Lifestyle

10 coquetéis clássicos para fazer em casa

Cansou do Negroni? Liberte o bartender que existe em você e confira 10 receitas fáceis e certeiras de drinques para arrasar na coquetelaria caseira.

Foto John Kobal Foundation/Getty Images
PUBLICIDADE

Você até que tentou fazer coquetéis diferentões na clausura da quarentena, mas não saiu do Gim Tônica e do Negroni, com suas regulamentares três partes iguais de gim, vermute e Campari. Ao tentar reproduzir a receita daquele bartender superstar que achou na internet, descobriu que teria de fazer uma redução de molho de soja com priprioca e deixá-la descansar por 48 horas. Ou infusionar manteiga derretida no uísque, congelar a mistura e separá-la mais tarde. Espuminha de gengibre para o Moscow Mule cansa só de pensar na trabalheira que dá. Aff, voltou para o GT na hora.

A verdade é que preparar bons coquetéis clássicos, com qualidade próxima à dos melhores bares, não é algo de outro planeta. Alguma técnica básica, excelentes ingredientes e gelo, muito gelo, são requisitos básicos. Humildade e senso de realidade também ajudam: não se começa a treinar ginástica olímpica pelo triplo mortal. Que tal um bom drinque com dois ou três ingredientes encontráveis em qualquer empório ou supermercado? Dá para variar o cardápio caseiro sem fazer malabarismos nem cair no manjado.


"Um dos maiores enganos do bartender de primeira viagem é o de não variar as receitas. Quando ele prepara o mesmo coquetel pela décima quinta vez, acaba enjoando e desistindo. Com dois ou três destilados, vermute, bitters e frutas, é possível fazer uma série quase infinita de drinques clássicos de preparo muito simples", diz Rodolfo Bob, chefe de bar do Caledonia Whisky & Co.

PUBLICIDADE

Para escapar do mais do mesmo na coquetelaria, Bob e Michelly Rossi, gestora de bares do Grupo Tokyo, sugerem receitas que fogem do comum e vão do refrescante ao pancadão, com uma boa variedade de texturas e perfis de sabor. Depois das receitas, confira dicas certeiras para montar seu bar e arrasar nas mixologias caseiras.

Americano

Nascido na Itália, este coquetel doce-amargo ganhou seu nome pelo sucesso que fazia entre os americanos que o provavam.

Ingredientes
50 ml de Campari
50 ml de vermute tinto doce
Água com gás para completar
Guarnição: fatia de limão

Modo de preparo
1. Coloque o Campari e o vermute em um copo alto com bastante gelo.
2. Complete o coquetel com água com gás e mexa suavemente.
3. Decore com a fatia de limão.
Variação: se quiser um drinque mais potente, dispense a água com gás e sirva a mistura de Campari e vermute em copo baixo, com gelo grande.

Basil smash

Também conhecido como Gin Pesto, este clássico moderno é o suprassumo da leveza, da refrescância e do aroma.

PUBLICIDADE

Ingredientes
60 ml de gim
12 folhas frescas de manjericão
25 ml de suco de limão-siciliano
10 ml de xarope de açúcar simples (receita no final da reportagem)
Guarnição: raminho de manjericão

Modo de preparo
1. Dê um tapa com as duas mãos nas folhas manjericão ou quebre-as suavemente, para que soltem seu aroma. Coloque-as na coqueteleira.
2. Acrescente o gim, o xarope e muito gelo. Bata vigorosamente até resfriar.
3. Faça coagem dupla (com ajuda de uma peneirinha) para um copo baixo com cubos de gelo.
4. Decore com o raminho de manjericão.

Bees Knees cocktail Coquetel Bee's knees: gim, mel e limão-siciliano. The Washington Post/Getty Images

Bee's knees

Bee's knees era a gíria da época da Lei Seca para designar o que era supimpa. Exatamente como esse coquetel ácido e refrescante.

Ingredientes
60 ml de gim
30 ml de suco de limão-siciliano
15 ml de mel ou xarope de mel (receita no final da reportagem)
Guranição: tira fina de casquinha de limão

Modo de preparo
1. Bata todos os ingredientes na coqueteleira com gelo, até resfriar.
2. Faça coagem dupla (com ajuda de uma peneirinha) para uma taça martini ou coupe, previamente resfriada.
3. Decore com a casquinha de limão.

Bitter Giuseppe

De teor alcoólico reduzido, pois não leva destilado, o Bitter Giuseppe é ótima pedida para ser servido como aperitivo.

Ingredientes
60 ml de Cynar simples ou Cynar 70
25 ml de vermute tinto doce
8 ml de suco de limão-siciliano
2 a 6 lances de bitter de laranja
Guarnição: casquinha de limão-siciliano

Modo de preparo
1. No copo de misturas com gelo, coloque todos os ingredientes e mexa com ajuda de uma colher bailarina, até esfriar.
2. Faça coagem dupla para um copo baixo com cubos de gelo ou um gelo grande cúbico ou esférico.
3. Decore com a casquinha de limão.

