Cadastre-se em nossa newsletter para ler este e outros artigos.

Doses semanais de moda, beleza, cultura e lifestyle, além, é claro, de todas os lançamentos da ELLE!
Inscreva-se gratuitamente.

  • ASSINE NOSSA NEWSLETTER
  • O melhor da ELLE direto no seu inbox! Inscreva-se gratuitamente.
  • INSCREVA-SE AQUI
Cultura

Adele, da ascensão ao novo disco

Após seis anos, a britânica está de volta com o single "Easy on me", uma prévia de 30, seu álbum ainda inédito. Enquanto o mundo aguarda as novas canções, relembramos cinco fatos que ajudam a contar a trajetória da cantora

Foto: Divulgação/Simon Emmett
PUBLICIDADE

"Easy on me", a música que marca a volta de Adele após um hiato de seis anos, é uma balada ao piano. É também uma prévia do que encontraremos em 30, o quarto álbum da cantora britânica, com lançamento previsto para 19 de novembro. O single chegou acompanhado por um clipe, dirigido por Xavier Dolan, o ator e diretor candense do premiado Mommy (2014) e que já trabalhou com Adele no vídeo de "Hello". E se nesse clipe, filmado em P&B, a cantora chega a uma casa que parece fechada há tempos, tira os lençóis que cobrem os móveis para se instalar nela, em "Easy on me" ela faz o inverso. Os mesmos móveis voltam a ficar cobertos porque Adele está de partida. Ela pega sua mala, coloca um cassete no toca-fitas do carro e segue pela estrada, livre, leve e solta. Na metade do vídeo, as imagens em P&B ganham cor, como se essa transição indicasse uma nova fase de sua vida, aos 33 anos.

Não por acaso, as músicas de 30 foram escritas em meio ao término do relacionamento de quase uma década da cantora com Simon Konecki, pai de Angelo, seu filho de 9 anos. Em "Easy on me", lançada nesta sexta-feira (15.10), Adele fala de uma relação pela qual fez de tudo para dar certo, mas desistiu de tentar porque ela já não era mais a mesma pessoa. Após a separação, o ex-marido passou a morar em frente à residência da cantora, no bairro de Beverly Hills, em Los Angeles.

PUBLICIDADE

Adele - Easy On Me (Official Video) www.youtube.com

No novo álbum, a cantora está novamente com um grupo de colaboradores próximos. Entre eles, Greg Kurstin, autor de "Hello" e "Million years ago", a canção de 2015 que pode virar objeto de disputa judicial. O compositor brasileiro Toninho Geraes, autor de "Mulheres" (1995), alega que Adele e Kurstin plagiaram sua música, sucesso na voz de Martinho da Vila. Também se juntaram à cantora Max Martin, que trabalhou com Coldplay e The Weeknd, e Ludwig Göransson, que recebeu o Oscar pela trilha de Pantera negra (2018), além de Inflo, parte do ótimo coletivo britânico Sault.

Aos 20 anos, Adele alcançou o estrelato de forma meteórica e se tornou uma demolidora de recordes de vendas na indústria fonográfica. Os álbuns 19 (2008), 21 (2011) e 25 ( 2015), que fazem referência à idade da britânica quando ela os produziu, venderam mais de 120 milhões de cópias no mundo todo. "Easy on me" se tornou a faixa mais ouvida em um único dia na história do Spotify. Ela ainda contabiliza 15 Grammys e um Oscar de melhor canção original por "Skyfall", trilha de 007 - Operação Skyfall (2012) – em mais de 50 anos de franquia, foi a primeira vez que a música tema de James Bond levou o prêmio. Enquanto o mundo aguarda para ouvir as novas canções, relembramos cinco fatos que ajudam a contar essa trajetória da cantora:

PUBLICIDADE


Adele Wins Album Of The Year | Acceptance Speech | 59th GRAMMYs www.youtube.com


Uma relação delicada:
em 2011, mesmo ano em que Adele se submeteu a uma cirurgia para estancar uma hemorragia nas cordas vocais, o pai da cantora recebeu dinheiro do tabloide inglês The Sun para expor a relação com a cantora. Mark Evans e a mãe de Adele, Penny Adkins, se separaram quando a filha tinha 3 anos. Ao The Sun, Evans explicou o motivo da separação: alcoolismo. Ele revelou que chegava a beber dois litros de vodca e oito pints de cerveja por dia. Segundo ele, o melhor que poderia fazer era se afastar da família, para que a filha não o visse naquele estado. Evans, que trabalhava como encanador, também lamentou ter sido um péssimo pai. Ao receber o Grammy de melhor canção do ano por "Hello", em 2017, Adele dedicou o prêmio ao seu empresário, Jonathan Dickins, dizendo que o amava do jeito que amaria o pai dela se, de fato, ela o amasse. Em maio de 2021, após uma batalha contra um câncer, Evans faleceu aos 57 anos.

