PUBLICIDADE

"Defino a Carneiro Studio como uma família em constante crescimento, sempre acolhendo agregados. A marca junta potências que nem sempre são vistas, mas que, lapidadas, conseguem se estruturar melhor no mercado." É assim que Gabriel Carneiro, aos 25 anos de idade, define a sua etiqueta própria, que está prestes a completar um ano de vida. Não à toa, quando Manu Gavassi, artista, empresária e capa da ELLE View de outubro, se interessou por seu trabalho, rolou uma colaboração.

O encontro aconteceu por meio da stylist de Manu, Carol Roquete. "Conheci o trabalho do Gabriel no ano passado e me identifiquei logo de cara com o seu jeito de criar e fazer a marca acontecer", afirma Manu. "Entendo bem como é ter que acreditar no seu próprio potencial, às vezes até sem muita gente do seu lado para ajudar. A gente tem que acreditar muito na própria visão", conta.

O designer Gabriel Carneiro, Manu Gavassi e modelos com looks da coleção Colisões MágicasDivulgação

Modelos

Na Carneiro, como o próprio estilista chama a marca, a sensibilidade e as vivências de todos os envolvidos no trabalho são levadas em consideração. Por isso, "o resultado é sempre pé no chão", ele explica. O processo com Manu Gavassi não foi diferente. "Conseguimos chegar a um casamento das realidades e ideais de ambos. A Manu, claro, nos traz visibilidade, que é importante, mas também amplifica nossos conhecimentos de mercado e de negócio."

PUBLICIDADE

Manu Gavassi e o designer Gabriel Carneiro vestem a collab Colisões MágicasDivulgação

E não só. Gabriel conta que o toque divertido e leve da empresária contamina tudo o que ela participa – no caso, até na coleção. Chamado Colisões Mágicas, o drop conta com 13 peças, entre hoodies, conjuntos de linho e jeans, vestidos polo e camisetas com carneirinhos bordados — a peça promete ser hit e é a preferida da dupla. "Quem usar vai sempre ter a gente no peito", diz o designer.

Esta é realmente uma grife para se orgulhar em usar por aí. Enquanto todo o sistema de moda já imaginava a grande crise que enfrentaria, no início da pandemia de Covid-19, Gabriel Carneiro, até então um stylist que havia trabalhado para nomes como Liniker, Linn da Quebrada e Rincón Sapiência, não teve medo de tirar do papel um sonho antigo: transformar o nome da família em etiqueta de moda. A aposta deu certo. A grife lançou duas coleções, entre drops menores e pontuais ao longo do ano passado, e chamou a atenção de outras estrelas (além de Manu), como Maísa, Bruno Gagliasso e Jude Paula.

PUBLICIDADE

Look da collab entre Manu Gavassi e Carneiro Studio.Divulgação

Com um visual urbano, bastante usável, o conforto das peças da Carneiro Studio é o foco sempre. Mas se o design é simples, a prática do negócio não é. Todo lucro gerado pelas coleções vira investimento em pequenas empresas geridas por pessoas pretas. As empresas, selecionadas por Gabriel, têm um acompanhamento periódico e, em breve, terão suas trajetórias contadas nas redes da marca. "Trata-se de usar o consumo consciente como um dispositivo de transformação", afirma ele.

A coleção Colisões Mágicas já está disponível para pré-venda a partir de hoje no site oficial da marca.


Poucas pessoas viveram tantos lados diferentes da exposição que as redes sociais podem trazer. Há dez anos convivendo intensamente com elas, Manu Gavassi aprendeu a se proteger sem deixar de compartilhar as inúmeras possibilidades que existem dentro de seu trabalho – e dela mesma.



Tenha acesso a conteúdos exclusivos
ASSINE A ELLE