Cadastre-se em nossa newsletter para ler este e outros artigos.

Doses semanais de moda, beleza, cultura e lifestyle, além, é claro, de todas os lançamentos da ELLE!
Inscreva-se gratuitamente.

  • ASSINE NOSSA NEWSLETTER
  • O melhor da ELLE direto no seu inbox! Inscreva-se gratuitamente.
  • INSCREVA-SE AQUI
Moda

Jil Sander procura leveza em nova coleção

Grife se afasta de minimalismo enrijecido em seu retorno às passarelas no primeiro dia da semana de moda de Milão.

Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Na quarta-feira, 22.09, o primeiro dia da semana de moda de Milão, a Jil Sander apresentou a sua coleção de verão 2022, marcando seu retorno às passarelas. A grife é comandada há quatro anos pelo casal de estilistas Lucie e Luke Meier, que ganhou recentemente uma filha. Quem está acompanhando nossa cobertura deve lembrar que duas outras diretoras criativas, Simone Rocha e Molly Goddard, também deram a luz durante os últimos meses e se influenciaram pela maternidade. Aqui, a dupla não mergulha diretamente nessa temática, mas ainda se deixam levar pelo clima esperançoso e otimista que pode acompanhar o nascimento de uma vida.

Isso aparece principalmente na cartela de cores. O ambiente onde o desfile foi apresentado tinha um carpete lilás, além de uma iluminação igualmente arroxeada, com a calmaria do tom pastel envolvendo tudo. Nos looks, o amarelo, o rosa, o verde e o pêssego também surgiam apagadinhos, bem suaves.

Há quem diga que esse é um otimismo tímido, mas ao se levar em consideração a queda dos designers por uma paleta majoritariamente branca, preta e vermelha, a mudança é quase radical. Fora isso, apareceu também uma surpreendente estampa de tigre, alguns detalhes com tassels, texturas peludinhas (que já tinham dado as caras na coleção masculina), além de maxipaisleys bordados com lantejoulas.

PUBLICIDADE

A modelagem, concentrada em uma alfaiataria ampla, confortável, deixou as pernas bem relaxadas, com calças mais largas, e quebrou a formalidade, no caso dos casacos sem lapela. Fora isso, já dá para mandar avisar que esta temporada internacional é a dos vestidos-camisa e túnicas. Aqui, essa parte de cima com comprimento médio é usada com calças.

Nos acessórios, os destaques ficam com o lenço-cachecol usado de um jeito bem descontraído no pescoço e a recém-lançada bolsa Cannolo, de formato cilíndrico. Em resumo, a Jil Sander afastou o seu minimalismo enrijecido para um pouco mais de leveza entrar.

Foto: Divulgação

Tenha acesso a conteúdos exclusivos
ASSINE A ELLE