Cadastre-se em nossa newsletter para ler este e outros artigos.

Doses semanais de moda, beleza, cultura e lifestyle, além, é claro, de todas os lançamentos da ELLE!
Inscreva-se gratuitamente.

  • ASSINE NOSSA NEWSLETTER
  • O melhor da ELLE direto no seu inbox! Inscreva-se gratuitamente.
  • INSCREVA-SE AQUI
Lifestyle

Chefs apostam na comida congelada

Com as restrições de funcionamento das casas, grandes cozinheiros se adaptam ao cenário e investem na comfort frozen food. Veja como levar o cardápio do restaurante direto para o freezer.

Foto: Mesa III / Lucas Terribili
PUBLICIDADE

Depois do boom nos anos 1990, a famigerada comida congelada mostra-se em pleno – e surpreendente – renascimento! Toque de chefs, ingredientes de qualidade e receitas-colo têm levado consumidores a descobrirem que a realidade é melhor do que as lembranças deixadas pelas antigas caixinhas de papelão reproduzidas à exaustão pela indústria alimentícia.

"Nesse momento em que estamos mais em casa, ter comidas gostosas no freezer facilita a vida", diz Giovana Baggio, sócia da chef Helena Rizzo, no Maní e no Manioca. E ela não está sozinha: "Decidi abastecer as despensas com comida bem comfort – ou melhor, fine frozen food – já que nada mais gostoso que ter umas comidinhas prontas!", afirma Carla Pernambuco.

A chef do Carlota até lançou um slogan: "Quebre o gelo, alimente seu urso interior". Na hora de alimentá-lo, vale lembrar a geral que o ato de congelar não torna a dieta menos saudável. Tampouco o uso do micro-ondas é obrigatório para aquecê-la. Banho-maria e forninho também fazem o job.

A seguir, confira restaurantes que oferecem opções para aquecer em casa e esquentar o estômago em grande estilo.

Adega Santiago

Foto: Divulgação

Ela nasceu como restaurante, mas se tornou um grupo. Projeto do restaurateur Ipe Moraes, a Adega Santiago desenvolve seu sotaque ibérico desde 2006. No ano passado, adaptou-se muito bem ao novo mundo dos deliveries. Este ano, inovou com congelados, incluindo sua famosa bacalhoada portuguesa (R$ 253, para duas pessoas) e seus croquetes de pato (R$ 38, porção com 6 unidades), que precisam ser fritos. Disponível para takeaway (tels. 11/3081-5211 e 11/3061-3323) ou via iFood.

PUBLICIDADE

Bráz Trattoria

Foto: Estevam Romera

Sabe aquela cozinha italiana que abraça? Ela é a aposta da Bráz Trattoria. A linha Veloce, elaborada pelo chef Marcelo Tanus, lista lasagne alla bolognese (R$ 41, individual, e R$ 69, para dois), polpetone cheinho de mozarela (R$ 35 ou R$ 59), massas frescas (como o pappardelle e o tonarelli, de R$ 18 a R$ 31) e molhos caprichados (como o ragu de costela, R$ 29 e R$ 49). Clássicos carinhosos e eficazes, embalados a vácuo, acompanhados de QR code com vídeos e informações para a finalização caseira. Pedidos via site da casa, pelo site da casa, pelo ifood e pelo Rappi.

Carlos Pizza

Foto: Lucas Terribili

Luciano Nardelli descobriu pizzas congeladas de qualidade fora do país há uns cinco anos. Desde então, namorava a ideia. No entanto, o flerte do chef só se converteu em realidade nos últimos tempos. A receita é a mesma servida nos salões da Carlos Pizza, porém, reaquecida em casa, fica mais crocante. Da meia dúzia de coberturas, destaca-se a margherita (mozarela de búfala, parmesão e manjericão, R$ 44), a pepperoni (linguiça curada, mozarela e parmesão, R$ 48) e a zucchini (abobrinha, mozarela, parmesão e manjericão roxo, R$ 48). As pizzas são individuais e são todas vendidas via iFood.

PUBLICIDADE

Carlota Polar, de Carla Pernambuco

Foto: Lucas Terribili

Ingredientes orgânicos e carinho são a base do Carlota Polar, a cozinha on the rocks de Carla Pernambuco. Em nome da praticidade e da deliciosidade do cotidiano, a chef selecionou hits consagrados pelos 25 anos de seu restaurante – caso da lasanha de pato (R$ 72) e do arroz da praia (R$ 79) do Carlota – e juntou a receitas de apelo afetivo. Entre elas, uma bela canja (R$ 40), um franguinho à milanesa, um pornográfico strogonoff de filé gratinado (R$ 68) e uma aerada mousse de chocolate. As opções se revezam semanalmente divididas em petiscos, sopas, tortas, massas, molhos e pratos principais. Encomendas podem ser feitas pelos telefones (11) 3661-8670 e (11) 98225-6030.

