• ASSINE NOSSA NEWSLETTER
  • O melhor da ELLE direto no seu inbox! Inscreva-se gratuitamente.
  • INSCREVA-SE AQUI
PUBLICIDADE

"12h35 — O telefone toca. Não fico feliz. Esse não é o jeito que mais gosto de acordar. Meu jeito preferido é com certo ator francês de cinema sussurrando delicadamente no meu ouvido às 14h30 que, se eu quiser ir à Suécia para aceitar meu prêmio Nobel de literatura, é melhor pedir logo o café da manhã. Isso ocorre com menos frequência do que eu gostaria."

O trecho acima abre O almanaque de Fran Lebowitz (Todavia), primeira edição nacional de um livro da autora, além de ser uma boa amostra do conhecido sarcasmo da estadunidense. "Nunca ninguém levou tão a fundo a autoironia, lutando até o fim contra qualquer nesga de autoimportância", escreveu Gregorio Duvivier na orelha do título.

Almanaque é uma nova edição de The Fran Lebowitz reader (1994), que reúne textos de seus dois livros anteriores: Vida metropolitana (1978) e Estudos sociais (1981), que, por sua vez, compilam textos das colunas que ela assinou para a Interview de Andy Warhol, entre seus 20 e 30 anos.


Nos ensaios, ela passeia por temas como etiqueta para discotecas (eram os anos 70, afinal), orientação parental (ainda que não tenha tido filhos) e uma guia para não se casar com um milionário (e se dar mal).

PUBLICIDADE

Apesar de carregar o título de escritora, Lebowitz lançou até hoje apenas quatro títulos. Já faz quase 30 anos desde o último, o infantil Mr Chas and Lisa Sue meet the panda (1994). Na contramão de sua produção escassa, ela ficou conhecida por dar sua opinião, com todas suas idiossincrasias, sobre os mais variados assuntos, em talk shows e em extensas turnês de palestras.

Desde o ano passado, ganhou um público maior com Faz de conta que NY é uma cidade, série da Netflix em que tece suas ácidas impressões sobre a metrópole, também tema de seus textos. "Há milhões de pessoas em Nova York e a única olhando para aonde ela vai sou eu", diz na produção dirigida pelo amigo de longa data Martin Scorsese, que também assina o documentário Public Speaking (2010), da HBO, sobre a escritora. Da sua rigidez em relação ao que veste à sua aversão por smartphones, relembre cinco fatos sobre Lebowitz.

Watch Pretend It’s a City | Netflix Official Site


Wander the New York City streets and fascinating mind of wry writer, humorist and raconteur Fran Lebowitz as she sits down with Martin Scorsese.

Tenha acesso a conteúdos exclusivos
ASSINE A ELLE

A ELLE Brasil utiliza cookies próprios e de terceiros com fins analíticos e para personalizar o conteúdo do site e anúncios. Ao continuar a navegação no nosso site você aceita a coleta de cookies, nos termos da nossa Política de Privacidade.

Assine nossa newsletter

Doses Semanais de moda, beleza, cultura e lifestyle, além, é claro, de todas as novidades e lançamentos da ELLE no seu inbox.
Increva-se gratuitamente.