Moda

Lena Dunham lança coleção de roupas plus size

Autora, produtora e atriz estreia no mercado da moda em parceria com a 11 Honoré.

Foto Noam Galai | Getty Images
PUBLICIDADE

Lena Dunham está lançando sua primeira coleção de roupas. As cinco peças assinadas pela autora, produtora e atriz são fruto de uma parceria com o e-commerce 11 Honoré, e já estão disponíveis.

A coleção, composta por um vestido, uma minissaia, um blazer, uma camisa e um top de gola alta, busca suprir uma demanda do mercado plus size que Lena percebeu a partir de suas próprias experiências, e fez questão de adicionar uma minissaia na coleção, porque sempre que tenta usar uma, ela diz ficar presa nas costas.

"Eu não sou a celebridade que convidam para representar um produto", disse a atriz em entrevista ao jornal The New York Times. "Eu não sou uma pessoa que alguém queira em uma propaganda por vários motivos."

Na última década, Lena Dunham ganhou espaço e fama com a série Girls, da HBO, em que retrata os dramas de um grupo de mulheres millennials. Além de roteirizar e produzir, ela também atuou na produção, que lhe rendeu indicações ao Emmy e ao Globo de Ouro. Frequentemente, Lena usa suas redes sociais para compartilhar com os seguidores experiências pessoais, como sua luta contra a endometriose e, recentemente, contra a Covid-19, que a deixou com uma deficiência nas glândulas supra renais e a levou a tomar esteroides — hormônios comumente associados ao peso.

PUBLICIDADE

Lena flerta com a ideia de lançar sua própria coleção de roupas desde 2019, quando conheceu Patrick Herning, dono e fundador da 11 Honoré, que a convidou para assinar uma coleção para a loja, da qual ela também é cliente.

"O que eu amo na moda é um certo nível de diversão e sarcasmo, que as pessoas acreditam que as mulheres gordas não têm ou entendem", disse Lena, ainda em entrevista ao The New York Times. "Ninguém acredita que as mulheres plus size têm senso de humor, e se tem, não é algo sutil ou sofisticado".

"Existe muito julgamento sobre corpos grandes, e eu acredito que um deles é que as mulheres gordas são burras", ela continua. "Elas comem muito e não sabem como parar. Já mulheres magras têm maior discernimento e sabem usar sua força de vontade. Mulheres gordas devem ter um entendimento de mundo mais limitado, afinal, elas continuam fazendo coisas que são ruins para elas. A quantidade de pessoas que escrevem nas minhas redes sociais que eu estou promovendo a obesidade, me matando…"

Lena afirma que suas roupas são inspiradas nas mulheres dos anos 1990, como Cindy Sherman e Kiki Smith, que vestiam camisetas masculinas e saias de Yohji Yamamoto, "porque elas estavam muito ocupadas pensando em outras coisas".

PUBLICIDADE

A coleção custará entre 98 e 298 dólares, e terá tamanhos que vão do 12 ao 16 (que, no Brasil, equivalem do 46 ao 50). Lena ainda conta que dedicou a maior parte da produção ao corte das roupas. "A maioria dos designers não entende que fazer roupas plus size é mais do que adicionar tecido", pontua. "Encontrar uma forma de expressar minha gratidão pelas mulheres plus size que me inspiraram a me sentir confortável no meu corpo cheio de curvas foi um verdadeiro presente", definiu ela.




Tenha acesso a conteúdos exclusivos
ASSINE A ELLE