PUBLICIDADE

Que drinque você mais pede ou gosta de fazer em casa? Já parou pra pensar? É diferentão, cheio de mixologias complicadas? Ou é um coquetel que todo mundo já viu em tudo quanto é canto? Não se preocupe com a possível falta de originalidade dos seus pedidos nos bares e deliveries. Há uma régua precisa da popularidade dos coquetéis mundo afora e ela pode medir suas preferências também.

Anualmente, a Drinks International faz a lista dos 50 coquetéis mais pedidos em 100 bares do mundo. Entre os mais queridos, todos clássicos, alguns existem há mais de uma centena de anos e não há muita expectativa de que a preferência por eles mude. "Mesmo quando criamos um novo drinque, é inevitável olhar para a história da coquetelaria, porque tudo já foi feito", diz Noel Medeiros, bartender da equipe do Caledonia Whisky & Co., de São Paulo. Por outro lado, sempre é possível subverter a receita de um clássico mudando a proporção dos ingredientes. Um sour como o Daiquiri pode ficar mais azedo, se este é seu desejo. O Negroni pode vir mais doce e redondinho se você forçar a queda do vermute e retrair a oferta de bitter. É o que se chama de twist em coquetelaria, aquele toque que o bartender dá para trazer personalidade à receita. Todos os grandes clássicos, enfim, já têm suas dezenas de variantes.

PUBLICIDADE

Algumas dessas mudanças, no entanto, chegam a reestruturar o coquetel, com a adição ou a substituição de ingredientes, o que obriga o profissional de balcão a alterar o nome do drinque. Já deve ter acontecido com você aquele momento "não era bem isso o que eu havia pedido" na mesa do restaurante ou do bar. "É importante alertar o consumidor de que aquele já não é mais o clássico que ele esperava. Um Mojito com um toque de manjericão pode ser muito gostoso, mas não é igual ao tradicional, feito apenas com hortelã", diz Noel.

A seguir, ele nos ensina a receita tradicional dos dez coquetéis mais pedidos em 2020 (sim, alguém pediu um coquetel em algum dia do ano passado). Se você tem algum problema em navegar na onda do senso comum (o que é perfeitamente compreensível, ele já nos levou a várias tragédias), Noel também nos mostra como modificar as receitas originais, com twists criados por ele e por colegas de trabalho.

10. Mojito

Foto: Gustavo de Camargo / Unsplash

O clássico cubano, refrescante e aromático, é sempre boa pedida no calor. O equilíbrio entre dulçor e acidez é seu principal segredo.

Ingredientes

60 ml de rum branco
10 a 12 folhas frescas de hortelã
15 ml de suco de limão-taiti
10 ml de xarope simples de açúcar
Club soda ou água com gás para completar

Guarnição
Ramo de hortelã e/ou gomo de limão

Modo de preparo

1. Macere suavemente as folhas de hortelã no fundo de um copo alto com o açúcar (nunca macere com força. Massacrada, a hortelã pode desprender amargor).

2. Adicione o rum e o suco de limão.

3. Coloque gelo (moído, de preferência) até metade do copo. Mexa.

4. Coloque gelo até o alto do copo e complete com a água com gás.

5. Decore com o raminho de hortelã.

TWIST: FEITIÇO BASILICO

Com uma dose pronunciada de limão, a presença do agave e do manjericão, esta recriação do Mojito tem ainda mais aroma e sabor.

Ingredientes

60 ml de rum branco
25 ml de suco de limão-taiti
10 ml de xarope de agave
10 folhas de hortelã
3 folhas de manjericão italiano (o de folhas grandonas)
Club soda ou água com gás para completar

Guarnição
Ramo de hortelã, folha grande de manjericão ou ramo de poejo

Modo de preparo

Idêntico ao tradicional.

9. Aperol Spritz

Foto: Julia Solonina / Unsplash

Ingredientes

60 ml de Aperol
90 ml de Prosecco (ou outro tipo de espumante seco)
30 ml de água com gás

Guarnição
Fatia ou gomo de laranja

Modo de preparo

1. Coloque o Aperol numa taça de vinho branco com gelo.

2. Adicione o Prosecco e finalize com 30 ml de água com gás.
3. Mexa suavemente com uma colher bailarina.
4. Decore com a fatia ou gomo de laranja.

TWIST: PLOT TWIST SPRITZ

As uvas espanholas Macabeo, Parellada e Xarel-lo – usadas na elaboração dos cavas – e a presença do licor mudam tudo no nariz e na boca do spritz.

Ingredientes

45 ml de Aperol
15 ml de licor de flor de sabugueiro (Saint Germain)
100 ml de cava (espumante espanhol)

Modo de preparo

1. Despeje primeiro o Aperol e o licor na taça com gelo e mexa, para depois completar com o cava.

Dica: "A Times uma vez elegeu o pior coquetel do mundo e ganhou o Aperol Spritz", conta Noel. "Mas você pode dar uma segunda chance a ele substituindo o espumante vagabundo por um da melhor qualidade, como o cava Don Roman, que gosto de usar. Todos os coquetéis merecem o benefício da dúvida".

