PUBLICIDADE

Quem não ama descobrir gadgets e novos produtos que fazem milagres por nossa pele, nosso corpo ou cabelo? Melhor do que isso só quando, além de tudo, eles são verdadeiros achados – e fazem parte do famoso grupo "bom e barato".

Os aplicativos de redes sociais se tornaram espaços perfeitos para essas descobertas: além de conhecer, vemos os produtos sendo utilizados na prática e, de quebra, trocamos experiências e compartilhamos opiniões.

Dentre tantas novidades, testes e reviews, alguns viralizam e, de uma hora para outra, se tornam objetos de desejo. Mas, afinal, quais fazem jus à fama e valem o investimento? Selecionamos aqui os itens que estão nos trending topics, entre as hashtags mais comentadas e, principalmente, no nécessaire de quem entende tudo de beleza. Vem ver!


Celebridades também ditam tendências e esta, talvez, tenha começado por elas antes de viralizar nas redes sociais. O método de remover penugens com uma lâmina específica ganhou até nome e adeptas assumidas, como Lily Collins e Hailee Steinfeld. O sucesso do "dermaplaning" se dá, principalmente, pelo aspecto de maciez (e a cobiçada pele de bebê) sem muito esforço. A navalha em questão, própria para isso, promove uma remoção física de células mortas, que ficam na camada superior da pele, ao mesmo tempo em que remove os pelos, como se fosse uma esfoliação. "Muita gente está usando no rosto todo, com esse intuito de renovação celular, mas é preciso tomar cuidado para que o método não acabe estimulando o crescimento de um pelo mais espesso ou até cause inflamações", alerta a dermatologista Valéria Marcondes, de São Paulo. A sugestão da especialista é usar a navalha somente para remover os pelos das sobrancelhas, dando acabamento em pequenos cantinhos, ou aqueles que não conseguir remover na depilação. Escolha uma marca confiável e fique atenta à higienização do produto após o uso, já que os resíduos celulares podem se tornar um ambiente propício à proliferação de bactérias.


Depois do boom das escovas faciais elétricas, as manuais também ganharam fama por aí. Essa nova queridinha do skincare também é usada para limpeza e para remoção das células mortas da pele. A diferença é que, nesse caso, somos nós quem controlamos os movimentos e a intensidade – o que foi visto por muitas pessoas como uma vantagem. "Quem tem pele sensível, por exemplo, pode preferir a limpeza mais suave", diz Valéria. De silicone, e já disponível nos mais diversos formatos, ela tem a vantagem de ser higienizada com mais facilidade do que a de madeira ou de cerdas naturais e, assim, evitar o acúmulo de bactérias. Use-a sempre acompanhada de um bom sabonete líquido, específico para a sua pele, ou mousse de limpeza, mas nunca sem produto algum", ensina. Realize movimentos circulares e evite esfregar a escova sobre o rosto.


Seguindo o mesmo ritual das sheet masks (faciais), a nova onda são as máscaras para os pés, que prometem uma hidratação mais profunda e eficaz. Seguem mais ou menos aquele bom e velho ritual de aplicar um creme bem hidratante e cobrir com uma meia depois. "A máscara de tecido ou papel forma uma oclusão que aumenta a permeabilidade dos ativos", diz a dermatologista Lilia Guadanhim, de São Paulo. A variação, entre as opções do mercado, fica por conta dos ativos, que podem ser mais ou menos emolientes, refrescantes, regeneradores. "Indico opções com substâncias capazes de manter a água na pele, como ácido hialurônico, ou com ação calmante, com aloe vera, para peles sensibilizadas. A argila rosa, que tem efeito levemente esfoliante, ajuda a remover células mortas sem agredir", afirma Valéria.

Não basta ser potente – tem que ser multifuncional. Aquele produtinho que vai bem para todas as horas e resolve (quase) todos os problemas sempre teve vez no nécessaire das brasileiras. Além de clássicos como Bepantol, Hipogloss e Cicaplast, o Skin Food, da Weleda, passou a fazer sucesso nos tutorias e reviews das redes sociais. "Ele é um hidratante com extratos vegetais que tem ação calmante e reparadora da barreira da pele", explica Lilia. Como o próprio nome diz, age como um "alimento", nutrindo e garantindo a retenção hídrica. Bom para: pelas secas, sensibilizadas ou áreas extremamente ressecadas como joelhos, cotovelos e até mesmo para um ritual superhidratante para os pés. Por que não?


A primeira a fazer sucesso por aqui foi a escova rotatória, mas logo em seguida surgiram as versões alisadora e a modeladora. A promessa é, antes de tudo, praticidade. "Elas imitam o movimento que os profissionais fazem ao estilizar um cabelo", explica o cabeleireiro e maquiador Edu Hyde, de São Paulo. O efeito, obviamente, não é o mesmo. "Pode, sim, ajudar no dia a dia, mas não se pode esperar o mesmo resultado de salão", diz. As versões que unem a função modeladora e secadora merecem atenção, pois o contato do ar quente fica muito próximo da fibra capilar, podendo facilmente extrapolar a temperatura considerada aceitável. "Por isso é imprescindível o uso de um bom leave-in com proteção térmica antes, e evitar o uso frequente", diz a tricologista Marcela Buchaim, do Studio Tez Spa do Cabelo.

