Cadastre-se em nossa newsletter para ler este e outros artigos.

Doses semanais de moda, beleza, cultura e lifestyle, além, é claro, de todas os lançamentos da ELLE!
Inscreva-se gratuitamente.

  • ASSINE NOSSA NEWSLETTER
  • O melhor da ELLE direto no seu inbox! Inscreva-se gratuitamente.
  • INSCREVA-SE AQUI
PUBLICIDADE

Molly Goddard estava grávida de oito meses quando começou a trabalhar no verão 2022 de sua marca homônima e acabou desenvolvendo toda a coleção com base em roupas de bebês. Não que isso seja exatamente uma novidade. Seu desfile de formatura na Central Saint Martins foi inspirado nas próprias peças usadas na infância. Seus vestidos com camadas e mais camadas de tule são raramente comparados a versões em tamanho real dos modelos que vestem bonecas.

Ainda assim, há mais novidade do que parece nesta mais recente apresentação da estilista. A começar pelo tema central, principalmente quando combinado aos looks masculinos. Ao colocar quase a mesma roupa ou silhueta em modelos homens e mulheres, há uma interessante discussão sobre fluidez e construção de gênero correndo nas entrelinhas.


Outro ponto importante é a leveza – física e metafórica. Molly ficou conhecida por vestidos volumosos, que muitas vezes só encontravam vida além da passarela em festas ou eventos com dress code mais elaborado. Agora, suas peças chegam encutradas, com menos camadas e combinadas com calças jeans larguinhas.

Se é efeito da pandemia, dos meses de isolamento ou da sua colaboração com a H&M, no ano passado, não tem muito como saber, mas nem importa. O que vale prestar atenção é como a estilista amplia seu repertório de maneira consistente e, acima de tudo, desejável.

PUBLICIDADE
Tenha acesso a conteúdos exclusivos
ASSINE A ELLE