PUBLICIDADE

"Minha mãe ficaria muito brava e triste com a forma como tudo aconteceu, mas o que ela realmente ia querer é que nós fossemos felizes", disse Harry a Oprah quando a apresentadora perguntou qual ele acreditava que seria a opinião da Princesa Diana sobre seu desligamento da família real. O neto da Rainha Elizabeth confirmou que tinha medo de que o que aconteceu com sua mãe pudesse se repetir com sua esposa, e que esse foi um dos motivos que o levou a querer se afastar (mas não se desligar completamente) do alto escalão da monarquia britânica.

Meghan Markle e Pr\u00edncipe Harry s\u00e3o entrevistados por Oprah para CBS Meghan Markle e Príncipe Harry são entrevistados por Oprah para CBS Foto: Getty Images


Enquanto The Crown faturava mais estatuetas na temporada de premiações neste domingo (desta vez no Critic's Choice Awards), a entrevista de duas horas que Meghan Markle e Harry concederam a Oprah, que foi ao ar pela CBS, causou comoção entre quem se importa com a família real — mas também entre quem acredita que já passou da hora dela deixar de existir.

Nos cerca de 120 minutos do especial, Meghan Markle revelou que não obteve apoio da monarquia quando buscou ajuda para tratar sua saúde mental e que nunca foi devidamente treinada ou apresentada às tradições ou regras específicas da família real. Apesar disso, diz que sempre esteve aberta a cumprir com todas as funções e estava disposta a servir à rainha. O casal ainda deu a entender que existia uma forte resistência da instituição em relação a Meghan por causa de seu tom de pele e que o racismo rondava as relações.

PUBLICIDADE

Quanto à relação atual de Harry com sua família, ele diz que tem falado bastante com a Rainha Elizabeth, sua avó, por quem nutre "profundo respeito", mas que com seu pai e seu irmão as coisas andam mais distantes. "O tempo será o encarregado de curar esses relacionamentos", disse ele.

Veja abaixo alguns destaques da entrevista:

  • Sobre segurança de Archie, filho de Meghan e Harry, e racismo

Meghan revela que um dos principais motivos que os levaram à decisão de se afastar do alto escalão da família real foi ter ficado sabendo que segurança não seria oferecida a Archie quando ela ainda estava grávida porque ele não teria direito a um título. Quando Oprah questiona o motivo que poderia ter levado a essa decisão da organização, Meghan revela que houve momentos em que a cor da pele de seu filho virou um assunto dentro da monarquia, mostrando que o racismo, de fato, esteve presente durante todo o seu tempo no palácio.

PUBLICIDADE

Harry não quis contar qual foi a pergunta ou quem levantou a questão do tom da pele quando questionado por Oprah, mas disse que ficou muito decepcionado com a forma como a família real lidou com a situação, ainda mais considerando que essa poderia ter sido uma grande oportunidade para a família mostrar apoio a Meghan, o que não foi feito.

Meghan Markle e Harry se casaram em maio de 2018. Meghan Markle e Harry se casaram em maio de 2018.Foto: Getty Images

Meghan Markle e Harry se casaram em maio de 2018.
  • Saúde mental de Meghan foi negligenciada

Meghan explica que sua saúde mental estava muito debilitada (ela perdeu o pai, passou por um aborto espontâneo e se sentia cada vez mais solitária) e que, mesmo pedindo ajuda para "a firma" (como ela se refere ao sistema monárquico), não recebeu nenhum tipo de apoio porque revelar isso não seria "bom para a instituição".

"Eu simplesmente não queria mais estar viva", declarou ela a Oprah. "E esse era um pensamento constante muito claro, muito real e muito assustador". Ela destaca que tampouco poderia procurar ajuda sozinha, como ir a um hospital ou uma clínica, porque quando se entra para a família real seus pertences são literalmente retirados de você. Ela revela ainda que a única pessoa com quem pôde conversar foi uma antiga amiga da Princesa Diana, alguém que ela acreditava que poderia entender sua situação.

Meghan Markle de vestido azul Meghan relembrou durante a entrevista a noite em que precisou comparecer a um evento no Royal Albert Hall, em janeiro de 2019, após ter contado a Harry que estava tendo pensamentos suicidas.Foto: Getty Images

Meghan Markle de vestido azul
  • Afinal, Meghan e Harry quiseram sair da família real?

Quando Oprah pergunta a Harry como ele resumira toda a história do motivo que os levou a esse rompimento, ele diz que a expressão poderia ser "falta de apoio". Ele ainda explica que ele e Meghan nunca tiveram a intenção de sair de vez da família real e que apenas desejavam deixar de ser "membros sêniores" para que pudessem continuar cumprindo suas funções com menos exposição. Uma das ideias era continuar morando em países que fazem parte da coroa britânica, como a Nova Zelândia ou a África do Sul.

No fim, as coisas não saíram como imaginado. Meghan e Harry decidiram ir ao Canadá e, enquanto estavam lá, lhes foi informado que a segurança que eles possuíam seria retirada. Meghan diz que chegou a escrever uma carta pedindo que não tirassem a segurança de seu marido por medo das ameaças de morte constantes, mas que entendia que a sua ou a de seu filho não fossem prioridade.

Quando souberam que os pedidos não seriam atendidos, boa parte do mundo já havia sido atingida pela nova pandemia do coronavírus, o que os levou a ter que sair do Canadá às pressas rumo aos Estados Unidos, onde ficaram hospedados na casa do ator e diretor Tyler Perry por três meses até, de fato, criarem um plano para uma nova vida. "Se houvesse o suporte, ainda estaríamos lá, com certeza", diz Harry ao fim da entrevista.

