Cadastre-se em nossa newsletter para ler este e outros artigos.

Doses semanais de moda, beleza, cultura e lifestyle, além, é claro, de todas os lançamentos da ELLE!
Inscreva-se gratuitamente.

  • ASSINE NOSSA NEWSLETTER
  • O melhor da ELLE direto no seu inbox! Inscreva-se gratuitamente.
  • INSCREVA-SE AQUI
PUBLICIDADE

A estreia de Harris Reed nas passarelas estava prevista para o ano passado, mas a Covid-19 não permitiu. Sua coleção de formatura na Central Saint Martins e a da temporada seguinte aconteceram em formato digital. Não que tenha sido algo completamente novo ou um grande desafio. Antes mesmo da formatura, foi nas redes sociais que seu nome ficou conhecido e desejado – principalmente por celebridades, como Harry Styles, Florence Welch e Solange Knowles. Aliás, em entrevista ao Volume 1 da ELLE impressa, Reed fala bastante sobre sua relação com o Instagram.

Mas de volta ao foco principal. Com a semana de moda de Londres em formato híbrido, foi possível receber convidados para uma apresentação física, ainda que não exatamente um desfile. A mais recente coleção de Reed foi apresentada numa suíte do hotel Standard. Os looks seguem a máxima teatral e grandiosas que lhe rendeu fama. Chapéus gigantescos, looks com silhueta alongadíssima, volumes e comprimento a perder de vista. Agora, porém, com um flerte maior com lingeries e vestidos de casamento. Vem daí os tecidos brancos transparentes, as rendas e as construções que lembram parte de um smoking (grande destaque). Tudo feito com tecidos reaproveitados de uma rede de doações britânicas chamada Oxfam.

PUBLICIDADE
Tenha acesso a conteúdos exclusivos
ASSINE A ELLE