Cadastre-se em nossa newsletter para ler este e outros artigos.

Doses semanais de moda, beleza, cultura e lifestyle, além, é claro, de todas os lançamentos da ELLE!
Inscreva-se gratuitamente.

  • ASSINE NOSSA NEWSLETTER
  • O melhor da ELLE direto no seu inbox! Inscreva-se gratuitamente.
  • INSCREVA-SE AQUI
Moda

Santa Resistência estreia imponente na SPFW

Marca da estilista Monica Sampaio se inspira na independência e poder da princesa africana Elizabeth de Toro.

Fotos: Divulgação
PUBLICIDADE

Elizabeth de Toro, princesa de Uganda, nasceu na década de 1930, virou modelo nos anos 1960 e foi uma das primeiras mulheres negras a ingressar no curso de direito na Universidade de Cambridge. Hoje é diplomata, embaixadora da ONU e grande inspiração de Monica Sampaio, estilista por trás da Santa Resistência, marca estreante na SPFW, por meio do projeto Sankofa.

"A ideia foi pensar nessa mulher à frente do seu tempo, que não se sujeitou a submissão feminina, vestindo minha marca", disse Monica, momentos após a transmissão de seu vídeo no evento. O ponto de partida foram fotos e materiais documentais da Elizabeth, que serviram como base para as criações que compõem a coleção-cápsula apresentada nesta sexta-feira (25.06) pela marca. "Voltamos ao passado e trouxemos seu estilo para o presente, sem perder a elegância, o conforto e praticidade da mulher que usa Santa Resistência."

Essas, aliás, são características-chave do trabalho da estilista. Criada em 2015, a etiqueta ficou conhecida pelas túnicas de seda estampada e vestidos longos. "Foi um boom", fala Monica, com entusiasmo, sobre suas peças focadas em elementos, belezas e culturas africanas. E no plural mesmo, "afinal, a África é um continente imenso!", nas palavras da própria.

Suas roupas são vibrantes, comunicam energia, alegria, leveza e praticidade de maneiras bem peculiares. São fáceis, confortáveis, mas carregadas de significados e, em momento algum, banais. Agora bem pelo contrário. A inspiração em Elizabeth foi tão potente que parte da suntuosidade, força e imponência da princesa africana deu todo um novo tom de poder e sofisticação para a Santa Resistência.

PUBLICIDADE

"Quando fui escolhida para estar entre as oito marcas selecionadas pelo Projeto Sankofa, sabia que seria uma grande oportunidade de mostrar o amadurecimento do meu trabalho e a responsabilidade como mulher negra em estar levando representatividade para a maior semana de moda da América Latina. Quero ser referência. Quero que alguma ou algum jovem estilista diga ao me ver lá: 'se ela pode, eu também posso'", finaliza.

Tenha acesso a conteúdos exclusivos
ASSINE A ELLE