Cadastre-se em nossa newsletter para ler este e outros artigos.

Doses semanais de moda, beleza, cultura e lifestyle, além, é claro, de todas os lançamentos da ELLE!
Inscreva-se gratuitamente.

  • ASSINE NOSSA NEWSLETTER
  • O melhor da ELLE direto no seu inbox! Inscreva-se gratuitamente.
  • INSCREVA-SE AQUI
PUBLICIDADE

Ninguém se cansa da princesinha do mar. Fato. Tanto assim que, mal o rooftop do hotel Emiliano abriu ao público, os próprios cariocas acataram a política de reservas do hotel Rio, de quinta a sábado, para terem o sol poente, a noitinha e jantares tête-à-tête com Copacabana.

Grande mérito desse espaço, antes restrito aos hóspedes, é o diálogo desmascarado com a icônica praia. Seguido de perto pelo menu do chef Camilo Vanazzi, que evoca sem pretensões a bagagem acumulada em restaurante estrelado na França e na vivência nas Ilhas Fiji.

De cara, o couvert convida à contemplação: um varalzinho com jamón serrano estendido, vinagrete de polvo, caviar berinjela, boursin com mel nativo, bolinhos de bacalhau, entre outros belisquetes leves e bem temperados a serem compartilhados sem pressa – de preferência com um coquetel. Quiçá não no singular.

Spaghetti de pupunha com mix de cogumelos e crocante de castanhas Spaghetti de pupunha com mix de cogumelos e crocante de castanhas.Foto: Divulgação

Então, caviar e sardinha convivem democraticamente entres os starters, assim como a salada vegana de batata-doce e açaí não discrimina a de grãos e burrata. Os pratos também têm seu swing, caso do tagliatelli fresco ao vôngole com coentro e da pesca do dia rodeada pelas cores do risoto de fregola com espinafre e dos crocantes de banana da terra e melado. O spaghetti de pupunha ao pesto de spirulina pode vir acompanhado de camarão ou salmão ou, ainda, na versão vegetariana, cogumelos. A cheesecake de queijo minas e as texturas de limão, por sua vez, adoçam a vibe.

PUBLICIDADE

Justo dizer que os sofazinhos desse lounge a céu aberto, o serviço amigável e as texturas do design aquecem a conversa com a alma da cidade: "É inacreditável, mas o sucesso do rooftop mostrou que faltava ao Rio um lugar que aliasse vista, boa cozinha e ambiente agradável", avalia Gustavo Filgueiras, CEO do Emiliano.


mesa \u00e0 luz de velas com vista para a lua cheia sobre o mar De quinta a sábado, o restaurante do rooftop do Emiliano abre também para quem não está hospedado no hotel. Mas não deixe de fazer a reserva com antecedência.Foto: Divulgação

Para além do desejado terraço, o mood verão do cinco estrelas está mesmo no ar. Bom exemplo é o Spa Santapele que, todo trabalhado nos protocolos sanitários, propõe a reposição das energias esvaídas num ano como 2020. Por meio de aromas e propriedades regeneradoras, seus tratamentos e produtos ecofriendly permitem uma experiência sensorial com a Mata Atlântica.

Na mesma toada, o Emile, restaurante ao nível do mar, acaba de ser eleito o melhor francês da capital fluminense, comprovando que receitas leves e contemporâneas, baseadas em produtos de origem brasileira controlada, podem ter sotaque sem deixar de homenagear a baía de Guanabara.

PUBLICIDADE





Em entrevista à ELLE, a cozinheira que estrela o documentário Street Food, da Netflix, conta sua história e fala sobre a força identitária da culinária e da sua paixão pela Bahia.

Tenha acesso a conteúdos exclusivos
ASSINE A ELLE

A ELLE Brasil utiliza cookies próprios e de terceiros com fins analíticos e para personalizar o conteúdo do site e anúncios. Ao continuar a navegação no nosso site você aceita a coleta de cookies, nos termos da nossa Política de Privacidade.

Assine nossa newsletter

Doses Semanais de moda, beleza, cultura e lifestyle, além, é claro, de todas as novidades e lançamentos da ELLE no seu inbox.
Increva-se gratuitamente.