PUBLICIDADE

BRANDED CONTENT

No início de uma noite de inverno, ela saiu atrasada de casa. A rua, deserta, inspirava certo medo, mas ela estava em boa companhia. Cruzou a esquina, entrou no restaurante. Sentaram-se ao mesmo tempo. Jantaram, beberam algumas taças de vinho. Ela se levantou, vestiu o casaco e, ao abrir a porta para sair, uma lufada de um vento gélido a atravessou com força. Nem precisou olhar para trás para saber que, naquele mesmo instante, havia sido abandonada. Nunca conseguiu entender como aquela relação, que começara intensa e arrebatadora numa loja de perfumes, havia terminado assim, de repente, em questão de horas. Há muitas razões para uma fragrância não fixar na pele, e esses casos de desaparecimento total do aroma são mais comuns do que se imagina: tanto é que a falta de fixação é uma das principais preocupações de quem gosta e compra perfume. A influenciadora Silvia Braz é um bom exemplo. "Sobre a fixação, eu, inclusive, escolho o perfume prestando atenção nesse aspecto, embora, em geral, os perfumes tenham uma boa fixação na minha pele", conta.

O primeiro fator determinante para que o perfume dure ou não é a concentração dos óleos essenciais que compõem a fragrância. Essa porcentagem é o que vai fazer com que um Eau de Parfum dure mais na pele do que um Eau de Toilette – ou desodorante colônia –, como você verá no quadro mais adiante. Mas não é só isso. "O tipo de pele influencia na duração do perfume: as oleosas e hidratadas tendem a manter o cheiro por mais tempo. Quem tem pele seca, então, pode aplicar um hidratante sem cheiro antes da fragrância", afirma Claudia Stenger, Gerente de Inovação Olfativa do Boticário. A lenda urbana de que pele seca fixa menos perfume, portanto, está confirmada. "A dica para a fixação ser prolongada é a pele hidratada, tanto topicamente quanto por ingestão de água. Além de aplicar o perfume com uma distância de 30 cm e nunca esfregar a pele depois da aplicação, porque isso altera o processo de evaporação", complementa Ana Volpe, que é farmacêutica e formada em perfumaria pela escola francesa Cinquième Sens.

PUBLICIDADE

QUESTÕES FAMILIARES

Outros dois fatores determinantes são a qualidade dos ingredientes e as famílias olfativas escolhidas. "Os perfumes cítricos possuem moléculas leves, mais voláteis, que evaporam rapidamente. Mesmo sendo um eau de parfum concentrado, com muito óleo essencial cítrico, sua nota será evaporada mais rápido do que as outras", diz Ana. E nem todo mundo se incomoda com isso. "Geralmente gosto de perfumes mais suaves, leves, com uma fixação que não seja tão intensa. Então não me importo de ter que reaplicar ao longo do dia", conta Isabella Fiorentino. São as pessoas que compram as versões mini das fragrâncias para levar na bolsa, sabe? Já o estilista Isaac Silva prefere que o perfume não dê chá de sumiço, especialmente em momentos importantes como num desfile de sua coleção. Para essas ocasiões, um aroma sempre o acompanha: o da lavanda. Além de dar sorte e confiança, ela funciona como um botão de play para o flashback desses episódios tão definidores. "Perfumes sempre marcaram a minha vida: na infância, o cheiro de lavanda; na adolescência, o cheirinho de bebê. Na vida adulta, me rendo a vários perfumes, amo a perfumaria! Durante uma viagem a Diamantina, em Minas Gerais, quando estava fazendo umas pesquisas sobre a Chica da Silva para uma próxima coleção (lançada em 2018), usei um perfume que uma amiga me deu. Toda vez que uso de novo, lembro da viagem tão linda e da Chica da Silva."

PUBLICIDADE

CONTANDO AS HORAS AO SEU LADO

Por que comprar a versão Eau de Parfum e não a Eau de Toilette se o nome do perfume é o mesmo? Essas classificações têm a ver com a concentração de óleo essencial em cada fórmula e o poder de fixação da fragrância. É tipo a diferença entre tomar um suco mais aguado ou mais concentrado. Veja só:


É o smoothie dos perfumes, com concentração entre 20% a 30% dos óleos essenciais – lembrando que são os óleos essenciais os responsáveis pela fragrância em si. São os mais caros e os mais raros da perfumaria e deveriam ficar com você o dia inteiro. O poder de fixação de um perfume depende também das famílias olfativas e da qualidade dos ingredientes.


Concentração de óleos essenciais entre 15,1% e 20%. São caros, mas mais acessíveis que o Parfum, porque rolou uma águinha (ou álcool) a mais ali, como o "Eau" (água, em francês) indica, antes do "Parfum". Duram entre 6 e 8 horas na pele, em média.


É o que a gente mais compra, né? E aí, um ponto para prestar atenção: aqui, as concentrações de óleo essencial podem variar muito, entre 5% e 15% – o que equivaleria já a um Eau de Parfum. Infelizmente, essa concentração não é indicada pelas marcas, então o negócio é testar (veja as dicas nessa outra coluna). Duram geralmente até 6 horas, podendo chegar a 8 horas.


É a versão mais diluída do Eau de Toilette, com concentração de 3% a 4,9% de óleo essencial. Fixação de cerca de duas horas.


É a forma mais diluída da fragrância, com concentração de 2% de óleo essencial. Pode ser com ou sem álcool. Dura menos de duas horas.

PARA FICAR PERFUMADA, PERFUMADE, PERFUMADO SEMPRE


Se a sua pele é seca e costuma não fixar bem os perfumes, experimente passar um hidratante neutro, sem perfume, antes: quanto mais hidratada a pele, mais a fragrância vai se destacar.


Os pontos clássicos de passar perfume – atrás das orelhas, no pescoço e no pulso – são mesmo os melhores, porque têm mais irrigação sanguínea e temperatura levemente mais alta, o que permite que a fragrância exale melhor as suas notas ou perfume.


Não é só porque você comprou um eau de parfum que, com certeza, ele vai durar horas na sua pele. Além dessa classificação, a qualidade dos ingredientes e as famílias olfativas (se é cítrico, amadeirado, oriental) influenciam bastante. Perfumes com base cítrica, mesmo quando são eau de parfum, tendem a durar menos porque a molécula é mais leve e evapora mais rápido. Bases amadeiradas, mesmo com notas cítricas, fazem o perfume durar mais.



Não é uma ciência exata, mas há algumas maneiras de identificar e aprender a escolher aquela fragrância que te tira do lugar comum olfativo.


Tenha acesso a conteúdos exclusivos
ASSINE A ELLE