8. Manhattan

Foto: Emily Andreeva

Bourbon, vermute doce e bitters formam uma das receitas mais reconhecíveis nos bares de coquetelaria clássica do planeta.

Ingredientes

50 ml de bourbon ou rye whiskey (uísque de centeio)
30 ml de vermute tinto doce
2 lances de Angostura

Guarnição
Cereja em conserva

Modo de preparo

1. No copo de misturas com gelo, mexa o bourbon, o vermute e a Angostura com ajuda da colher bailarina, até esfriar.

2. Coe para uma taça coupe ou martíni previamente resfriada.

3. Decore com a cerejinha.

TWIST: ORANGE PINCH MANHATTAN

O licor triple sec dá a pitada de laranja inesperada nesta variação do Perfect Manhattan, que mistura vermutes seco e doce.

Ingredientes

45 ml de bourbon
20 ml de vermute tinto doce
20 ml de vermute branco seco
15 ml de licor de laranja triple sec (tipo Cointreau ou Grand Marnier)

Guarnição
Zest largo de laranja-bahia

Modo de preparo

Idêntico ao original.

​7. Whiskey sour

Foto: Edward Howell / Unsplash

É muito chique pedir um Whiskey Sour, drinque que anda meio esquecido no Brasil, mas continua fazendo grande sucesso nas barras do mundo.

Ingredientes

60 ml de bourbon
25 ml de suco fresco de limão-siciliano
30 ml de xarope simples de açúcar
15 ml de clara de ovo
3 lances de bitter Angostura

Guarnição
Rodela de limão e uma cerejinha presos por um palito

Modo de preparo

1. Bata vigorosamente todos os ingredientes na coqueteleira com bastante gelo, até esfriar.

2. Coe para um copo baixo com gelo.

3. Decore com a rodela de limão e a cerejinha.

TWIST: BELZEBUB

Variação de Whiskey Sour que leva mezcal, difícil de achar no Brasil. Mas funciona perfeitamente com um toque de single malt escocês defumado.

Ingredientes

45 ml de bourbon
14 ml de Islay single malt
15 ml de Amaro (Lucano ou Averna)
10 ml de xarope de orgeat (xarope de amêndoas)
30 ml de suco de limão-siciliano

Guarnição

Casca larga de limão-siciliano

Modo de preparo

Idêntico ao original. Sirva no copo baixo com gelo ou na taça coupe previamente resfriada.

6. Espresso martini

Foto: Sebastian Coman / Unsplash

Este clássico com café é uma maneira elegante de dar um up na disposição ou terminar uma refeição, acompanhando a sobremesa.

Ingredientes

45 ml de vodca
30 ml de café espresso fresco
20 ml de licor de café
1 pitada de sal (opcional)

Guarnição
3 grãos de café

Modo de preparo
1. Bata vigorosamente todos os ingredientes na coqueteleira com gelo, até resfriar.
2. Coe para uma taça martíni previamente resfriada.
3. Decore com os grãos de café sobre a espuma do coquetel.

TWIST: ALMOST TWIX

Em sua reinvenção divertida do Espresso Martini, Noel Medeiros aproxima-se do sabor da barrinha de chocolate com caramelo.

Ingredientes

45 ml de vodca sabor baunilha
30 ml de café espresso fresco
10 ml de calda de caramelo salgada (feita em casa ou comprada pronta em formato de xarope)

Guarnição
3 grãos de café

Modo de preparo

Idêntico ao original.

5. Margarita

Foto: Deejay Sanks Sa / Unsplash

De origem mexicana ou americana – historiadores até hoje brigam por isso –, a Margarita é um simbólico coquetel da família sour.

Ingredientes
60 ml de tequila branca
30 ml de suco de limão
15 ml de licor de laranja triple sec

Guarnição

Rodela de limão para decorar e sal na borda da taça (opcional)

Modo de preparo

1. Bata todos os ingredientes vigorosamente na coqueteleira com gelo, até resfriar.

2. Faça coagem dupla para uma taça coupe ou taça margarita previamente gelada (há quem prefira servir a Margarita no copo baixo com gelo).

3. Decore com a rodela de limão.

4. Se quiser sal na borda, prepare a taça previamente. Umedeça sua borda com um limão cortado ao meio e emborque-a num pratinho com sal, girando até grudar suficientemente.

TWIST: FUSION MARGARITA

Um upgrade do bartender Rodolfo Bob para a Margarita, mais encorpado e com leves notas defumadas vindas do lapsang souchong.

Ingredientes

60 ml de tequila branca
20 ml de licor de laranja triple sec
30 ml de suco de limão-taiti
10 ml de xarope de bordo (maple syrup)
1 colher (de bar) de lapsang souchoung (chá preto chinês defumado)

Guarnição
Raminho de manjericão e flor de sal na borda

Modo de preparo
Idêntico ao original. Se preferir, use um pouco de xarope de maple para fixar a flor de sal na borda da taça.

