Cadastre-se em nossa newsletter para ler este e outros artigos.

Doses semanais de moda, beleza, cultura e lifestyle, além, é claro, de todas os lançamentos da ELLE!
Inscreva-se gratuitamente.

  • ASSINE NOSSA NEWSLETTER
  • O melhor da ELLE direto no seu inbox! Inscreva-se gratuitamente.
  • INSCREVA-SE AQUI
Divulgação/ HBO Max
PUBLICIDADE

Entra década, sai década e o ensino médio segue como cenário recorrente das produções de Hollywood. Ora como os melhores anos de uma vida (o que, nas entrelinhas, significa que dali para frente é ladeira abaixo), ora como o passado que atormenta adultos bem-sucedidos. Ou, quem sabe, palco de um musical.

Seja como for, as descobertas e incertezas que rondam os adolescentes em época escolar inspiraram Zelda Barnz, de apenas 19 anos, a criar a série Genera+ion (lê-se Generation), que ela assina com seus pais, Ben e Daniel Barnz (diretor de Cake, drama protagonizado por Jennifer Aniston), e tem produção executiva de Lena Dunham. A primeira temporada estreia nesta quinta-feira, 29 de julho, na HBO Max, e contará com 16 episódios de meia hora.

GENERA+ION | Trailer Oficial | HBO Max www.youtube.com


Genera+tion acompanha o dia a dia de um grupo de estudantes de uma escola na Califórnia, esboçando um retrato da Geração Z. Na série, eles têm de lidar com famílias disfuncionais, questões de gênero, sexualidade e seu futuro iminente — o que, por si só, é bastante assustador.

"Vivi momentos ruins, mas também de muita alegria no ensino médio. Esse contraste que, no final, me inspirou a escrever a série", conta Zelda à ELLE em uma coletiva de imprensa online. "Minha intenção era criar uma série que mostrasse os altos e baixos de ser um adolescente. Existem muitas alegrias na recém-adquirida liberdade, em poder andar sozinha ou com seus amigos na rua, mas há também muita responsabilidade e outras questões."

PUBLICIDADE

Justice Smith interpreta Chester, o protagonista. Queer, ele desfila pelo pátio da escola com um cropped arco-íris e calças de cintura baixa. "Meu laboratório foi assistir a quase todas as temporadas de America's next top model e todas, absolutamente todas, as temporadas de Ru Paul's drag race para aprender a andar e falar como alguém que usa a moda como forma de expressão", contou Justice em conversa com a ELLE. O ator, de 25 anos, é conhecido por seus trabalhos nos filmes Detetive Pikachu e Por lugares incríveis.

Justice Smith Genera+ion Justice Smith interpreta o protagonista Chester em "Genera+ion"Divulgação/ HBO Max


"Em casa, minha irmã me ajudou a encontrar meus melhores ângulos, como posicionar meu maxilar. Eu a via desfilando pela casa e tentava absorver tudo que podia. Interpretar um personagem como o Chester, que sentia que precisava parecer bem e estiloso o tempo todo, vem acompanhado de uma pressão enorme", diz o ator.

PUBLICIDADE

Para ele, o grande trunfo de Genera+ion é a forma positiva como a série trata a sexualidade dos personagens. "Ninguém vive triste por ser gay ou ter que esconder sua sexualidade. Sei que essa ainda é uma realidade, e eu tenho muita empatia por quem tem que passar por isso, mas fico feliz por estarmos abordando o tema de uma forma que não era abordada na época que eu ia para escola, por exemplo", pontua Justice durante.

Como na maioria das séries adolescentes, os jovens não são interpretados exatamente por atores de suas idades, mas Genera+ion se preocupou em pelo menos não escalar ninguém na casa dos 30 anos viver um personagem que frequenta o ensino médio. No entanto, o gap geracional entre alguém de 20 e tantos anos para um adolescente de 16 poderia prejudicar uma série que aborda, justamente, a Geração Z. Ainda bem que o elenco tinha Zelda. Ela e o TikTok.

Lukita Maxwell Justice Smith Uly Schlesinger Haley Sanchez Genera+ion Lukita Maxwell, Justice Smith, Uly Schlesinger, Haley Sanchez em "Genera+ion"'Divulgação/ HBO Max

Nathanya Alexander, atriz que vive Arianna, conta que ela e seus colegas de elenco usaram muito a rede social para mergulhar no universo da Geração Z: "Era uma ferramenta muito útil, um vídeo levava para o outro e assim íamos aprendendo certos maneirismos e formas de falar".

"A Zelda ainda estava vivendo o ensino médio enquanto escrevia a série, então ela sabia todos os detalhes. Se tivéssemos qualquer dúvida sobre nossos personagens, da forma como eles falariam tal frase ou como usariam uma determinada peça de roupa, era só perguntar para ela", disse Lukita Maxwell, que interpreta Delilah.

Tenha acesso a conteúdos exclusivos
ASSINE A ELLE