Cadastre-se em nossa newsletter para ler este e outros artigos.

Doses semanais de moda, beleza, cultura e lifestyle, além, é claro, de todas os lançamentos da ELLE!
Inscreva-se gratuitamente.

  • ASSINE NOSSA NEWSLETTER
  • O melhor da ELLE direto no seu inbox! Inscreva-se gratuitamente.
  • INSCREVA-SE AQUI
PUBLICIDADE

Desde o lançamento de sua marca homônima, em 2013, Gefferson Vila Nova desenvolve roupas urbanas. No começo, porém, ao valorizar modelagens estruturadas e escolher texturas que poderiam sair até do um forro de carro, o resultado final se mostrava pesado, embora interessante em termos de design.

Nos últimos dois anos, no entanto, o estilista passou por um processo de desencantamento pela moda que lhe fez rever toda a carreira. Sua volta à moda acontece agora, por meio da coleção intitulada Das, uma alusão ao termo que identifica um gênero neutro na língua alemã. Trata-se de um símbolo para informar que, agora, ele também faz roupas para eles, para elas e para elus.

Ao som do remix de Telefunksoul, cujo hit house I Feel Love ganha as pancadinhas de percussão do pagodão baiano, os modelos desfilaram um streetwear "made in Bahia" em uma passarela improvisada em meio a lâmpadas fluorescentes.

O que se vê nesse retorno é muito mais leveza, como se o designer conseguisse se divertir consigo mesmo. Não significa que ele tenha abandonado a própria essência. O desejo por fazer qualquer material incomum virar roupa segue firme, mas, agora, a mão é pesa menos na construção e, por isso, a roupa soa mais jovem e fresca.

PUBLICIDADE

A tal da moda urbana feita em Salvador não é muito diferente daquela produzida em outra capital. Obviamente, há um tempero soteropolitano na preferência pelas cores mais acesas, a modelagem relaxada e o shortinho micro. Eles não só dão vontade de rua, mas de ruas bem específicas, como as do Pelourinho.

Foto: Thaís Medeiros

Tenha acesso a conteúdos exclusivos
ASSINE A ELLE