PUBLICIDADE

Desde que o mundo entrou em quarentena, formatos digitais do que só imaginávamos fisicamente deixaram de ser ideias do futuro e se tornaram soluções para o presente. Vendas online, semanas de moda e desfiles virtuais já são parte da realidade. A partir dos próximos meses, os tradicionais showrooms de atacado também começam a migrar para internet. O primeiro em âmbito nacional é o novíssimo 77 Showroom, uma iniciativa da empresária Flávia Rotondo e do estilista Vitorino Campos, previsto para ir ao ar em 1 de julho.


"Já acompanho esse movimento digital há algum tempo, diz Flávia, também fundadora do Contemporâneo, showroom responsável pela primeira feira de moda premium no Brasil e com dedicação especial a marcas pequenas e independentes. "Como as vendas para multimarcas acontecem numa mesma época, às vezes junto com o SPFW, as agendas das clientes são muito concorridas e muitas não conseguem ver tudo", explica. Para ela, nada substitui a experiência presencial ou o contato direto, porém a realidade é que boa parte das vendas acontece por fotos, após as datas de apresentação nos showrooms.

Retratos do estilista Vitorino Campos e da empres\u00e1ria Fl\u00e1via Rotondo. O estilista Vitorino Campos e a empresária Flávia Rotondo.Fotos: Divulgação

Flávia e Vitorino se conheceram em 2012, quando o estilista estreou sua marca homônima no SPFW e começou a vender para o atacado com um stand no Contemporâneo showroom. Em 2019, realizaram um trabalho juntos e começaram a discutir a falta de tempo mencionada acima junto à necessidade de uma plataforma online para solucionar o problema. "Nos últimos 5 anos tenho visto de perto a importância do digital para o negócio de moda", diz o designer. "Além de ser um canal de vendas cada vez mais importante, ajuda as empresas a adaptar estruturas de custos e tornar cada etapa da cadeia mais sustentável, rápida e barata."

PUBLICIDADE

A ideia inicial era comunicar e apresentar a plataforma durante o período de vendas de atacado de abril e maio. Contudo, a pandemia da covid-19 cancelou tais eventos e reforçou a urgência por soluções digitais para o mercado de moda. "Aceleramos todos os processos e decidimos colocar tudo no ar em julho", relata Flávia. O projeto nasce com uma equipe de sete profissionais trabalhando remotamente em áreas como design, suporte, desenvolvimento, marketing, comunicação, gestão e inteligência de mercado. A partir do dia 01/07, o staff terá um aumento de mais 30%.

Imagem de celular com layout da plataforma digital 77 Showroom. Layout do novo 77 Showroom.Foto: Divulgação.

O 77 Showroom é um marketplace digital B2B (business to business) no mesmo formato das plataformas tradicionais em atividade no mercado, só que com alcance muito maior. "Desde que começamos a nos aprofundar no projeto, descobrimos uma falta enorme de clientes que não vêm para São Paulo, compram apenas com representantes locais", diz Flávia. A questão é que poucas marcas podem arcar com os custos de mostruários e muitos desses profissionais não se interessam por marcas pequenas.

PUBLICIDADE

Com a plataforma digital, qualquer comprador tem acesso às coleções disponíveis das marcas parceiras, histórico e perfil de cada grife, fotos e vídeos dos produtos e um painel de tendências. Até o fechamento desta matéria, cerca de 50 labels já garantiram espaço no novo marketplace. "Além daquelas pequenas e independentes com quem já trabalhávamos no Contemporâneo, nos surpreendemos com a adesão de nomes estabelecidos, que tem showroom próprio, como Reinaldo Lourenço e Egrey", continua Flávia. Afinal, é uma das poucas saídas viáveis e seguras no momento.


Os games ficam fashionistas e a moda encontra uma sobrevida no digital, principalmente em tempos de pouco contato. E, sim, hoje em dia já existe marca fazendo roupa sem costureiro, mas com expert em realidade aumentada e virtual.


Ao longo de quase dois meses, ELLE Brasil conversou com mais de 40 profissionais diretamente afetados pela crise da covid-19. O resultado é uma série de reportagens com relatos profundos de uma indústria desesperada por esforços coletivos.


Show com milhões de pessoas dançando juntas, festas, encontros entre amigos: a vida social nos games está bombando. Veja como a quarentena está mudando a nossa relação com os jogos eletrônicos.

Tenha acesso a conteúdos exclusivos
ASSINE A ELLE