Charlô

Foto: Divulgação

Clássico paulistano, o picadinho do Charlô, servido com farofa de mandioca e batata palha artesanais (a partir de R$ 130), não tem brilhado em grandes eventos, mas em petit comité, graças aos congelados do famoso banqueteiro. De entradinhas a sobremesas, passando por itens de mercearia, Charlô Whately tem alternativas ultracongeladas como os rolinhos de brie, as coxinhas cremosas da Dadá, suas famosas tortas, o bacalhau espiritual e um bocado de doçura, incluindo o bolo de coco e o icônico de nozes com baba de moça (a partir de R$ 60). Tudo à disposição no site da casa e pelo whatsapp (11) 98894-3998.

Katita em Kasa

Foto: Divulgação

CPB. Ou cozinha popular brasileira. No Rio, essa é a trilha culinária de Kátia Barbosa. Inventora do bolinho de feijoada, a chef do Aconchego Carioca incluiu o petisco (R$ 6 a unidade) e ainda lançou mais versões glaciais sob a etiqueta Katita em Kasa. Além de diversos bolinhos, tem bobó de camarão, baião de dois, nhoque de mandioca com ragu de costela, arroz de porco, de rabada e de camarão (de R$ 29,50 a R$ 49). Pedidos pela plataforma própria ou pelo Rappi.

Mama Filó

Foto: Divulgação

Banqueteiro dos bons, Vinícius Rojo criou uma marca para homenagear a cozinha caseira e a sua bisavó – Mama Filó. Frango orgânico a pizzaiolo, bobó vegano, nhoque de mandioquinha, baião de dois e bolão de carne da mama Helô (de R$ 25,10 a R$ 28,70) fazem parte das marmitinhas congeladas servidas em potes recicláveis que dispensam o uso de faca e devem ser aquecidas em micro-ondas. Já itens como salmão grelhado, arroz negro e purê de mandioquinha com limão siciliano (de R$ 8,90 a R$ 19,70) integram a linha "monte seu prato", embalada a vácuo para ser aquecida em banho-maria. Pedidos pelo site da casa, whatsapp (11/98830-3215), iFood e Rappi.

Manioca Pra Levar

Foto: Divulgação

Alternativa da chef Helena Rizzo, o Manioca Pra Levar surgiu em 2019 para facilitar a recepção de amigos e reuniões de trabalho. Contudo, ele foi remodelado, incluindo mais pratos comfort. Entre eles, uma única opção congelada: o escondidinho de carne-seca com mandioca e requeijão, (com 400 g ou 900 g, por R$ 40 ou R$ 60 respectivamente). Encomendas pelo site da casa, lojavirtual@manimanioca.com.br ou whatsapp (11) 97493-0330.

Mesa III Rotisseria

Foto: Lucas Terribili

Sozinho, sim. Solitário, jamais! Para salvar a pátria de quem vive avulso, Ana Soares, da Mesa III Rotisseria, criou dez matulas para serem aquecidas em forno micro-ondas ou convencional. Entre elas, o agnollotti de búfala e manjericão com molho de tomate, branco e parmesão, o rondelli de presunto e queijo, a lasanha de brócolis e espinafre e o quibe de abóbora recheado com ricota. As porções variam entre 300 e 350 g e custam de R$ 27 a R$ 39. Pedidos pela loja online e pelos telefones (11) 3868-5500 e (11) 94746-2417.

Muquifo

Foto: Gustavo Steffen

"Ter algo fácil no freezer quando se está com vontade de uma comidinha gostosa, mas sem muito tempo para preparos, é uma mão na roda!". Pensando na praticidade do dia a dia e na possibilidade de transporte em viagens, a chef Renata Vanzetto ultracongelou algumas receitas do seu Muquifo, incluindo o grande hit da casa – o strogonoff. Nas versões filé-mignon, frango e alcachofra, o prato vem sempre com cogumelos frescos e chips de batata (de R$ 25 a R$ 34). Há ainda a couve-flor assada ao parmesão, a carne de panela, molhos e arrozes. Tudo disponível pelo iFood e pelo whatsapp (11/98232-7677).


Tenha acesso a conteúdos exclusivos
ASSINE A ELLE