PUBLICIDADE

Recesso de fim de ano, férias de verão, vida com o ritmo desacelerado... Este é o momento perfeito para curtir a companhia dos livros. Afinal, a tendência agora é as notificações de WhatsApp diminuírem, os e-mails urgentes darem um tempo e todo mundo se dedicar um pouco mais ao lazer. Aproveite para fazer o mesmo.

Estas são as sugestões da equipe da ELLE para quem está sem nada na lista de leitura ou está procurando um livro para presentear. Vale também favoritar o link e conferir ao longo do ano sempre que precisar de uma nova indicação. Tem opções para todos os gostos – de livro de memórias a romance best-seller, passando por reunião de artigos sobre feminismo interseccional, poesias e até mesmo quadrinhos para adultos.

Só garotos - Patti Smith

so garotos patti smith Divulgação

"Vou pegar carona na nossa edição de dezembro e indicar um livro da Patti Smith: Só garotos. É uma leitura muito gostosa para quem nunca leu nada dela e uma forma de conhecer mais sobre a história dessa artista incrível. Tem um outro dela também que ainda não li, mas que estou louca para começar, que é Linha M", recomenda a nossa diretora de redação Susana Barbosa.

Companhia das Letras

R$ 27,90 Kindle; R$ 46 capa dura; R$ 29,19 capa comum

Black Bazar - Alain Mabanckou

black bazar Divulgação

"Eu indico o livro "Black Bazar", do Alain Mabanckou. O Alain é um escritor da República do Congo, que hoje mora em Santa Mônica, nos Estados Unidos. Ele já foi premiado por alguns títulos e, nesse romance, traz a história de um escritor haitiano (meio controverso, que acaba de terminar um relacionamento e adora falar sobre as nádegas de mulheres), mas que nutre uma paixão muito interessante por moda. O livro resvala no dandismo africano da cultura sape (société des ambianceurs et des personnes élégantes), da República do Congo — os sapeurs são homens que usam alfaiatarias riquíssimas, um look ostentação mesmo que dentro de um contexto de pobreza", diz o repórter e apresentador do Pivô Gabriel Monteiro.

Editora Malê

R$ 38,40 capa comum

A vida não é útil - Ailton Krenak

a vida nao e util Divulgação

A sugestão da repórter de beleza e sociedade Isis Virgilio é uma leitura que pode abrir as portas para todo um universo. "É um livro bem pequeno, apenas 71 páginas, mas com um poder de transformação gigante. Aliás, indico todos do Krenak."

Companhia das Letras

R$ 19,90 Kindle; R$ 17,94 capa comum

Meu ano de descanso e relaxamento - Ottessa Moshfegh

Meu ano de descanso e relaxamento - Ottessa Moshfegh

Divulgação

"Comecei a ler no final do ano passado e nunca consegui terminar porque outras coisas foram acontecendo na vida, a pandemia chegou e, infelizmente, eu não fui uma das brasileiras que aumentou o ritmo de leitura nesse período. Mas estou muito ansiosa para o recesso de fim de ano para voltar a ler. O nome é bem sugestivo, parece que vai ser algo tranquilinho, mas, na verdade, fala de uma garota que resolveu dormir por um ano inteiro, um pouco para se alienar dos problemas do mundo (olá, 2020) um pouco para fugir dos próprios. Li recentemente uma entrevista com a autora e fiquei muito interessada nela, que é filha de uma croata com um iraniano, e com seu jeito delicado (e carregado de um humor muito sutil) de olhar para o mundo."

A dica é da editora digital Nathalia Levy.

Editora Todavia
R$ 29,61 Kindle; R$ 38,90 capa comum

O que te pertence - Garth Greenwell

O que te pertence - Garth Greenwell Divulgação

Essa será a próxima leitora do editor de beleza Pedro Camargo. "Na terapia, tenho falado mais do que nunca sobre culpa e acho que essa é uma questão fundamental para homens gays encontrarem alguma paz interior, alguma saúde mental. Finalmente estou chegando nesse lugar e acho que esse livro vai me ajudar nesse sentido. A indicação veio até mim por dois queridos amigos: Isabela Yu e Bruno Brizzi. Depois dele, talvez eu vá no Falso Espelho, da Jia Toledino."