Fora do tom: com apenas três álbuns lançados, Adele subiu 15 vezes ao palco do Grammy como vencedora de diversas categorias. Em todas as ocasiões, seus discursos de agradecimento foram bastante espontâneos e emotivos. Em 2017, ao receber o prêmio de álbum do ano, por 25, ela arrancou lágrimas de Beyoncé na plateia ao dizer que não merecia estar ali. Na opinião de Adele, o álbum Lemonade, da cantora estadunidense, deveria ser o grande vencedor da noite. Neste dia, Adele também deixou a plateia boquiaberta ao interromper bruscamente sua performance, que era um tributo a George Michael, falecido um ano antes. Ao perceber que estava fora do tom, no começo da canção "Fastlove", Adele parou de cantar e emendou um pedido de desculpas: "Eu sei que é TV ao vivo, mas desculpe. Não posso fazer isso novamente como no ano passado", fazendo referência à sua apresentação na cerimônia anterior, prejudicada por problemas técnicos. "Não posso fazer isso com ele (George Michael)", disse ela. Em resposta, a plateia se levantou para aplaudi-la. Adele recomeçou a apresentação, mas estava visivelmente abalada pela falha exibida ao vivo para o mundo todo.


Foto: Getty Images

Marca registrada: desde que virou um fenômeno da música, a partir de 2010, Adele é presença aguardada em tapetes vermelhos. Nas primeiras aparições, os looks, com influência 60's, incluíam o cabelo com bastante volume, em penteados quase arquitetônicos, e a tradicional marca registrada da cantora: o delineador preto com traço de gatinho. Com o passar dos anos, os penteados ficaram menos estruturados. Burberry, Givenchy, Stella McCartney e Valentino foram grifes incorporadas ao guarda-roupa da cantora. Mas sempre com o predomínio do preto, cintura marcada e saia rodada.

Nova silhueta: em maio de 2020, ausente há meses do Instagram, Adele postou uma foto usando vestido preto curto e rente ao corpo. Mais magra e de pernas de fora, Adele deixou muita gente surpresa. Morando em Los Angeles, a artista descobriu o prazer pela atividade física. Nos últimos três anos, ela tem treinado todos os dias, às vezes em até três períodos. Com isso, emagreceu 45 kg. Mas, conforme revelou recentemente, a perda de peso foi apenas uma consequência. A intenção era ficar forte fisicamente para que ela se sentisse mais no controle de suas emoções e de sua ansiedade. Os treinos também foram uma maneira de ficar distante do celular e, em nenhum momento, virou conteúdo de suas redes sociais.



Um novo namorado:
levando uma vida mais reclusa desde que se separou de Konecki, Adele fez uma rara aparição no Arizona, em julho deste ano, em um dos jogos finais da NBA. Muito à vontade, ela estava ao lado de Rich Paul, o todo poderoso agente de LeBron James (jogador do Lakers e um dos maiores nomes da história da liga estadunidense). Paul, 39 anos, é pai de três filhos, mas nunca se casou. Ele está entre os agentes mais influentes do mundo do esporte, cuja fortuna foi estimada pela Forbes em 46 milhões de dólares (algo em torno de 255 milhões de reais). Criado longe da mãe, que era usuária de drogas, Paul teve uma infância difícil. Ascendeu com a parceria com LeBron, que teve início quando o astro tinha 18 anos e um futuro muito promissor pela frente. Logo depois da aparição ao lado do agente, Adele confirmou o namoro e, recentemente, postou em suas redes uma foto dos dois. Em breve, Paul deve lançar uma biografia pela Roc Lit 101, editora que pertence a Jay-Z. O título? Lucky me. Nada mais apropriado para o momento atual.

Tenha acesso a conteúdos exclusivos
ASSINE A ELLE

A ELLE Brasil utiliza cookies próprios e de terceiros com fins analíticos e para personalizar o conteúdo do site e anúncios. Ao continuar a navegação no nosso site você aceita a coleta de cookies, nos termos da nossa Política de Privacidade.

Assine nossa newsletter

Doses Semanais de moda, beleza, cultura e lifestyle, além, é claro, de todas as novidades e lançamentos da ELLE no seu inbox.
Increva-se gratuitamente.