Cadastre-se em nossa newsletter para ler este e outros artigos.

Doses semanais de moda, beleza, cultura e lifestyle, além, é claro, de todas os lançamentos da ELLE!
Inscreva-se gratuitamente.

  • ASSINE NOSSA NEWSLETTER
  • O melhor da ELLE direto no seu inbox! Inscreva-se gratuitamente.
  • INSCREVA-SE AQUI
PUBLICIDADE

"Quando uma mulher faz 30 anos, ela olha para sua história, para tudo que já viveu e para o que vai levar para os próximos 30", diz a estilista da Animale Bel Yunes. Foi com esse pensamento que a estilista e sua equipe criativa chegaram à coleção Memórias, uma homenagem às três décadas da marca carioca.

O nome é quase autoexplicativo, trata-se de uma reedição de best sellers de lançamentos passados. "É uma retrospectiva de grandes momentos da marca, uma releitura de grandes coleções e seus códigos", fala Claudia Jatahy, sócia-fundadora e diretora criativa da Animale Oro (braço de joias da etiqueta). "É um olhar para a nossa trajetória de momentos muito marcantes", continua.

Tudo começou a tomar forma há cerca de um ano e três meses. Quem quiser fazer as contas, vai perceber que foi bem nessa época que parte da população se viu confinada em suas casas, como uma das medidas de contenção da pandemia da Covid-19. "Era um momento de mundo em que as pessoas estavam muito nessa pegada de olhar para dentro", explica Bel. "Fez muito sentido olharmos para nossa história, nossas memórias, coleções icônicas e como a gente traria isso para um olhar contemporâneo."

Essa atualização se deu por meio de outro viés marcante na história da Animale: a conexão com a arte. "Começamos a revisitar esse baú referências e achamos uma estampa assinada pelo artista plástico Antonio Bokel", conta Bel. "Pensamos que seria incrível trazer ele para perto novamente. A (consultora de conceito e criação) Beth Nabuco fez o primeiro contato e, a partir da obra dele, cocriamos algumas estampas."

PUBLICIDADE

Antonio é um parceiro de longa data da grife. A estampa a qual Bel se refere, por exemplo, é da coleção de inverno 2010, apresentada há mais de 10 anos. Para Memórias, o artista cedeu algumas de suas obras para que a Animale as reinterpretassem em novas padronagens.

"Conversei com a Beth Nabuco, que já acompanha meu trabalho há tempos, e, entre algumas visitas ao meu ateliê, ela escolheu algumas peças", explica Antonio. "A Beth tem um olhar muito sensível para a arte. Através dessa conversa, dessa troca nós conseguimos transportar meu trabalho, que não foi pensado para a moda, para se tornar estampas."

Dentre as coleções revisitadas no lançamento, Claudia gosta de destacar o verão 2015, inspirado na fauna e flora da Amazônia. "Foi uma temporada muito marcante para nós", comenta ela. Vem daí as estampas animais, os tons intensos de azul e verde, inspirados nas pedras preciosas, além das rendas, chitas e ráfias com nova roupagem.

PUBLICIDADE

O inverno 2015, batizado de Rota da Seda, também é especial para a executiva. "Fala da origem de uma matéria-prima essencial à Animale. Somos conhecidos e procurados pelas peças de seda com cores vibrantes e muitas estampas." Daquela temporada, voltam as peças fluidas, os pijamas e os quimonos em cores quentes como laranja, rosa cravo e magenta.

A coleção Memórias marca os 30 anos da Animale, mas não é a única comemoração prevista. Ao longo de 2022, uma programação intensa de lançamentos e ações especiais darão continuidade às festividades. "Dando alguns spoilers, nós faremos o projeto vintage, no qual as pessoas poderão trocar peças antigas por outras novas", conta Bel. Funciona assim, entre os dias 14 de setembro e 14 de outubro, a marca vai receber a arrecadação de roupas de coleções anteriores em qualquer uma de suas lojas. Ao entregar o item, a cliente ganha créditos para serem usados com a nova coleção Memórias. Em parceria com o Instituto Dona de Si, criado pela atriz e empresária Suzana Pires, parte das roupas arrecadadas e da receita gerada na ação para o núcleo Corte e Costura do instituto, no Morro dos Prazeres, no Rio de Janeiro.

Tenha acesso a conteúdos exclusivos
ASSINE A ELLE