Cadastre-se em nossa newsletter para ler este e outros artigos.

Doses semanais de moda, beleza, cultura e lifestyle, além, é claro, de todas os lançamentos da ELLE!
Inscreva-se gratuitamente.

  • ASSINE NOSSA NEWSLETTER
  • O melhor da ELLE direto no seu inbox! Inscreva-se gratuitamente.
  • INSCREVA-SE AQUI
PUBLICIDADE

CONTEÚDO APRESENTADO POR ARMANI EXCHANGE

Um dos maiores nomes da moda, Giorgio Armani criou a A|X Armani Exchange em 1991, com o objetivo de democratizar a moda com peças básicas e simples, que todos pudessem usar. Inspirado pelas roupas que observava nas principais capitais fashion, incluindo Milão, Nova York, Londres e Tóquio, reuniu looks que refletiam a atitude casual e discreta da nova geração.


Durante as três décadas desde o seu nascimento, a A|X Armani Exchange passou por mudanças, mas suas mensagens só se tornaram mais pertinentes com o tempo. Um exemplo é a campanha Being Me, lançada nos anos 2000, que celebra a beleza, a diversidade e a autoconfiança. Na comunicação da marca ao longo dos anos, o produto não é o elemento principal, e sim um lifestyle urbano e moderno, que conversa com as novas gerações e todos os gêneros, sem distinção.



A conexão é um dos principais elementos que a palavra Exchange evoca. Por trás do conceito da marca, está a ideia de conexão entre pessoas, gêneros e culturas, enraizada na cultura italiana e americana, sempre bem representada por Milão e Nova York, mantendo um espírito internacional sempre vivo.


A A|X Armani Exchange é uma pioneira em celebrar a beleza da diversidade e isso remonta ao final da década de 1990 até hoje. Essa escolha de comunicação sempre colocou a label no caminho da inovação, especialmente por colocar o produto em segundo plano e focar na mensagem. Não importa o seu gênero, corpo ou raça, a A|X abraça a todos.

PUBLICIDADE


Através de peças básicas com twist, como uma boa camisa jeans ou aquela jaqueta de couro de caimento perfeito, a A|X Armani Exchange se destaca pelo estilo edgy, diferente e fora do convencional. Saber criar, com muita criatividade, looks cheios de atitude. Misturar peças clássicas com acessórios menos óbvios, por exemplo, é uma das principais características de quem veste a marca.


Através de uma estética simples e sofisticada, a label imprime frescor em todas as suas criações, mantendo sempre uma atitude jovem, não importa quanto tempo passe. As várias celebridades que já colaboraram com a marca, como Cara Delevingne, Dylan Jagger Lee, Selah Marley e Eliot Sumner, apenas para mencionar algumas, são exemplo disso.


Bem antes da fluidez de gênero se tornar um assunto recorrente na indústria, a A|X Armani Exchange já apostava na moda unissex. Desde a sua fundação, em 1991, a marca propõe um minimalismo atemporal em suas coleções, sendo uma das pioneiras em extrapolar os limites das normas de gênero.

PUBLICIDADE



Em 1991, a A|X é criada com o intuito de reescrever os códigos de vestimenta urbana, apresentando os valores do universo Armani a um público mais jovem. A coleção é essencial, contemporânea e inclusiva, reunindo roupas e acessórios acessíveis e versáteis para uma grande audiência. Independentemente da idade, sexo ou origem, a herança da casa é descontruir convenções tradicionais, priorizando a expressão individual, mas sem perder de vista os códigos que consagraram a Armani na moda.


Entre os lançamentos que celebram as três décadas de vida da marca, está a recente coleção Icon Project, que revisita os arquivos dos anos 1990 e os reinterpreta para os dias atuais. O destaque fica para o relançamento do logotipo original da etiqueta, que arremata camisetas, moletons, bolsas, bonés e jaquetas puffer, todas com uma vibe noventinha atualizada.


Segundo Giorgio Armani, "o jeans é a liberdade em seu estado puro, um eterno fenômeno de ruptura e exemplo de democracia no vestir, que consegue superar toda barreira". Não à toa, o denim está na essência da A|X e é renovado a cada temporada.


Alcançar o difícil equilíbrio entre um estilo essencial e a novidade é o que torna a A|X Armani Exchange diferente das outras. Unindo a tradição de moda italiana, ultrassofisticada, com a vibe urbana do estilo estadunidense, a etiqueta oferece itens curinga e de alta qualidade, que carregam a mesma energia jovem e fresh da época de seu lançamento.



A A|X é uma das principais responsáveis pela febre da logomania dos anos 1990, quando bolsas, moletons, sapatos e até roupas íntimas estampadas com os logotipos de diferentes marcas dominaram as ruas, vitrines e páginas de revista. A tendência teve seus altos e baixos na moda, mas voltou com tudo nos últimos anos, impulsionada pelas redes sociais e pela cultura dos influencers. O timing não poderia ser melhor e, na recente coleção Icon Project, o icônico logotipo também faz o seu comeback fashionista.


É a cidade onde Giorgio Armani decidiu fazer sua vida e carreira, em meados de 1975. De lá pra cá, o estilista se tornou um dos maiores nomes da indústria mundial, dando origem também a A|X Armani Exchange, sua label mais jovem, urbana e acessível, que busca criar um intercambio cultural entre a cidade italiana e Nova York, outra grande capital da moda.


É o local de nascimento da A|X, que abriu sua primeira loja no bairro do Soho, em 1991. A ideia era criar uma rede de empórios elegantes, com peças essenciais e contemporâneas, nos quais o universo Armani pudesse se tornar acessível para todos, através de um mix de produtos cool e atemporal. Desde então, o caldeirão cultural existente nessas duas regiões distantes, mas próximas, se tornou a principal fonte de inspiração da marca.


