Cadastre-se em nossa newsletter para ler este e outros artigos.

Doses semanais de moda, beleza, cultura e lifestyle, além, é claro, de todas os lançamentos da ELLE!
Inscreva-se gratuitamente.

  • ASSINE NOSSA NEWSLETTER
  • O melhor da ELLE direto no seu inbox! Inscreva-se gratuitamente.
  • INSCREVA-SE AQUI
PUBLICIDADE

CONTEÚDO APRESENTADO POR C6 BANK

Com 12 cores de cartão disponíveis e nome personalizado, o C6 Bank permite que os clientes tenham um cartão que represente seu estilo de vida, do preto minimalista Carbon Mastercard Black ao rosa-choque Bubblegum e até mesmo o Rainbow (um furta-cor que celebra o orgulho LGBTQIA+ e as iniciativas do banco em prol da diversidade).

Agora, mais uma opção vem para somar esse leque de variedades. O C6 Bank apresenta o cartão Acqua que simboliza o compromisso com a sustentabilidade e com o meio ambiente. Mais de 80% da sua composição é de PLA, um termoplástico produzido a partir do amido de milho, que dispensa o uso de plástico tradicional, feito a partir de petróleo.

O plástico derivado do petróleo, se não reciclado, demora mais de 400 anos para se decompor na natureza. O Acqua, por sua vez, leva de seis meses a dois anos para completar sua decomposição em condições próprias de compostagem. O cartão só não tem PLA em toda sua composição por conta da presença de chip, tarja magnética e outros componentes menores.

O lançamento marca os esforços do banco em contribuir com a saúde do planeta por meio de iniciativas firmadas em diversas frentes. O C6 Bank está comprometido, por exemplo, com o plantio de 25 mil árvores até 2022. Essa é uma meta individual do banco, mas integra uma iniciativa maior, por meio da Coalizão Planeta Priceless, que une esforços de diversos setores para combater os efeitos das mudanças climáticas. A meta da Coalizão é plantar 100 milhões de árvores no mundo em cinco anos. No Brasil, serão reflorestadas áreas da Bacia e Floresta Amazônica, além da Mata Atlântica, com 2 milhões de árvores nativas, que ajudarão a preservar e restaurar os ciclos de água locais e regionais.

PUBLICIDADE

Além disso, os clientes do C6 Bank podem comprar créditos de carbono com pontos Átomos, de forma simples e em poucos cliques, diretamente no aplicativo. Basta acessar a C6 Store, procurar a categoria “Crédito de Carbono” e escolher a quantidade de créditos que deseja compensar. Cada unidade de crédito de carbono oferecida na C6 Store equivale a uma tonelada de carbono que deixa de ser liberada na atmosfera. Esses recursos viram incentivo financeiro para projetos de desenvolvimento sustentável e proteção da floresta Amazônica.

É possível também doar pontos Átomos, por meio da C6 Store, a uma instituição de preservação ambiental — o Instituto Terra, fundado pelo casal Lélia Wanick e Sebastião Salgado. A organização civil sem fins lucrativos trabalha pela restauração do ecossistema da mata atlântica, além de promover educação ambiental e desenvolvimento rural sustentável no seu entorno.

PUBLICIDADE

“O lançamento do Acqua é parte de um projeto muito maior que começou a ser traçado já na criação do C6 Bank”, diz Alexandra Pain, head de marketing e impacto social do banco. “Entendemos que é dever de toda empresa e de toda a sociedade zelar pela vida do planeta e garantir o futuro das próximas gerações por meio de iniciativas que incentivem mudanças de hábitos, mas também que contribuam de forma prática com a preservação da biodiversidade.”

Embora o banco não seja uma empresa de capital aberto, a transparência é um dos princípios da organização, que frequentemente compartilha suas atividades em relatórios oficiais. Nesses três anos de existência, essas movimentações sustentáveis foram feitas com base em critérios ambientais, sociais e de governança, a chamada "tríplice de responsabilidades" que compõem a sigla ESG (Environmental, Social and Corporate Governance).

Não à toa, o C6 Bank faz parte da rede brasileira do Pacto Global, se comprometendo a seguir princípios da Agenda 2030. Estabelecida pela Organização das Nações Unidas na virada do milênio, a Agenda 2030 prevê que empresas privadas garantam princípios nas áreas de direitos humanos e meio ambiente na próxima década.

Desde a sua criação, o banco já nasceu com menor impacto ambiental, pois sua matriz possui a certificação LEED (Leadership in Energy & Environmental Design), um dos mais importantes selos de arquitetura sustentável do mundo. Além disso, por ser 100% digital, emite cerca de 20 vezes menos gases de efeito estufa do que o modelo tradicional, do tipo que tem agência física.

Apesar disso, desde 2020, a organização compensa as suas emissões de carbono. O banco já compensou 475 toneladas de CO2 por meio da compra de créditos de carbono gerados pelo projeto Fortaleza Ituxi, localizada no Sul da Amazônia. Já neste ano, o C6 Bank se tornou o primeiro banco digital a se associar ao Instituto Ethos, organização sem fins lucrativos que tem como missão mobilizar, sensibilizar e apoiar as empresas na gestão responsável dos negócios. Esses são exemplos de uma cultura interna que é usada como convite para os clientes entrarem de cabeça na ideia de um mundo melhor.

Tenha acesso a conteúdos exclusivos
ASSINE A ELLE

A ELLE Brasil utiliza cookies próprios e de terceiros com fins analíticos e para personalizar o conteúdo do site e anúncios. Ao continuar a navegação no nosso site você aceita a coleta de cookies, nos termos da nossa Política de Privacidade.

Assine nossa newsletter

Doses Semanais de moda, beleza, cultura e lifestyle, além, é claro, de todas as novidades e lançamentos da ELLE no seu inbox.
Increva-se gratuitamente.