• ASSINE NOSSA NEWSLETTER
  • O melhor da ELLE direto no seu inbox! Inscreva-se gratuitamente.
  • INSCREVA-SE AQUI
PUBLICIDADE

Já temos um resultado de eleição para comemorar este mês: a escritora e filósofa Djamila Ribeiro, colunista da ELLE, foi escolhida para a cadeira de número 28 na Academia Paulista de Letras.

Djamila havia sido convidada para concorrer ao posto pelo presidente da instituição, José Renato Nalini. Recebeu 30 dos 39 votos válidos e vai ocupar a vaga de Lygia Fagundes Telles, que morreu no início de abril. "Muito me honra ocupar essa cadeira que foi de uma mulher que inspirou gerações. E sinto que é um passo importante para o reconhecimento da literatura feita por mulheres negras", disse Djamila à ELLE, de Milão, onde participa do lançamento da edição italiana do seu best-seller Pequeno Manual Antirracista, vencedor do Prêmio Jabuti, na categoria Ciências Humanas, em 2020.

Fundada em 1909, a Academia Paulista de Letras tem 40 membros, entre eles, as escritoras Betty Milan, Maria Adelaide Amaral e Ruth Rocha, o cartunista Maurício de Souza, o ex-presidente Michel Temer e o humorista Jô Soares. "Sou a primeira mulher negra a ocupar essa cadeira, mas não venho sozinha, sei que essa é uma conquista coletiva, de muitas mulheres que sonharam e que lutaram pra que eu ocupasse esse lugar", disse Djamila. Uma dessas desbravadoras, por sinal, já comemorou junto com ela: "Conceição Evaristo acabou de me mandar uma mensagem lindíssima, em que ela diz: "'Você é o sonho dos nossos ancestrais. É muito bonito ver o reconhecimento de uma mais velha, que lutou tanto, foi inspiração e abriu tantos caminhos".

PUBLICIDADE

Djamila Ribeiro foi uma das personalidades retratadas nas capas do retorno da ELLE Impressa, em setembro de 2020.Foto: Edgar Azevedo

Djamila, mestra em Filosofia Política e coordenadora da Coleção Feminismos Plurais, é autora de Quem tem medo do feminismo negro e Cartas para minha avó, entre outras obras. A filósofa foi ainda a primeira brasileira a receber o BET Awards, prêmio estadunidense que celebra o trabalho de expoentes da comunidade negra em várias áreas.

Parceira de longa data da ELLE, Djamila deu contribuições preciosas para o nosso site, como o vídeo que gravou por ocasião da morte de George Floyd, que foi uma verdadeira aula sobre as origens do racismo no Brasil (clique aqui para assistir). Desde março deste ano, ela assina uma coluna na edição impressa da ELLE.

Por mais esta conquista, a gente só tem a dizer: parabéns, Djamila!

Tenha acesso a conteúdos exclusivos
ASSINE A ELLE

A ELLE Brasil utiliza cookies próprios e de terceiros com fins analíticos e para personalizar o conteúdo do site e anúncios. Ao continuar a navegação no nosso site você aceita a coleta de cookies, nos termos da nossa Política de Privacidade.

Assine nossa newsletter

Doses Semanais de moda, beleza, cultura e lifestyle, além, é claro, de todas as novidades e lançamentos da ELLE no seu inbox.
Increva-se gratuitamente.