  • Harry afirma que Príncipe Charles e William estão "presos"

"Meu pai e meu irmão estão presos", disse Harry sobre os rígidos protocolos da família real. Ele conta que tentou alertar o Príncipe Charles e William sobre questões como liberdade pessoal, relação com a mídia e saúde mental, mas que eles não lhe deram ouvidos. "Meu pai parou de atender minhas ligações", relembrou, sobre quando decidiu deixar a família real.

O filho de Lady Diana afirmou que está decepcionado com o pai, afinal, ele "viveu algo parecido" quando se separou, e, além de tudo, é avô de Archie. "Mas, é claro, sempre vou amá-lo", pontua. Harry acrescenta que uma de suas prioridades no momento é consertar sua relação com Charles.

Quanto a William, Harry espera que eles voltem a se aproximar com o tempo. "Eu amo o William, ele é meu irmão, e nós passamos por um inferno juntos, mas agora trilhamos caminhos diferentes".

  • Relação com a Rainha é boa

Apesar do rompimento com seus deveres reais, Harry disse que mantém uma relação "muito boa" com sua avó, a Rainha Elizabeth. Ele afirmou que falou mais com a monarca no ano passado do que nos anos anteriores. Em entrevista ao James Corden, Harry já havia contado que sempre fala com os avós por videochamadas para que tanto a Rainha, quanto o Príncipe Philip, possam acompanhar o crescimento do bisneto, Archie.

Meghan também elogiou a Rainha e contou que ganhou joias lindas dela quando ficou noiva de Harry. Ela também lembrou de um episódio quando a monarca dividiu um cobertor com ela durante uma viagem.

O casal conta que está em contato direto com a Rainha para ter notícias quanto ao estado de saúde do Príncipe Philip, que está internado há quase três semanas e passou por um procedimento cardíaco.

  • Kate Middleton fez Meghan chorar — não o contrário

Na época do casamento de Harry e Meghan, tabloides britânicos veicularam uma suposta discussão entre Meghan Markle e Kate Middleton sobre os preparativos do casamento, que teria levado a Duquesa de Cambridge às lágrimas.

Em entrevista à Oprah, no entanto, Meghan afirma que foi o contrário: Kate que a fez chorar. "Alguns dias antes do casamento, Kate estava chateada com os vestidos das meninas floristas e isso me fez chorar", disse. Ela contou que Kate se desculpou mais tarde lhe mandando flores com um bilhete para pedir desculpas.

"Eu não estou compartilhando isso para depreciar Kate", disse Meghan. Ela pontua que a cunhada é "uma boa pessoa", e espera que ela que as histórias falsas compartilhadas sobre elas sejam corrigidas.

  • Protocolos reais estranhos

Durante a entrevista, Harry e Meghan compartilharam alguns protocolos reais um tanto quanto inusitados. Por exemplo, os membros da família não carregam consigo seus documentos, como passaporte, carteira de motorista ou suas chaves, tudo fica sob a responsabilidade dos seguranças da família.

Meghan também contou que ficou surpresa pois tinha que fazer uma reverência à Rainha todas as vezes que a encontrava — mesmo em almoços informais. Ela conta que nunca pesquisou sobre esses protocolos, e acreditava que eram "coisa de filme". "Eu disse a Harry: 'é sua avó', e ele respondeu: 'é a Rainha'".

  • É menina!

Harry e Meghan compartilharam que estão esperando uma menina. O casal anunciou a gravidez em fevereiro, e a bebê deve nascer na metade deste ano. Eles afirmaram, no entanto, que não têm planos de ter um terceiro filho: "Dois está bom", disse Harry.

O anúncio quebra uma antiga tradição da família real de não revelar o sexo do bebê antes de seu nascimento. Casas de aposta do Reino Unido chegam a organizar bolões entre os cidadãos às vésperas do nascimento do novo membro da família.

  • Como está a vida atual de Harry e Meghan

Após a família real ter cortado a segurança e os recursos financeiros do casal, Harry diz que começou a considerar as propostas de contrato de empresas como Netflix e Spotify para "poder fornecer segurança à minha família". Recentemente, Meghan e Harry criaram uma empresa de mídia chamada Archewell, por onde vão realizar projetos com essas companhias, como um podcast que foi lançado no ano passado (ouça abaixo o primeiro episódio), e também iniciativas filantrópicas.

O que a Rainha Elizabeth achou da entrevista de Harry e Meghan para a Oprah?

Rainha Elizabeth II Meghan Markle Pr\u00edncipe Harry

Chris Jackson/Getty Images

A Rainha Elizabeth quebrou o silêncio quanto a entrevista de Harry e Meghan a Oprah, que revelou bastidores sobre vida da família real britânica. Em comunicado, a Rainha disse: "Estamos todos tristes de saber o quão desafiador foram os últimos anos para Harry e Meghan. Os pontos que eles levantaram, especialmente sobre raça, são preocupantes. Embora algumas lembranças possam variar de pessoa para pessoa, estamos levando todas muito a sério e serão discutidas em família. Harry, Meghan e Archie serão sempre membros muito amados da família".

Segundo a CNN, o duque e a duquesa de Sussex não irão comentar a resposta da Rainha.



O movimento e estética popularizada pelo TikTok deu as caras nas coleções de inverno 2021 internacionais. Não entendeu nada? Te explicamos tudo.

Tenha acesso a conteúdos exclusivos
ASSINE A ELLE