Cadastre-se em nossa newsletter para ler este e outros artigos.

Doses semanais de moda, beleza, cultura e lifestyle, além, é claro, de todas os lançamentos da ELLE!
Inscreva-se gratuitamente.

  • ASSINE NOSSA NEWSLETTER
  • O melhor da ELLE direto no seu inbox! Inscreva-se gratuitamente.
  • INSCREVA-SE AQUI
PUBLICIDADE

A Feira Preta lança nesta quinta-feira uma plataforma online para comercializar produtos e serviços desenvolvidos por pessoas negras, indígenas, quilombolas e LGBTQIA+. O marketplace, desenvolvido em parceria com o Santander, conta com mais de 500 produtos e serviços, entre objetos de decoração, moda, cosméticos e itens afro religiosos e de papelaria.

A data escolhida para o lançamento não foi à toa. Treze de maio é o aniversário da Lei Áurea, que, há 133 anos, aboliu a escravidão no Brasil. A Feira Preta é uma iniciativa do PretaHub, que visa acelerar negócios criados por negros no país, fundada pela empresária Adriana Barbosa, em 2019.

Empreendedores que já participaram da Feira Preta podem usar a plataforma para anunciar seus produtos. Para se registrar, é preciso clicar na aba "Quero vender", no site do marketplace.




Tenha acesso a conteúdos exclusivos
ASSINE A ELLE