Cadastre-se em nossa newsletter para ler este e outros artigos.

Doses semanais de moda, beleza, cultura e lifestyle, além, é claro, de todas os lançamentos da ELLE!
Inscreva-se gratuitamente.

  • ASSINE NOSSA NEWSLETTER
  • O melhor da ELLE direto no seu inbox! Inscreva-se gratuitamente.
  • INSCREVA-SE AQUI
Reprodução
PUBLICIDADE

Depois de Piratas do Caribe, a Disney transformou outra atração de seus parques em Orlando em um filme, Jungle Cruise. O longa, estrelado por Emily Blunt e Dwayne Johnson, está disponível no Brasil tanto nos cinemas quanto na plataforma de streaming Disney+. Para transportar a essência da atração para as telas, a Disney contou com o figurinista Paco Delgado, conhecido por produções como A garota dinamarquesa, Os miseráveis e A pele que habito, de Pedro Almodóvar.

Paco Delgado O figurinista Paco Delgado.Getty Images

O longa é ambientado parte na Europa, parte na porção brasileira da Floresta Amazônica. No século 19, conquistadores espanhóis encontraram na Amazônia uma flor de propriedades milagrosas. Anos mais tarde, a naturalista Lily Houghton (Emily Blunt) desafia o machismo da sociedade pós-Primeira Guerra Mundial e viaja com o irmão MacGregor (Jack Whitehall) para a floresta, atrás da tal árvore. Lá, eles contratam os serviços do capitão Frank (Dwayne Johnson). Em seu encalço, está o príncipe Joachim (Jesse Plemons).

Apesar do filme ser baseado em uma atração conhecida, toda a história, cenários e figurinos foram construídos do zero. Paco Delgado conversou com a ELLE sobre o processo de criação das roupas para Jungle Cruise e suas experiências prévias. Confira a entrevista:

PUBLICIDADE

Como você pesquisou a moda do início do século 20?
Tento me aprofundar o máximo que posso em livros e fotografias da época. Durante a pesquisa, me deparei com algumas imagens incríveis de europeus no Brasil em viagens para a Floresta Amazônica ou cidades como Manaus. Eles vestiam branco da cabeça aos pés. Parecia que eles queriam empacotar seu país na mala e levá-lo junto com eles, em vez de aproveitar o lugar como é.

Jungle Cruise Divulgação/ Disney

Os personagens de Jungle Cruise encontram com alguns nativos da Floresta Amazônica durante o filme. Quais foram as referências para criar esses figurinos?
Procurei imagens de diferentes tribos da Amazônia e me atentei, principalmente, aos detalhes, aos adornos que eles usavam, e pesquisei seu significado em cada cultura. As penas e as cores contrastam com os europeus, que vestiam branco e tons pastéis.

Todos os figurinos foram feitos para o filme ou parte das peças foram compradas e já faziam parte do arquivo da Disney?
Tanto o figurino dos personagens principais quanto dos nativos da Floresta Amazônica foram feitos para o filme. Já a maioria das roupas dos figurantes — especialmente nas cenas na Europa — nós alugamos de casas especializadas. Alguns dos vestidos e ternos são, inclusive, originais do século passado.

PUBLICIDADE

A Emily Blunt e o Dwayne Johnson colaboraram com você na construção do figurino de seus personagens?
Sim! Gosto sempre de conversar com os atores sobre o que eles pensam sobre seus personagens e o que eles costumam usar no dia a dia. No final, as roupas são algo muito pessoal. Não posso chegar na sua casa, por exemplo, e exigir que você use uma jaqueta vermelha se você não gostar da cor ou se a peça não te atrair. Então, faz parte do meu processo de criação envolver os atores no que eles vão usar. Quando eles estão se sentindo confortáveis em suas roupas, eles trabalham melhor. Logo, o personagem, o resultado final, é melhor.

Dwayne Johson Emily Blunt Jungle Cruise Dwayne Johnson e Emily Blunt em "Jungle Cruise". Divulgação/ Disney

Você tem outras grandes produções no currículo, como A garota dinamarquesa, Os miseráveis e A pele que habito. Há algo em comum no processo de criação dos figurinos desses filmes e de Jungle Cruise?
Meu processo é basicamente o mesmo em todos os filmes. Eu leio o roteiro, converso com o diretor, vou atrás de referências daquele determinado período ou assunto, então começo a desenhar e a produzir as roupas, de fato. A diferença está no propósito. Enquanto Jungle Cruise é um filme de comédia, feito para entreter a família, A garota dinamarquesa é um relato histórico de uma pessoa que existiu, uma história bastante trágica. Se a forma como eu trabalho é a mesma, a emoção que eu coloco em cada trabalho é completamente diferente.

Jungle Cruise, da Walt Disney Studios | Trailer Oficial Legendado www.youtube.com

Tenha acesso a conteúdos exclusivos
ASSINE A ELLE