Cadastre-se em nossa newsletter para ler este e outros artigos.

Doses semanais de moda, beleza, cultura e lifestyle, além, é claro, de todas os lançamentos da ELLE!
Inscreva-se gratuitamente.

  • ASSINE NOSSA NEWSLETTER
  • O melhor da ELLE direto no seu inbox! Inscreva-se gratuitamente.
  • INSCREVA-SE AQUI
PUBLICIDADE

O look total jeans já deixou de ser uma moda exclusivamente Y2K faz tempo, mas certas lavagens, modelagens, recortes e patchworks sempre remeterão ao imaginário fashion do começo dos anos 2000. E é exatamente nessa era que Nicola Brognano, estilista da Blumarine, mergulha ao criar uma nova imagem para a moda italiana. Contratado no final de 2019, o italiano é apaixonado por essa estética e, mais ainda, sabe que ela vende – principalmente para a geração mais nova.

Para o verão 2022, o jeans abre o desfile estampado em um vestido de alcinha com fenda e permeia toda a coleção, em microshorts, calças e tops. Ele aparece com print de recorte bem no estilo da virada do milênio ou em patchwork mesmo, nas peças que não demandam tanta fluidez e leveza.

Os conjuntinhos de calça cargo e jaqueta bomber encurtadas, que já havia dado as caras em coleções passadas, volta em versão brilhante, meio acetinada. Para a moda praia, micro tangas são usadas embaixo de blusas de manga comprida bem justas e vestidos transparentes ou combinadas a suéters fechados com lacinho.


As flores, que fazem parte ativa do DNA da marca, aparecem abundantemente em estampas sobre tecidos fluidos ou aplicadas em 3D em tops tomara que caia e de um ombro só. Junto a elas chegam as borboletas, também recorrente do trabalho de Brognano na marca.

PUBLICIDADE

E dá-lhe óculos máscara, shorts de cintura baixíssima, pingentes de strass, bandanas prendendo os cabelos e decotes até o umbigo. Tudo parece transportado diretamente dos anos 2000, sem tirar nem pôr. Diferente das últimas duas coleções apresentadas, nesse desfile a interpretação parece literal demais.

Mas também, se mexe em time que está ganhando? Desde que assumiu a direção criativa da Blumarine, a etiqueta se tornou um pequeno fenômeno entre a Geração Z justamente pela exploração dessa estética.

Tenha acesso a conteúdos exclusivos
ASSINE A ELLE