PUBLICIDADE

Dar oportunidades que visem a equidade na indústria da moda e beleza não é só necessário, como é também urgente. Sendo tradicionalmente excludente e fechado, este mercado vem pouco a pouco sendo impactado por algumas mudanças e, em meio à pandemia do coronavírus, iniciativas se aceleraram para reparar a história e dar espaço a novas narrativas.

O Mentoring Matters, por exemplo, tem esse objetivo. O projeto, lançado em junho deste ano, propõe uma série de mentorias a jovens entre 18 e 27 anos que sejam negros, asiáticos ou de minorias étnicas. Fornecendo ideias, conselhos e orientações, um grupo de especialistas, incluindo fortes nomes da indústria, como a fotógrafa Nadine Ijewere e a editora chefe da Dazed, Isabella Burley, farão sessões de videochamadas ao longo de seis meses com os candidatos aprovados.


"Mal podemos esperar para conhecê-los. Mais mentores em muitos setores diferentes serão adicionados à medida que avançamos para tentar alcançar vocês no maior número possível. Estamos começando pequenos e focados até que tenhamos um melhor entendimento do lado logístico, e então iremos expandir e crescer", comunicou o projeto em seu Instagram.

A última rodada lançada é para os entusiastas e jovens profissionais da beleza e, nesta, a maquiadora Ammy Drammeh, a hairstylist Cyndia Harvey e a nail artist Ama Quashie fazem parte do time de orientadores. Para concorrer a uma vaga na mentoria, basta se inscrever através do email info@mentoringmatters.co.uk, informando maiores detalhes do seu trabalho até o dia 30 de setembro.

PUBLICIDADE

Criada por Telfar Clemens, a marca nova-iorquina teve o seu estoque de shopping bags esgotado em segundos por causa de bots, prática comum no mercado de revenda hypebeast. Mas ela acaba de lançar um programa de segurança, colocando a sua comunidade em primeiro lugar.



Tenha acesso a conteúdos exclusivos
ASSINE A ELLE