Cadastre-se em nossa newsletter para ler este e outros artigos.

Doses semanais de moda, beleza, cultura e lifestyle, além, é claro, de todas os lançamentos da ELLE!
Inscreva-se gratuitamente.

  • ASSINE NOSSA NEWSLETTER
  • O melhor da ELLE direto no seu inbox! Inscreva-se gratuitamente.
  • INSCREVA-SE AQUI
Beleza

Como cuidar da pele da área dos olhos

Mais sensível, delicada e suscetível ao aparecimento de sinais de envelhecimento, essa região demanda atenção especial. Entenda quais produtos devem ser incluídos na sua rotina de skincare e aprenda a tratar olheiras e bolsinhas.

Foto: Klaus Vedfelt
PUBLICIDADE

Você já deve ter reparado que muitos produtos de skincare facial orientam que se evite a área dos olhos durante a aplicação. Isso não significa que ela não precise de atenção, pelo contrário. Por uma série de características específicas, essa região é mais sensível que o resto da face e pede cuidados próprios. É por isso que existem diversos produtos com foco total nela – não é só uma questão mercadológica, como costuma acontecer muito no mercado da beleza.

"A pele palpebral tem uma derme bem mais fina, então acaba absorvendo substâncias com rapidez, além de estar próxima da mucosa ocular, o que pode aumentar o potencial de irritações no local", explica a dermatologista Flávia Addor, membro da Academia Americana de Dermatologia (AAD) e da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD).

Outra particularidade é o seu ritmo de envelhecimento mais acelerado por causa da demanda muscular maior, já que nessa região acontece uma série de atividades recorrentes que estimulam movimentos no local, como piscar o tempo todo e apertar os olhos quanto está muito claro, destaca a especialista. "Ela também é mais frágil e fica ressecada com facilidade dependendo da forma como você lava o rosto", complementa a dermatologista Cintia Cunha, também associada a AAD e a SBD.

PUBLICIDADE

Limpeza da área dos olhos

Por ser uma pele mais delicada, a sua higienização precisa ser feita com suavidade. "Jamais passe esfoliantes nas pálpebras. Tenha cuidado com o uso de buchas, esponjas e aqueles aparelhos higienizadores rotativos que podem deixar a pele extremamente ressecada, aparentando esta mais envelhecida, e sensível, propensa a alergias e irritações", orienta Cintia.

Na hora de tirar a maquiagem, qualquer demaquilante pode ser utilizado. Só é preciso se atentar aos bifásicos, trifásicos e outros que contêm óleo em sua formulação, pois podem causar acne em algumas pessoas. Nesses casos, o ideal é dar sempre preferência à água micelar, que costuma funcionar bem principalmente para retirar resquícios de maquiagem e produtos que não sejam à prova d'água. "Não pode esfregar com acessórios de limpeza. O indicado é usar algodão ou uma toalinha bem fofinha e macia", ressalta a dermatologista.

Água Micelar

Sensibio H2O, 500ml, Bioderma - R$ 117,60

Hidratar a área dos olhos é fundamental

De acordo com Flávia, é preciso ter um cuidado redobrado com a hidratação adequada para manter a barreira de proteção da epiderme. "Sempre use produtos específicos para essa região porque eles têm ingredientes e um nível de segurança adequados para as necessidades locais, sem agredir a pele e a mucosa ocular", explica.

Eles costumam conter os mesmos ativos presentes nos hidratantes faciais, mas em menor concentração. A indicação vai depender das necessidades individuais do paciente. "Um que tem feito muito sucesso nas formulações é o ácido hialurônico. Ele tem várias funções importantes, como repor a água, estimular a pele a produzir colágeno, melhorar a elasticidade e atenuar rugas mais finas", destaca Cinthia.

Hidratantes para os olhos

Creme Antirrugas Olhos Hyalu B5, 15ml, La Roche-Posay - R$ 140,90

A região dos olhos também precisa de protetor solar

Se proteger a pele da radiação solar é um dos cuidados essenciais, o mesmo obviamente vale para a área dos olhos. Nesse caso, o protetor solar e os óculos escuros são os nossos maiores aliados. "É uma pele que mostra os primeiros sinais de envelhecimento na face, bem antes de outras regiões. Por volta dos 30 anos, já começam a aparecer os pés de galinha", ilustra Cintia.