"O basquete era o esporte da minha família, então sempre o segui como entusiasta e torcedor", disse Giorgio Armani. Em 2008, essa paixão virou compromisso, quando decidiu comprar o time Olimpia Milano, após tê-lo patrocinado por alguns anos. Com a promessa de colocá-lo no topo da classificação italiana, ele dedicou muitos anos ao time, hoje um dos mais assistidos, amados e com o maior número de títulos do basquete italiano.



Seja através das coleções atemporais, com roupas e acessórios para misturar e combinar de acordo com a personalidade de cada um, ou pelas campanhas que refletem um espírito jovem e democrático, a A|X mantém sua essência pop desde a década de 1990, mostrando que se divertir e ser você mesmo é o que realmente importa.


A qualidade sempre determinou o trabalho de Giorgio Armani e isso se reflete em todas as suas empreitadas. A A|X é expert em oferecer produtos acessíveis, produzidos com excelência e com acabamento impecável. Nas palavras do próprio: "a qualidade é um pensamento, antes mesmo dos materiais e das execuções perfeitas".


Ao longo dos últimos anos, a A|X vem aprimorando o uso de materiais reciclados em sua produção, como o poliéster reciclado de plástico pós-consumo e algodão orgânico. Os forros e acolchoamentos também são desenvolvidos com materiais sustentáveis, assim como as embalagens das peças. Além disso, a marca recentemente se uniu a National Geographic para uma pequena coleção cápsula de camisetas e moletons sustentáveis, em homenagem ao dia da Terra. As peças traziam a mensagem "vamos tocar uma música diferente", como uma forma de chamar a atenção para a preservação dos recursos naturais.


A marca sempre teve uma conexão profunda com a música. Um exemplo disso é o recente projeto musical NTS X A|X Armani Exchange: 91 Forward, que celebra os 30 anos da label com uma série de playlists exclusivas mixadas por artistas e produtores do mundo todo. Em parceria com a NTS Rádio, uma plataforma de novos talentos musicais, o projeto reúne nomes como Katja Adrikova, Ouri, Fela Gucci e Black Mamba, cada um interpretando a marca através de trilhas sonoras que passeiam por diversos estilos, entre eles, grunge, house, trance, techno e trip hop. Essa seleção especial pode ser conferida aqui.



A coleção de inverno 2021 celebra os 30 anos da marca, revisitando suas origens e as atualizando para os desejos de hoje. O carro-chefe é a estampa de parafusos e porcas, que resgata a imagem da primeira campanha da label, lançada em 1991. Em camisetas, moletons, jaquetas e acessórios comemorativos, a print foi desenvolvida em uma paleta gráfica P&B. Também em preto e branco, tops e moletons exibem a frase "never too loud" (nunca muito alto), uma referência à forte ligação da marca com a música. O denim é outro destaque e dá vida a parkas, vestidos e ternos, desenhados para serem usados em look total ou misturados com os casacos e jumpers que completam a coleção.


Campanha icônica lançada em 1993, ressaltava o conceito de que usar roupas casuais com estilo essencial, nas quais você se sinta mais confortável e mais autoconfiante, não significa abrir mão da elegância tipicamente associada à Armani.


Uma peça, diversas possibilidades. Desde 1991, a A|X Armani Exchange oferece exatamente isso para seus clientes – e não há exemplo maior do que as t-shirts da label. Brancas, pretas, coloridas, com ou sem logo, elas representam perfeitamente a ideia de moda essencial, contemporânea e democrática que há por trás da grife. "Sempre pensei na t-shirt como no alfa e no ômega do alfabeto da moda, e devo confessar que também sou um dependente dela: é a primeira coisa que visto de manhã e a última que tiro à noite", disse Giorgio Armani.


No ano 2000, a marca lança outra campanha icônica. Batizada de We, The People, ela continua enfatizando seu lado democrático e sua proximidade com as pessoas. O principal conceito é de que todos são únicos e importantes e todos têm acesso ao sonho Armani.


Representando a palavra Exchange, a letra X da logomarca é um ícone absoluto e atemporal, que segue na wish list da nova geração de fashionistas, 30 anos após a sua concepção.


Com seu caráter inovador e não convencional, a A|X segue acompanhando a energia dos jovens consumidores. Não à toa, sua campanha mais recente traz a seguinte mensagem: everything has changed, yet it still remains the same – because what counts is its spirit (tudo mudou, mas ainda permanece o mesmo – porque o que conta é o seu espírito).


De olho nos desejos e vontades da geração Z, Giorgio Armani agora planeja os próximos 30 anos da A|X. "Inclusão e diversidade fazem parte do DNA da marca desde o início e não são apenas meras ferramentas de comunicação", diz o estilista. "No entanto, a própria roupa é diversa, inclusiva e decididamente andrógina", completa. A sustentabilidade é outra pauta importante. "De acordo com meu programa para todo o grupo, é a nova adição: aquela à qual nossos clientes realmente respondem", explica. "Quero que todas as ativações sejam no vestuário, não apenas mais um impulso de marketing e comunicação. Isso faz a diferença para mim".


Fotos: Steve Mackey (campanha) e Michel Comte (campanha de 1995 utilizada no abre)

Tenha acesso a conteúdos exclusivos
ASSINE A ELLE

A ELLE Brasil utiliza cookies próprios e de terceiros com fins analíticos e para personalizar o conteúdo do site e anúncios. Ao continuar a navegação no nosso site você aceita a coleta de cookies, nos termos da nossa Política de Privacidade.

Assine nossa newsletter

Doses Semanais de moda, beleza, cultura e lifestyle, além, é claro, de todas as novidades e lançamentos da ELLE no seu inbox.
Increva-se gratuitamente.