A ELLE