Cadastre-se em nossa newsletter para ler este e outros artigos.

Doses semanais de moda, beleza, cultura e lifestyle, além, é claro, de todas os lançamentos da ELLE!
Inscreva-se gratuitamente.

  • ASSINE NOSSA NEWSLETTER
  • O melhor da ELLE direto no seu inbox! Inscreva-se gratuitamente.
  • INSCREVA-SE AQUI
PUBLICIDADE

O Museu da Língua Portuguesa será reaberto ao público neste domingo, 1º de agosto, quase seis anos depois de um incêndio destruir boa parte do acervo e do espaço, que fica ao lado da Estação da Luz, em São Paulo. Exposições antigas, anteriores ao incidente, entrarão novamente em cartaz, junto com novas mostras, planejadas para a reinauguração.

Diversos escritores, linguistas, pesquisadores, artistas, cineastas, roteiristas, artistas gráficos, e outros profissionais de países que falam a língua portuguesa foram convidados pelo museu para colaborar com a reconstrução do acervo, entre eles José Miguel Wisnik, José Eduardo Agualusa, Mia Couto, Marcelino Freire, Antônio Risério, Roberta Estrela d'Alva, Carlos Nader, Arnaldo Antunes, Augusto de Campos, Laerte, Guto Lacaz e Mana Bernardes. Isa Grinspum Ferraz e Hugo Barreto estão à frente da curadoria do museu.

Entre as novas instalações estão Línguas do mundo, que destaca 23 das 7 mil línguas faladas hoje no mundo; Falares, que traz os diferentes sotaques e expressões do idioma no Brasil; e Nós da língua portuguesa, que apresenta a diversidade cultural da Comunidade de Países de Língua Portuguesa.

A instalação Palavras cruzadas, que mostra as línguas que influenciaram o português no Brasil, volta ao Museu da Língua Portuguesa, bem como a Praça da língua, uma homenagem ao idioma escrito, falado e cantado, desenvolvido em um espaço imersivo de luz e som.

PUBLICIDADE

Para marcar a reabertura do museu, a exposição temporária Língua solta desdobra a língua portuguesa na arte e no cotidiano. Com curadoria de Fabiana Moraes e Moacir dos Anjos, a instalação conecta a arte à política, à vida em sociedade, às práticas do cotidiano, às formas de protesto e de religião.


Museu da L\u00edngua Portuguesa Exposição "Língua Solta" marca a reinauguração do Museu da Língua Portuguesa, em São Paulo.Divulgação/ Museu da Língua Portuguesa


Por ora, a visitação ao museu está restrita a 40 pessoas a cada 45 minutos, respeitando as medidas sanitárias impostas pela pandemia de Covid-19. Os ingressos (já esgotados para a abertura, no domingo) devem ser adquiridos exclusivamente pelo site do Museu da Língua Portuguesa, e custam 20 reais. Na entrada, cada visitante receberá um chaveiro touchscreen, que irá intermediar o contato com as telas interativas.

A cerimônia de reabertura do Museu da Língua Portuguesa será transmitida ao vivo pelo Facebook e canal do YouTube do espaço.

Tenha acesso a conteúdos exclusivos
ASSINE A ELLE