A fama veio de seu possível potencial de acelerar o crescimento do cabelo – tese desmistificada pelos especialistas entrevistados para essa reportagem. "A velocidade de crescimento dos fios é determinada geneticamente. Alguns medicamentos podem manter os fios mais tempo na fase de crescimento e determinados produtos com LED e/ou laser de baixa potência podem ajudar, mas a simples massagem com a escova em casa não causa esse impacto", garante Lilia. São boas opções, no entanto, para melhorar a oxigenação do couro cabeludo e, portanto, a saúde dos fios. Assim como as escovas faciais, é preciso evitar esfregões ou o uso de muita força com a ferramenta para não agredir a pele sensível dessa região.

Um dos responsáveis pela febre da categoria foi o Óleo Demaquilante Bioré, marca japonesa queridinha para itens de skincare. A vantagem é que ele pode ser usado no banho, sem algodão, até mesmo para makes à prova d'água, e não deixa resíduos na pele, apesar da fórmula densa. "A principal vantagem desse tipo de produto é a redução da necessidade de esfregar a pele. Mas é importante que sejam removidos completamente após o uso", lembra Lilia.


O viciante (mas perigoso) hábito de espremer ou tentar remover os comedões, mais conhecidos como cravos, ganhou ferramentas – ou melhor, um kit completo – para reproduzir o trabalho de uma limpeza de pele profissional em casa. "Eles são efetivos e indicados, mas desde que utilizados por pessoas treinadas. O uso doméstico é um convite à machucados, inflamações e até manchas e cicatrizes", orienta Lilia.


Não é necessariamente uma novidade, mas virou febre (de novo) graças à influência das redes sociais. "A principal vantagem, além da praticidade, é que é uma toalha feita de microfibra, tecido que não causa tanto atrito com a fibra capilar", diz Marcela Buchaim. Por isso é indicada para diminuir o frizz. Outra promessa é a secagem rápida. Não se compara com o jato de um secador, é claro, mas o tecido, de fato, absorve mais água que as de algodão, por exemplo.


Outro revival do universo de beleza, que ressurgiu com força nas rotinas de Beauté compartilhadas no TikTok: os adesivos antiacne. Em formato de círculos, pequenos e até em versões cor da pele, têm o intuito de disfarçar as imperfeições enquanto trata. De quebra, ajuda a evitar o incontrolável hábito de mexer e tentar espremer os comedões. "Eles costumam trazer ácido salicílico na fórmula, um importante ativo de ação secativa, além de ter poder anti-inflamatório e/ou bactericida", diz Valéria. Aprovado!


Na gama acessórios de make, um dos itens queridinhos atualmente é o tapete limpador de pincéis. Todo de silicone, ele possui relevos e texturas (muita vezes mais de um formato) para remover resíduos persistentes, que são difíceis de sair com a limpeza manual. Outra vantagem é que o material de fácil higienização evita o acúlo de fungos e bactérias. "Para realizar a limpeza dos pinceis, use um sabonete neutro e passe o pincel no tapete fazendo movimentos circulares. Uma dica boa é usar a água morna, para uma remoção de resíduos ainda mais eficaz" , ensina Edu Hyde.


Fofas, coloridas (e Instagramáveis), se tornou um must-have no nécessaire de make. "Gosto de usar as esponjas não para aplicar a base e sim para dar acabamento", diz Edu Hyde. O truque, segundo o maquiador, é primeiro depositar a base com o pincel adequado e depois, dando leve batidinhas, usar a esponja para deixar um resultado mais homogêneo e profissional. "Ela é boa para alcançar cantinhos que o pincel não chega muito bem como laterais do nariz, cantinho dos olhos e laterais dos lábios", diz Edu.

O secador Dyson Supersonic ganhou fama por não fazer barulho (ufa!). Mas seu maior benefício, na visão dos especialistas, é a capacidade de controlar a temperatura para amenizar os danos da secagem. "Ao mesmo tempo em que está sendo utilizado, o aparelho vai monitorando a temperatura para evitar que as altas temperaturas danifiquem a fibra capilar", diz Marcela Buchaim. Mesmo assim, a especialista não dispensa a indicação de um bom leave-in e um protetor térmico antes de secar. "Não é, no entanto, a melhor opção para uma escova modelada com efeito profissional", pondera Edu.


Feito de pedras como quartzo rosa e jade, o roller facial relaxa a pele e revigora. Virou o queridinho não apenas das influenciadoras digitais, mas também de dermatologistas e esteticistas. "Gosto de indicar o uso no momento de aplicação de cremes. O acessório ajuda a aliviar tensões, principalmente na testa, relaxando e evitando o surgimento de novas rugas e linhas finas a médio e longo prazo", diz Valéria Marcondes. Os acessórios ainda ajudam a reduzir o inchaço e a vermelhidão do rosto após a massagem – efeito potencializado pela pedra que pode ganhar efeito geladinho se armazenada na geladeira.


Virou moda acomodar os cosméticos em uma pequena geladeira portátil como forma de mantê-los fresquinhos para o momento da aplicação. Ok, é um luxo à parte, mas especialistas garantem que os benefícios vão além: "Cremes e séruns com probióticos podem perder parte do efeito em altas temperaturas, assim como ativos como Vitamina C e retinol, que são sensíveis à oxidação, são beneficiados pelas temperaturas mais baixas", explica Valéria Marcondes. Outro ponto positivo é que manter os cosméticos na geladeira evita a proliferação de fungos e bactérias.

Os preços foram pesquisados no início de junho de 2021 e estão sujeitos a alterações.

Tenha acesso a conteúdos exclusivos
ASSINE A ELLE