Ela ressalta que, diferentemente do que a maioria costuma fazer, é fundamental passar protetor solar mesmo nas pálpebras superior e inferior. É exatamente o mesmo produto do resto do rosto, mas Flávia alerta que "antes, é preciso checar se ele foi oftalmologicamente testado, porque, se não, pode escorrer nos olhos e provocar irritação."

Já os óculos escuros devem se tornar um acessório rotineiro para toda vez que sair de casa. Ele é importante para diminuir ainda mais a radiação do sol e também para impedir que se fique apertando os olhos por causa da claridade excessiva, o que pode estimular o aparecimento de linhas finas e rugas.

Protetores faciais oftalmologicamente testados

Fusion Water 5 Stars FPS 60, 50ml, Isdin - R$ 93,90

As causas e os tipos de olheiras

Um incômodo recorrente em relação a essa região são as olheiras. Elas se dividem em três categorias: vascular, pigmentar e estrutural. Na primeira, a escuridão – geralmente arrocheada, avermelhada ou azulada – se dá pelo aumento da vascularização. "A derme é muito fininha ali, então, a circulação subjacente fica mais visível. Quando estamos cansados, quando choramos muito ou quando a mulher está perto da menstruação, ela fica mais abarrotada e mais aparente", esclarece Flávia.

Já as olheiras em tons mais amarronzados estão relacionadas a um pigmento fixo, a melanina. Segundo a dermatologista, ela costuma ser mais intensa em pessoas com a pele mais escura e pode piorar com o sol. No terceiro caso, a olheira é profunda, como reflexo de uma órbita ocular mais funda ou mais proeminente que se dá por questões genéticas. "Ela também pode aparecer pelo processo de envelhecimento, quando ocorre uma reabsorção óssea ao redor do olho e a pele perde sustentação", complementa Cintia.

Como clarear olheiras

Alguns cremes contêm ativos que ajudam a minimizar as olheiras do tipo vascular e pigmentar. A vitamina K, a rutina e a ginkgo biloba são alguns que estimulam a circulação aliviando o arroxeado das olheiras de cansaço, já o ácido kójico e a vitamina C têm ação clareadora, reduzindo a concentração de melanina.

"Porém, dependendo da intensidade, só o creme não vai ser suficiente. Será preciso procurar um dermatologista para resolver isso com tratamentos na clínica. Existem várias tecnologias para isso, como a luz pulsada e o Laser ND Yag", orienta Cintia. Para ela, no caso das olheiras fundas, a solução é fazer preenchimento à base de ácido hialurônico para dar mais sustentação à região, suavizando a profundidade. A durabilidade geralmente é de um ano e precisa ser repetido após esse tempo.

Produtos para clarear olheiras

Isdinceutics K-Ox Eyes, 15g, Isdin - R$ 199

O que causa bolsinhas nos olhos

O surgimento de bolsas debaixo dos olhos é outro problema comum. Elas podem se dar por um acúmulo provisório de água ou por acúmulo de gordura. No segundo caso, ela é resultado de alterações anatómicas na face de pessoas mais velhas. "Com a frouxidão da musculatura, as gordurinhas das pálpebras ficam evidentes", conta Cintia.

"Não existe nenhum tratamento feito em casa totalmente eficaz, mas as clínicas têm o ultrassom microfocado que ajuda a recuperar a firmeza da região, as deixando menos evidentes", explica. No entanto, as duas dermatologistas concordam que, dependendo da gravidade, só cirurgia plástica pode reverter a situação completamente.

Já as chamadas infraorbitárias são passageiras, resultado de um edema que pode ter sido provocado por diversas razões. Cansaço, alergias, choro excessivo são causas comuns. "Elas vão e voltam, e podem ser combatidas por medicações ou cremes", explica Flávia. No entanto, também podem representar um problema subjacente, como mau funcionamento dos rins ou distúrbios cardíacos, e só se resolvem quando eles são tratados. "Por isso, é importante ir ao médico para checar a natureza das suas bolsinhas e, assim, receber as orientações corretas", finaliza.

Tenha acesso a conteúdos exclusivos
ASSINE A ELLE

A ELLE Brasil utiliza cookies próprios e de terceiros com fins analíticos e para personalizar o conteúdo do site e anúncios. Ao continuar a navegação no nosso site você aceita a coleta de cookies, nos termos da nossa Política de Privacidade.

Assine nossa newsletter

Doses Semanais de moda, beleza, cultura e lifestyle, além, é claro, de todas as novidades e lançamentos da ELLE no seu inbox.
Increva-se gratuitamente.