Cadastre-se em nossa newsletter para ler este e outros artigos.

Doses semanais de moda, beleza, cultura e lifestyle, além, é claro, de todas os lançamentos da ELLE!
Inscreva-se gratuitamente.

  • ASSINE NOSSA NEWSLETTER
  • O melhor da ELLE direto no seu inbox! Inscreva-se gratuitamente.
  • INSCREVA-SE AQUI

Rosa

PUBLICIDADE

De modo geral, a sensação que rondava os backstages e as mentes criativas por trás das belezas desta última edição da SPFW (52ª da história do evento) era um desejo de liberdade. A volta dos desfiles presenciais inspirou nos beauty artists da semana de moda paulistana uma pulsão mais artística. Isso quer dizer que a antiga "make de bonita" apareceu pouco. No lugar dessa maquiagem tradicional apareceram ousadias bem-vindas que celebram este primeiro ensaio da vida pós-vacina. Dito isso, vamos às trends?

Para começo de conversa, a famigerada "pele glow" – hit vitalício nos backstages da SPFW – está começando a ganhar alguma concorrência. No desfile de Silverio, do Projeto Sankofa, a maquiadora Katia Araújo (artista nacional da MAC Cosmetics) apostou na alta cobertura. Algo parecido aconteceu na apresentação de Weider Silveiro. Por lá, o veterano Daniel Hernandez optou por um mate aveludado.

Aliás, Daniel foi um dos criativos que mais investiu no cor-de-rosa, tom que parece ser o mais importante da estação. Todos os desfiles assinados por ele contaram com um toque pink. Em Naya Violeta, os olhos chegam com a cor vibrante em desenhos rápidos. No Weider, uma nuvem mate de rosa repousa sobre as bochechas e têmporas das modelos. E, para fechar, na Lilly Sarti, ele é o toque cintilante dos smokey eye de verão no qual a marca apostou. Fora isso, a cor também aparece brilhante na beleza de Lino Villaventura (assinado por Marcos Costa) e em versão glossy eye no desfile do Projeto Ponto Firme (assinado por André Veloso).

PUBLICIDADE

beleza-spfw-n52-tendencias Cor-de-rosa delicado e cintilante dão brilho ao smokey eye da Lilly Sarti nesta temporada.Foto: Antônio Brandão

Ainda sobre cores, o dourado também brilhou muito nas passarelas da SPFW. Principalmente em iluminadores, ele vai de uma versão esculpida e delicada – como a criada por Max Weber para a Torinno – até o exagero solar e delicioso – como vimos na beleza de Santa Resistência, do Projeto Sankofa, idealizada por Liege Wisniewski.

beleza-spfw-n52-tendencias Pele completamente iluminada com dourado + boca marrom glossy são as apostas da Santa Resistência, na SPFW.Foto: Antônio Brandão

Vale a pena também lembrar do destaque dado à geometria pela maquiagem da edição. Formas angulosas marcaram a beleza de várias apresentações. Foi o caso dos traços coloridos e delineador poderoso de Marcos Costa para Fernanda Yamamoto, os traços que seguiam a ossatura do rosto de Katia Araújo para Silverio, o delineado vermelho da Meninos Rei (assinado por Ana Clara e Beatriz Alves), os cristais desenhados de Walério Araújo (ideia de Robert Estevão), entre outros.

PUBLICIDADE

beleza-spfw-n52-tendencias Cabelo finalizado com gel + make geométrico marcam a beleza do desfile da Silverio, na SPFW.Foto: Antônio Brandão

Os lábios também estiveram bastante em foco nesta temporada. Nesse caso, duas tendências se destacam: a boca contornada bicolor e o batom marrom. Os exemplos mais legais da primeira aparecem no desfile de Ângela Brito (make de Mika Safro) e no de Isaac Silva (com beleza de Ziel Moura). A segunda, por sua vez, brilha nas coleções de Ateliê Mão de Mãe, do Projeto Sankofa (assinada por Angel Moraes) e da estreante Ésfer, a primeira marca de joias a desfilar na SPFW.

beleza-spfw-n52-tendencias Cabelo molhado de aspecto ultra clean + boca marrom delicada de Helder Rodrigues para o desfile da Ésfer.Foto: Antônio Brandão

Falando da Ésfer, a beleza idealizada por Helder Rodrigues com produtos de sua Herō Beautē estava bem trendy. Além da boca marrom, o cabelo molhado também foi uma das tendências capilares mais fortes desta semana de moda. Ele mesmo apostou duas vezes nessa onda: a primeira mais orgânica, no desfile de Pedro Andrade, e a segunda mais geométrica, na Ésfer. Além dele, Bruna Hakstol também apostou no contraste entre as texturas seca e molhada no desfile da Silverio e Silvio Giorgio também finalizou suas perucas coloridas do desfile do SPFW em parceria com o Free Fire com um acabamento de aspecto úmido.

beleza-spfw-n52-tendencias Boca contornada com lápis + gloss e peruquinhas coloridas com miçangas na beleza de Ziel Moura para o desfile de Isaac Silva.Foto: Antônio Brandão

Inclusive, as perucas ultracoloridas também apareceram mais de uma vez nesta SPFW. A segunda foi com Ziel Moura, no desfile de Isaac Silva. Por lá, elas ganharam corte Chanel repicado + adereços divertidos como miçangas e trancinhas, bem como pede a cartilha dos anos 2000. E, para fechar o capítulo "cabelo" (e também a nossa cobertura de beleza dessa temporada), vale dizer que os cacheados vieram mais soltos, mais naturais do que nunca. Não foram poucas as vezes que ouvimos nos backstages os cabeleireiros dizerem que respeitaram a textura de cada caso. Foram poucos os desfiles que mergulharam em tranças e em penteados ou finalizações mais elaboradas. A ideia é a de celebrar os cacheados e crespos em seu estado mais cru, seja lá qual textura for.

Tenha acesso a conteúdos exclusivos
ASSINE A ELLE

A ELLE Brasil utiliza cookies próprios e de terceiros com fins analíticos e para personalizar o conteúdo do site e anúncios. Ao continuar a navegação no nosso site você aceita a coleta de cookies, nos termos da nossa Política de Privacidade.

Assine nossa newsletter

Doses Semanais de moda, beleza, cultura e lifestyle, além, é claro, de todas as novidades e lançamentos da ELLE no seu inbox.
Increva-se gratuitamente.