Cadastre-se em nossa newsletter para ler este e outros artigos.

Doses semanais de moda, beleza, cultura e lifestyle, além, é claro, de todas os lançamentos da ELLE!
Inscreva-se gratuitamente.

  • ASSINE NOSSA NEWSLETTER
  • O melhor da ELLE direto no seu inbox! Inscreva-se gratuitamente.
  • INSCREVA-SE AQUI
PUBLICIDADE

CONTEÚDO APRESENTADO POR ACER

Qual é o futuro do home office no Brasil? Será que ele veio para ficar? A resposta para essa pergunta ainda não é clara, mas não faltam pesquisas tentando identificar qual será a tendência adotada pelo mercado de trabalho. As pistas disponíveis mostram que o modelo híbrido, que alterna dias de escritório com dias de home office, tem tudo para ser uma das mudanças incorporadas na vida pós-pandemia.

Uma pesquisa recente da Faculdade de Economia e Administração da Universidade de São Paulo (FEA/USP) com 1.976 profissionais revelou que 81% dos entrevistados gostam de trabalhar em esquema de home office, e que 78% têm a intenção de manter a rotina remota após a retomada completa. Você se identifica?

O Google Workspace também fez um estudo e detectou que o modelo de trabalho híbrido foi implantado em 44% das empresas depois da pandemia, e que 51% dos profissionais dessas companhias aprovam esse esquema. Uma terceira evidência mostra que vagas remotas não parecem ser um problema para as empresas: o site Vagas.com divulgou que a oferta de posições nesse modelo aumentou 309% em 2020.

Economizar tempo de deslocamento, proteger-se do coronavírus, ter mais foco e mais controle sobre a alimentação foram citados como benefícios do sistema híbrido pelos 900 funcionários de grandes empresas do Brasil entrevistados.

PUBLICIDADE

Uma outra vantagem? Poder trabalhar não só de casa, mas também fora de casa. Pode ser um café ao ar livre (boa opção para uma reunião que fuja do óbvio), uma sala de espera (um clássico para mães com filhos pequenos) e até de longe, em viagens. É o qualquer-lugar office… Certo?

Esse novo jeito de planejar a semana pede uma organização de rotina diferente daquela a que profissionais que saem de casa diariamente para trabalhar estão acostumados. Um exemplo clássico? Optar por um computador leve e eficiente será primordial para o profissional nômade – e uma mochila prática e segura para carregar o gadget vai ser um ótimo investimento.

Preparamos uma lista para você conferir se está bem equipado. Confira a seguir.

O computador ideal

Se você vai trabalhar em lugares diferentes, é essencial ter um computador que atenda às suas necessidades. A saber: precisa ser leve, compacto, eficiente e com bateria de longa duração. Lançamento da Acer no Brasil, o Swift 5 tem tudo isso, e vai além. Pesa cerca de 1 kg, tem menos de 15 mm de espessura e vem em um tom de verde-escuro perolado que se destaca entre os demais.

PUBLICIDADE

O computador também tem os mais recentes processadores Intel® Core™ de 11ª geração e bateria de 56Wh capaz de durar até 17 horas. Em casos de emergência, pode ser carregado por apenas 30 minutos para fornecer mais 4 horas de uso. E mais: a tela de 14" é sensível ao toque e feita com o Corning Gorilla Glass, vidro patenteado capaz de resistir a arranhões profundos. Tipo de investimento que soluciona e faz a diferença no dia a dia.

Leva e traz

Você prefere mochila, pasta ou sacola? É importante que o acessório escolhido para carregar seus itens de trabalho seja leve e resistente ao mesmo tempo. Não faltam mochilas cheias de compartimentos, ecobags divertidas e estilosas e bolsas pensadas para fazer bonito mesmo com um computador (pequeno) dentro. Vale lembrar que esse item vai fazer parte do look.


Itens de sobrevivência 2021

Um tubo portátil de álcool gel + a própria garrafinha de água são o combo básico da vida profissional em modelo híbrido. Incluir um copo não descartável, para tomar café fora de casa, é uma ótima ideia, assim você evita gastar plástico ou isopor à toa. Os modelos de borracha retráteis são uma boa pedida. Leve também o carregador do celular.


Sem barulho

Reunião em cima da hora? Melhor ter um fone de ouvido à mão. Para que o fio não enrole ou estrague, guarde em um case apropriado ou use prendedor de papel ou de roupa para enrolar e segurar o item. Importante: monte sua playlist de trabalho remoto para isolar o som ambiente quando necessário. Os serviços de streaming têm algumas opções já pensadas para o caso. Quer uma dica? A influencer Mari Saad, embaixadora da Acer no Brasil, sugere a playlist Bossa Nova Covers no Spotify.


Lanches

Se você é do tipo que gosta de planejar a alimentação, e por isso prefere levar snacks de casa, vale investir em um ou dois potes estilosos, leves e fáceis de lavar. Escolha os livres de BPA, a substância cancerígena presente em alguns plásticos, liberada quando eles são aquecidos.


Necessário

Uma escova de dente, uma pasta de dente, um fio dental. Esse é o trio essencial, que deve ir em um case ou nécessaire dentro da bolsa, para garantir que você possa fazer a higiene bucal fora de casa. Complemente com protetor labial, lixa de unha, maquiagem... Só não se esqueça de que é importante viajar leve!

Tenha acesso a conteúdos exclusivos
ASSINE A ELLE