Cadastre-se em nossa newsletter para ler este e outros artigos.

Doses semanais de moda, beleza, cultura e lifestyle, além, é claro, de todas os lançamentos da ELLE!
Inscreva-se gratuitamente.

  • ASSINE NOSSA NEWSLETTER
  • O melhor da ELLE direto no seu inbox! Inscreva-se gratuitamente.
  • INSCREVA-SE AQUI
PUBLICIDADE

Oroomin é a junção de duas palavras em iorubá que forma a expressão "riqueza das águas". Esse também é o nome do ateliê de arte colaborativa fundado há oito anos pela soteropolitana Denise Salles que, neste ano, transformou-o em marca de moda.

A estreia da grife na Casa de Criadores aconteceu com a exibição do curta "Margem". De acordo com a designer, o fashion filme integra uma minissérie na qual se explica o surgimento da etiqueta, que tem sede no Rio de Janeiro e cujo nome "foi dado por um Exú, chamado Boca Rica, em Salvador."

Em cada episódio, a entidade Oroomin será representado por diferentes pessoas, para expressar a sua persona fluida, que transita entre gêneros, idades e corpos.

Neste clipe, ele é uma criança que passa a mão no rosto forrado por um pó rosa fantástico – que pode ser lido como a inocência. O garoto acaba descobrindo sua pele negra e, com a revelação, Exú aparece, indicando que o orixá é seu grande guia e protetor.

O filme, bem executado, é páreo para as roupas desta coleção. Denise se revela uma colorista nata ao usar uma explosão de tons ácidos que funcionam entre si e fogem da obviedade. O trabalho com cor também se extende para a beleza, assinada por Alma Negrot.

PUBLICIDADE

Outro ponto de destaque é a experimentação de texturas, que cria formas táteis como a da organza de trama amassada com interferências de agulhas. O resultado final, principalmente nas fotos, é uma imagem que se aproxima da pintura.

O vídeo ainda conta com uma alusão a Oxum, força que contrasta o balaio imagético com um pouco de calmaria e acalento. Mas é Exú quem explica a Oroomim a jornada de sucesso que terá de cumprir. "Busque o que é seu por direito, guerreiro, quem olhar para você poderá ficar cego, porque possui sangue no olho."

Fotos: Rodrigo Ladeira

Tenha acesso a conteúdos exclusivos
ASSINE A ELLE