Editora Todavia

R$ 24.68 Kindle; R$ 25,98 capa comum

Não digam que estamos mortos - Danez Smith

livro nao digam que estamos mortos

Divulgação

"Tem todo o lance dos temas serem muito importantes, racismo, violência, a questão de o autor se apresentar como queer, falar de homofobia. Mas o que me apaixona é a qualidade dos poemas. Poesia é uma coisa poderosa, e Danez consegue dar a esses temas o peso e a força que eles têm, falar de coisas que não podem ser compreendidas só pela via do documental, da explicação. Muito especial, se inscrevendo nos caminhos abertos por poetas como Audre Lorde", indica a editora especial Vivian Whiteman.

Editora Bazar do Tempo

R$ 55 capa comum

A Cachorra - Pilar Quintana

A cachorra

Divulgação

"A autora colombiana foi uma das convidadas da Flip deste ano. É um romance curtinho, que fala sobre a relação de uma mulher, moradora de um vilarejo na costa da Colômbia, com uma cachorrinha que ela adotou. A Pilar Quintana tem uma prosa sensível, mas sem rodeios, e consegue, em poucas palavras, abordar sentimentos profundos, como culpa, amor e frustração", sugere a editora e apresentadora do Pivô, Patricia Oyama.

Editora Intrínseca

R$ 20,61 Kindle; R$ 24,90 capa comum

Por um feminismo afro-latino-americano - Lélia Gonzalez

Por um feminismo afro-latino-americano - Lelia Gonzalez

Divulgação

"Acho que algumas pessoas já devem conhecer seu trabalho por meio de livros anteriores e, principalmente, textos/ensaios disponíveis na internet. Mas essa compilação mais recente vale muito a pena para ter uma visão e entendimento mais geral e coeso sobre as ideias, visões e ensinamentos urgentes dessa pensadora. Acho que 2020 foi um ano em que todo mundo discutiu ou pensou mais sobre muitos temas abordados no livro e entrar em contato com as palavras de Lélia oferece uma perspectiva de entendimento bem mais completa e verdadeira sobre a história dos negros e, principalmente, das mulheres negras na sociedade e cultura brasileira. Outra coisa boa é que Lélia escreve de maneira extremamente compreensível, misturando saberes diversos, referências acadêmicas e históricas com uma linguagem bastante comum e de fácil e rápido entendimento – o que dá todo um outro ritmo para a leitura e fluxo de ideias."

A dica é do editor de moda Luigi Torre.

Editora Zahar

R$ 39,90 Kindle ; R$ 47,92 capa comum

Espaço para sonhar - David Lynch e Kristine McKenna

Espaco para sonhar - David Lynch e Kristine McKenna Divulgação

Essa recomendação é do editor de moda Lucas Boccalão. "Meu livro favorito deste ano foi essa biografia do David Lynch. É uma reunião de depoimentos de jornalistas, amigos de infância, família e relatos do próprio. É incrível como as histórias contadas deixam claro as referências para ideias dos filmes e séries que ele foi produzir anos depois."

Editora Best Seller

R$ 67,41 Kindle; R$ 47,45 capa comum

Flores para Algernon - Daniel Keyes

Flores para Algernon - Daniel Keyes

Divulgação

Essa dica é da repórter Lelê Santhana. "Apesar da sinopse não ter me pegado, li depois que uma amiga minha insistiu e como valeu a pena! Todo mundo tinha que ler. O livro acompanha Charlie, um homem com deficiência intelectual bem severa, escolhido para ser o primeiro a passar por um procedimento que promete aumentar o seu QI. Apesar de ser uma ficção científica, é extremamente atual e tem muito da realidade. É denso, difícil de digerir, mas é quase como uma experiência. Juro. Fiquei dias e dias impactada, é de uma beleza gigante."

