Cadastre-se em nossa newsletter para ler este e outros artigos.

Doses semanais de moda, beleza, cultura e lifestyle, além, é claro, de todas os lançamentos da ELLE!
Inscreva-se gratuitamente.

  • ASSINE NOSSA NEWSLETTER
  • O melhor da ELLE direto no seu inbox! Inscreva-se gratuitamente.
  • INSCREVA-SE AQUI

Luisa Sonza

PUBLICIDADE

Aproveitando o revival avassalador dos anos 2000, uma tendência específica para cabelos está tomando as redes sociais. Já ouviu falar na estética Y2K? No final da década de 1990, a ansiedade pela virada do milênio teve alguns efeitos na cultura. Um deles foi essa nova interpretação metalizada, orgânica e ultra-esportiva do futurismo que, desde a investida 60's não ganhava uma releitura de impacto. Agora, a estética de videoclipes como os de "Scream", de Janet Jackson, e "Say You'll Be There, das Spice Girls, inspiram cabelos que divas contemporâneas como Dua Lipa e Olivia Rodrigo têm apostado.

Michael Jackson, Janet Jackson - Scream (Official Video) YouTube

No TikTok, a hashtag #y2khairstyle já soma mais de 12,5 milhões de visualizações em vídeos que ensinam a recriar penteados como as space buns (ou coques Y2K, se preferir). Lembram daqueles coquinhos arrepiados usados por Gwen Stefani e Britney Spears antes de 2010? As pontas soltas do cabelo dão um toque despojado que alude a uma das inspirações mais inusitadas da estética Y2K: o movimento punk. O penteado espetado tipo "spikes" é o ponto de partida para essas novas versões menos hardcore e mais modernas. Para entender, basta dar uma olhada no cabelo de Mariana Hazer, produtora musical integrante da banda Teto Preto.

PUBLICIDADE

Os hippies, em alguma medida, também estão no universo de referências dos penteados Y2K. "Esse cabelo que tem um rabo de cavalo bem alto e duas mechinhas separadas e soltas ou em trancinhas na frente do rosto é um dos meus favoritos do momento", diz a beauty artist Paula Kadija. A estrela do TikTok Addison Rae é uma das adeptas. Além dela, a modelo Devon Lee Carlson faz parte do movimento com uma interpretação que ainda ganha presilhas do tipo "tic-tac", adicionando uma dose extra de nostalgia.

Quer mais exemplos? Não precisamos ir tão longe. Na ELLE View de setembro, o fenômeno pop Luisa Sonza aparece em algumas imagens com mechas coloridas em cor-de-rosa, mais uma obsessão Y2K: a era do LP Best Damn Thing (2007), de Avril Lavigne. "É legal ter um ponto de cor no cabelo para sair da rotina. As possibilidades são infinitas principalmente quando podemos acoplar as mechas ao cabelo sem pintá-lo. O segredo é não levar a referência muito a sério e se divertir ao máximo!", sugere Branca Moura, que assinou a beleza do editorial e da capa de Luisa Sonza na ELLE View.

Com mechas coloridas, coques maluquinhos ou trancinhas espertas, os penteados Y2K já provaram que são a tendência de cabelos mais forte da vez. E você, vai embarcar nessa viagem de volta para o futuro?

PUBLICIDADE
Tenha acesso a conteúdos exclusivos
ASSINE A ELLE