PUBLICIDADE

Desde o ano passado, com a saída de Diane Von Furstenberg da presidência do CFDA (Council of Fashion Designers of America), a associação se mobiliza em uma tentativa de reverter a crise financeira e criativa instaurada na moda norte-americana. Nesta segunda-feira (10.8), a organização divulgou um importante passo de sua reestruturação. Agora, Tom Ford e Steven Kolb passam a dividir a direção com CaSandra Diggs.

CaSandra ingressou no CFDA em 2001, passando pelos setores administrativos e financeiros. Ao expandir o seu papel de liderança, como presidente, irá se responsabilizar pelo desenvolvimento estratégico e por tomada de decisões que possibilitem o propósito do conselho em defender, educar e apoiar os seus membros. "Estou muito honrada por me juntar a Tom Ford e Steven Kolb para que continuemos avançando e transformando o CFDA em uma organização moderna e com visão de futuro, refletindo os nossos tempos", afirmou ela no comunicado oficial divulgado.

A nomeação de CaSandra vem após críticas pelas indicações pouco diversas no CFDA Fashion Awards, divulgadas na última semana de julho, e que exploramos no episódio #10 do Pivô Podcast. Em junho, o conselho já havia anunciado uma série de iniciativas para fortalecer profissionais negros na moda, através de estágios, programas e mentorias. O caminho para um mercado efetivamente inclusivo ainda é longo, mas, segundo Steven Kolb, as expectativas para esse novo momento estão grandes: "É uma fase crítica e ela é a pessoa certa com as ideias certas para ajudar a conduzir o CFDA ao futuro", disse.

PUBLICIDADE

Neste Pivô, analisamos a lista de indicados pelo CFDA em 2020 que gerou um debate sobre quem é realmente reconhecido na moda. Toda segunda-feira, a redação comenta as principais notícias de moda da semana.


Tenha acesso a conteúdos exclusivos
ASSINE A ELLE