PATROCINADO • CONTINUE ABAIXO

Os festivais de cinema, claro, não escaparam à avalanche de cancelamentos provocada pela pandemia. Cannes, um dos mais importantes deles, deveria ter acontecido neste mês de maio. Mas o We are one, a Global Film Festival tenta preencher a lacuna e é uma ótima oportunidade para assistir a bons filmes e encontros de grandes nomes do cinema em casa. Com transmissão gratuita pelo YouTube a partir desta sexta-feira (29), a iniciativa conta com curadoria de 21 festivais do mundo, entre eles Berlim, Cannes, Veneza e Sundance.


Até o dia 7 de junho, serão exibidos mais de cem filmes, entre animações, documentários, curtas e longas-metragens do mundo todo. Alguns destaques:

Ricky Powell: The Individualist, documentário sobre o fotógrafo que registrou as ruas, a moda, a música e a arte de Nova York nos anos 80 e 90 e excursionou com os Beastie Boys, com depoimentos de Chuck D (Public Enemy) e LL Cool J.

Rude Boy: The Story of Trojan Records, uma combinação de filme e documentário sobre uma das mais importantes gravadoras de música jamaicana e sua influências pistas de dança britânicas nos anos 60 e 70, com participação de Lee Perry (foto no início da reportagem) e Don Letts.

Sébastien Tellier on Paris' rooftop - A Take Away Show, apresentação do músico francês, após dois meses de confinamento, durante o pôr do sol, na cobertura do Théâtre du Châtelet, na capital francesa.

Black Barbie, animação em que a diretora Comfort Arthur relembra sua jornada com produtos para clareamento da pele e reflete sobre os ideais sociais de beleza.

foto PB com Andy Warhol e Keith Haring Os artistas plásticos Andy Warhol e Keith Haring, fotografados por Ricky Powell, que é tema de documentário exibido no festival online We are oneReprodução Ricky Powell: The Individualist

A programação continua com encontros entre grandes nomes do cinema: Francis Ford Coppola (Poderoso Chefão) e Steven Soderbergh (Sexo, Mentiras e Videotape), Alejandro Iñárritu (Amores Brutos, Birdman) e a artista Marina Abramović, David Cronenberg (Crash) e Viggo Mortensen, que atuou em vários filmes do diretor canadense; além de conversas com Bong Joon-Ho (Parasita), Ang Lee (O Segredo de Brokeback Mountain) e Guillermo del Toro (A Forma da água) e o ator francês Alain Delon. São bate-papos que acontecerão para o evento online ou foram realizados para os convidados dos festivais participantes, mas agora são exibidas a um público maior.

Os espectadores do festival, organizado pelo YouTube e a Tribeca Enterprises (criada por Robert de Niro), poderão fazer doações para organizações que ajudam as pessoas afetadas pela Covid-19. Cinema por uma boa causa.


Impossível prever como a pandemia e o isolamento forçado vão influenciar a produção artística nos próximos anos. Mas vale olhar para trás e ver como episódios dramáticos inspiraram obras e movimentos em diversos períodos.


Em sua coluna de estreia, Erika Palomino reflete sobre infomania, relações e consumo intermediados por telas.


Show com milhões de pessoas dançando juntas, festas, encontros entre amigos: a vida social nos games está bombando. Veja como a quarentena está mudando a nossa relação com os jogos eletrônicos.

Tenha acesso a conteúdos exclusivos
ASSINE A REVISTA DIGITAL E IMPRESSA DA ELLE BRASIL!