Black russian

Este drinque de origem belga, datado dos anos 1940, também é de uma simplicidade absurda, mas entrega muito sabor.

Ingredientes
60 ml de vodca
30 ml de licor de café
Guarnição: cereja em conserva e rodela de limão

Modo de preparo
1. No copo de misturas com gelo, mexa a vodca e o licor de café com ajuda de uma colher bailarina, até esfriar.
2. Coe para um copo baixo com cubos de gelo ou um gelo grande cúbico ou redondo.
3. Decore com a rodela de limão e a cereja espetadas em um palito.

Cynar spritz

Spritz não é só Aperol. Pode levar amaros, como Campari, Lucano, Averna, além de vermutes e bebidas aromáticas, como St. Raphael e Lillet. Aqui, o escolhido é o Cynar, redescoberto há alguns anos pela coquetelaria brasileira.

Ingredientes
100 ml de Cynar
150 ml de espumante brut (seco)
Água com gás para completar
Guarnição: fatia de laranja

Modo de preparo
1. Numa taça de vinho branco ou de gim tônica, coloque muito gelo e despeje o Cynar.
2. Despeje lentamente o espumante e, em seguida, complete com água com gás.
3. Mexa suavemente o coquetel, para mesclar as bebidas.
4. Decore com a fatia de laranja.

Dark 'n' stormy

Um drinque básico e muito resfrescante com rum, nascido nos Estados Unidos após a Primeira Guerra Mundial.

Ingredientes
50 ml de rum envelhecido
20 ml de suco de limão-taiti
10 ml de xarope de açúcar simples (receita no final da reportagem)
100 ml de ginger beer
2 lances de Angostura (opcionais)
Guarnição: gomo de limão

Modo de preparo
1. Bata o rum, o suco de limão e o xarope numa coqueteleira com gelo, até esfriar.
2. Faça coagem dupla (com ajuda de uma peneirinha) para um copo alto com bastante gelo.
3. Complete com a ginger beer e adicione dois lances de Angostura.
4. Decore com o gomo de limão.

Gin buck

Simples, gostoso e refrescante, o Gin Buck nada mais é do que uma limonada, só que muito mais divertida do que a original.

Ingredientes
60 ml de gim
15 ml de suco de limão-siciliano
Ginger ale para completar
Guarnição: fatia ou casca de limão

Modo de preparo
1. Num copo alto com bastante gelo, coloque o gim e o limão.
2. Complete o coquetel com ginger ale, mexendo suavemente com ajuda de uma colher bailarina.
3. Decore com a casca ou a fatia de limão.

Godfather

Dizem que era um dos coquetéis preferidos de Marlon Brando. O que interessa é que ele é redondo, potente e fácil de preparar.

Ingredientes
60 ml de uísque escocês (de preferência, do tipo defumado)
20 ml de licor Amaretto
Guarnição: casca de laranja-baía

Modo de preparo
1. No copo de misturas com gelo, mexa o uísque e o Amaretto com ajuda de uma colher bailarina, até esfriar.
2. Coe para um copo baixo com cubos de gelo ou um gelo grande cúbico ou esférico.
3. Torça a casca de laranja sobre o coquetel, para que libere seus óleos essenciais. Decore o coquetel com a casquinha.

drinque manhattan Manhattan: bourbon, vermute e Angostura. Se não tiver cereja para a guarnição, uma casquinha de cítrico resolve. Foto The Washington Post/Getty Images

Manhattan

Potente, denso e sedoso, o coquetel com a cara de Nova York é um dos mais clássicos e fáceis de fazer.

Ingredientes
50 ml de bourbon ou rye whiskey (uísque de centeio)
30 ml de vermute tinto doce
2 lances de Angostura
Guarnição: cereja em conserva

Modo de preparo
1. No copo de misturas com gelo, mexa o bourbon, o vermute e a Angostura com ajuda da colher bailarina, até esfriar.
2. Coe para uma taça coupe ou martini previamente resfriada.
3. Decore com a cerejinha.

XAROPES FÁCEIS E RÁPIDOS

Usar xaropes é a forma mais prática de adoçar coquetéis. Evita que os grãos de açúcar se depositem no fundo do copo (o que acaba com o charme do drinque) ou que você sinta sua textura na boca (o que também não é lá muito chique). São muito fáceis de fazer e duram até um mês na geladeira.

Xarope de açúcar simples: misture uma parte de açúcar para uma parte de água numa panela, leve ao fogo médio e mexa até que o açúcar dissolva totalmente. Deixe esfriar, coe e guarde na geladeira.
- xarope de mel – a mesma técnica acima, só que com uma parte de mel e uma parte de água.
- xarope de gengibre – misture uma xícara do xarope simples a uma xícara de gengibre fresco descascado e picado. Bata no liquidificador ou no mixer e coe com uma peneira fina.




Seco, doce, espumante, com frutas… Tem hidromel para todos os gostos. Conheça essa milenar bebida fermentada que ganha cada vez mais espaço no Brasil.

Tenha acesso a conteúdos exclusivos
ASSINE A ELLE