Este vídeo faz parte do ELLE Stories, uma curadoria de vídeos, filmes e documentários inéditos feita pela equipe da ELLE Brasil, que você confere primeiro aqui no nosso site.

PATROCINADO • CONTINUE ABAIXO

Janelas, varandas, quintais, celulares e um "denominador comum": o céu. Para Camila Cornelsen e Thales Banzai, diretores e fotógrafos da produtora Seiva, que estão em um relacionamento há 11 anos, a via aérea de São Paulo, percorrida por um drone, foi a forma de conexão com os amigos durante a quarentena. "Percebemos que o que se passava dentro de casa era mais interessante do que a cidade vazia. As imagens das avenidas sem ninguém se tornaram até um clichê apocalíptico do momento, mas em cada janela ou varanda ainda existe muita vida. Pensamos em uma forma de fazer essa captação sem contato físico", conta Thales.

Tudo foi gravado à distância e o cronograma foi geográfico: durante dois finais de semana, em quatro dias, gravaram e fotografaram 34 casas, de acordo com os bairros dos amigos. Por uma ligação no celular pediam para os retratados fazerem saudações, mas todas as outras ações aconteceram naturalmente. "A gente combinava um horário e, se era um momento em que ela cozinhava, gravávamos a pessoa cozinhando. Se a pessoa tinha uma casa com varanda, tomava sol na varanda. Queríamos trazer as atividades do cotidiano", descrevem.

Apesar do título do vídeo ser Saudades, o nome era mais uma antecipação do que um sentimento presente quando o curta foi gravado, no meio de março, quando o isolamento social acabava de ser recomendado na cidade. Acompanhando as previsões, perceberam que ficariam sem contato físico com os amigos durante alguns meses e decidiram registrar o momento no qual as pessoas ainda adequavam suas atividades ao ambiente domiciliar. "Além do mundo caótico, é importante que a gente narre também outras emoções, e que a gente consiga trazer outros sentimentos para esse período", conta Camila. Por isso, nas imagens, uns dançam, outros brincam com o cachorro ou trabalham e alguns relaxam "ao ar livre" nos espaços possíveis.

A trilha é uma versão cantada por Camila de "We'll Meet Again", de Clarke Ross Parker e Hugh Charles. A letra que diz que "nós nos encontraremos novamente", originalmente na voz de Vera Lynn, e que descrevem um sentimento de esperança, voltou aos topos das paradas recentemente, e no dia 10 de maio alcançou a sexta posição nos mais vendidos, de acordo com o periódico Official Charts.

A cidade vazia foi presente no vídeo, sim, mas de uma forma diferente: com a diminuição dos carros na cidade, diminuiu também a mancha marrom de poluição característica dos céus paulistanos. "Esse olhar pela janela, olhar para cima, olhar o céu da cidade, é uma presença nessa quarentena, é nosso denominador comum", finalizam os diretores.

Com a interpretação de artistas do Balé da Cidade de São Paulo, o diretor Manuel Nogueira traduz em dança e música a angústia e os questionamentos trazidos pela pandemia. O curta-metragem inaugura o ELLE Stories, uma curadoria de vídeos inéditos que você vai ver, em primeira mão, no nosso site.


Pensamentos e particularidades da subjetividade durante um dia de isolamento social são traduzidos em vídeo, texto e trilha pelo diretor Fábio Lamounier.


Tenha acesso a conteúdos exclusivos
ASSINE A REVISTA DIGITAL E IMPRESSA DA ELLE BRASIL!