Cadastre-se em nossa newsletter para ler este e outros artigos.

Doses semanais de moda, beleza, cultura e lifestyle, além, é claro, de todas os lançamentos da ELLE!
Inscreva-se gratuitamente.

  • ASSINE NOSSA NEWSLETTER
  • O melhor da ELLE direto no seu inbox! Inscreva-se gratuitamente.
  • INSCREVA-SE AQUI
PUBLICIDADE

Overão está chegando e nada melhor do que curtir a estação mais quente do ano com drinques fresh. Pensando nisso, a Coca-Cola acaba de lançar em alguns países da América Latina a Topo Chico Hard Seltzer, uma bebida alcoólica à base de água gaseificada e aroma natural de fruta. No Brasil, os estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Santa Catarina são os primeiros a receber a novidade, que deve se espalhar por outras regiões nos próximos meses.

Pronta para beber, a bebida vem em latas de 310 ml e em três opções de sabor: Morango-Goiaba, Lima-Limão e Abacaxi. Sem glúten, com 90 calorias por lata e teor alcoólico de 4,7%, é o drinque ideal para curtir durante o dia, bem geladinho, refrescando as horas de calor. O produto é inspirado pela água mineral com gás Topo Chico, presente há 125 anos no mercado e uma queridinha de bartenders e mixologistas nos Estados Unidos e no México.

A categoria de alcoólicos hard seltzer – em que o álcool de sua composição pode vir tanto da cana-de-açúcar como do malte de cevada – surgiu cerca de seis anos atrás nos Estados Unidos e é a que mais cresceu naquele mercado, movimentando mais de US$ 3 bilhões nos últimos três anos graças os millennials, os jovens entre 21 e 35 anos que mais a impulsionam. "O consumidor contemporâneo está buscando novas alternativas de bebidas e a Topo Chico Hard Seltzer é uma grande aposta no Brasil", explica Renato Shiratsu, diretor de Integrated Brand Experience e Bebidas Premium da Coca-Cola Brasil.

PUBLICIDADE

Por aqui, a novidade tem feito sucesso, especialmente pela mistura inesperada de água com gás e álcool e por ser uma bebida prática, leve e equilibrada. "Ainda estamos em fase de ativação do mercado e começando a comunicação de marca, mas já podemos considerar que as interações estão sendo superpositivas, o que aumenta a perspectiva de lançamento dos produtos em outras regiões do país", conta Shiratsu. Topa experimentar?

Tenha acesso a conteúdos exclusivos
ASSINE A ELLE