Editora Aleph

R$ 36,95 Kindle; R$ 38,90 capa dura

O filho de mil homens - Valter Hugo Mãe

O filho de mil homens - Valter Hugo Mae Divulgação

"Em um ano tão doido como 2020, indico um livro que traz histórias humanas de amor, rejeição e esperança: O filho de mil homens, do Valter Hugo Mãe", recomenda o Kelson Santos, da equipe de marketing.

Biblioteca Azul

R$ 18,84 Kindle; R$ 39,90 capa comum

Royal City volume 1: Segredos em família - Jeff Lemire

Royal City volume 1: Segredos em fam\u00edlia - Jeff Lemire

Divulgação

"É uma HQ que acabou de chegar pela Editora Intrínseca. Nesse primeiro volume, a gente conhece a família Pike, que vive em uma cidadezinha industrial bem deprê chamada Royal City. A história segue décadas depois que Tommy, o caçula dos Pike, morre, mas continua assombrando seus entes queridos de maneira inusitada — cada um enxerga o fantasma de Tommy de um jeito. O autor, o canadense Jeff Lemire, é um dos grandes nomes das histórias em quadrinhos autorais e já venceu diversos prêmios importantes, incluindo o Eisner, que é o Oscar das graphic novels. Royal City volume 1: Segredos em família fala muito sobre luto e superação, mas também consegue desmistificar esse preconceito de que quadrinho não é literatura pra adulto."

A indicação é do designer Gustavo Balducci.

Editora Intrínseca

R$ 31,41 Kindle; R$ 34,90 capa comum

Redemoinho em Dia Quente - Jarid Arraes

redemoinho em dia quente Divulgação

Outra dica do Gustavo é esse livro de contos. "Escrito pela autora brasileira (e muito maravilhosa) Jarid Arraes, Redemoinho em dia quente mistura um pouco de tudo: tem fantasia, crítica social, drama e é focado no cotidiano das mulheres que vivem na região do Cariri, no Ceará. A obra também foi premiada pela Biblioteca Nacional como o melhor livro de contos do ano."

Editora Alfaguara

R$ 27,90 Kindle; R$ 22,40 capa comum

Eu sei por que o pássaro canta na gaiola - Maya Angelou

Divulgação

"Autobiografia da Maya Angelou, o livro me fez rir, chorar, refletir sobre muita coisa e foi minha companhia no começo da pandemia. Foi o primeiro contato que eu tive com a obra da autora e acho que todo mundo devia ler as palavras de Maya", indica a social media Dayeny Bernardino.

Editora Astral Cultural

R$ 17,91 Kindle; R$ 50 capa dura; R$ 23,99 capa comum

Zen pra c*ralho - Monica Sweeney

Divulgação

"O ano foi muito difícil para todos, quarenta, isolamento... Acredito que será uma leitura para desestressar e ajudar a desanuviar um pouco de todas as questões de 2020", sugere a head de circulação e novos canais Ivana Gobbi de Castro.

Editora Sextante

R$ 21,50 capa comum

Pessoas Normais - Sally Rooney

pessoas normais Divulgação

Para encerrar, uma recomendação minha. Provavelmente, você já escutou isso em 2020, mas estou aqui para reforçar: leia Pessoas Normais. Ele foi lançado em 2018, mas voltou este ano com hype total após o lançamento da série homônima no Hulu (com exibição no StarzPlay, no Brasil). A história de Connell e Marianne conquista porque é universal. Todo mundo já passou por um relacionamento em que o sentimento era intenso, mas a dificuldade para se expressar com sinceridade era maior ainda. É daquelas leituras que deixam o coração agoniado e fazem as lágrimas escorrerem sem que a gente perceba, mas que vale devorar cada vírgula.

Companhia das Letras

R$ 37,90 Kindle; R$ 32,94 capa comum

Tenha acesso a conteúdos exclusivos
ASSINE A ELLE