4. Dry martini

Foto: Stanislav Ivanitskiy / Unsplash

Há uma infinidade de proporções e definições do que seria um Dry Martini perfeito. Aqui, damos uma versão bem seca.

Ingredientes

75 ml de gin seco (estilo London dry)
15 ml de vermute branco seco

Guarnição
1 azeitona ou zest (casquinha pequena) de limão.

Modo de preparo

1. Coloque o gim e o vermute num copo de misturas com gelo e mexa, com ajuda de uma colher de bar, até resfriar.

2. Coe para uma taça martíni previamente resfriada.

3. Decore com 1 ou 2 azeitonas espetadas num palito. Ou com a casquinha de limão.

Dica: O Martini é seu e você bebe do jeito que acha mais gostoso. Para conseguir um drinque menos seco, vá aumentando a quantidade de vermute e diminuindo a de gim. Ou vice-versa.

TWIST: HYOTAN MARTINI

Batido, em vez de mexido, este Dry Martini batido traz o aroma herbáceo e o final sutilmente picante e mentolado vindo das folhas de shissô.

Ingredientes

75 ml de gim seco
15 ml de vermute branco seco
2 folhas de shissô

Guarnição
Zest de limão

Modo de preparo
1. Quebre as folhas de shissô e jogue-as no fundo da coqueteleira.

2. Coloque o gim, o vermute, o gelo e bata vigorosamente até resfriar.

3. Faça coagem dupla para uma taça martíni previamente gelada.

4. Decore com o zest de limão.

3. Daiquiri

Foto: Alexa Soh / Unsplash

Outro exemplo clássico de sour, o Daiquiri é simples de fazer e funciona muito bem como aperitivo, abrindo o apetite para a refeição.

Ingredientes
60 ml de rum branco
30 ml de suco de limão
10 ml de xarope simples de açúcar

Guarnição
Rodela de limão

Modo de preparo
1. Coloque todos os ingredientes numa coqueteleira com gelo e bata vigorosamente até resfriar.

2. Faça coagem dupla para uma taça coupe previamente resfriada.

3. Decore com a rodela de limão encaixada na borda da taça.

TWIST: FÉCAMP DAIQUIRI

Uma leve mudança – o açúcar trocado por um licor bem herbal – traz mais complexidade ao drinque e transforma seu perfil aromático.

Ingredientes
60 ml de rum branco
30 ml de suco de limão-taiti
10 ml de licor Bénédictine D.O.M.

Guarnição
Limão desidratado com açúcar e especiarias

Modo de preparo

Idêntico ao original.

2. Negroni

Foto: Sebastian Coman / Unsplash

A alquimia italiana de três partes iguais de gim, vermute e Campari continua em alta no mundo inteiro – e assim deve permanecer.

Ingredientes
30 ml de gim
30 ml de vermute tinto doce
30 ml de Campari (ou bitter vermelho similar)

Guarnição
Zest largo de laranja-bahia

Modo de preparo
1. Coloque todos os ingredientes no copo de mistura com gelo e mexa, com ajuda da colher de bar, até esfriar.

2. Coe para um copo baixo com gelo grande (cúbico ou esférico).

3. Torça a casca de laranja-bahia sobre o drinque, para que ela libere seus óleos e aromas. Decore o coquetel com ela.

TWIST: CAFFÈ CASONI

Um twist e tanto, que mexe bem na proporção do drinque e introduz uma boa dose de café, para perfumar o ar e acelerar o corpo.

Ingredientes

50 ml de gim
10 ml de Campari
10 ml de vermute tinto doce
30 ml de café com extração cold brew
5 ml de xarope de bordo (maple syrup)

Guarnição
3 grãos de café maçaricados sobre o coquetel ou zest de laranja-bahia.

Modo de preparo

Idêntico ao original.

1. Old Fashioned

Foto: Cottonbro / Pexels

O mais pedido. O mais querido. O mais clássico. O Old Fashioned é uma técnica de coquetelaria que é a própria definição do que é coquetel.

Ingredientes

60 ml de bourbon
1 cubo de açúcar (ou 10 ml de xarope simples)
5 a 10 ml de água
2 ou 3 lances de Angostura bitters

Guarnição
Casca de laranja ou cerejinha em conserva (ou as duas juntas)

Modo de preparo

1. No copo de misturas, hidrate o cubo de açúcar com os lances de Angostura e a água.

2. Macere a pedra de açúcar com a colher de bar até ela dissolver completamente (formando uma papinha).

3. Adicione bourbon e gelo, mexa com a colher de bar até esfriar.

4. Coe para um copo baixo com gelo grande e decore com sua guarnição de preferência.

Dica: Mais do que uma receita, o Old Fahioned é uma técnica que pode ser replicada com vários destilados, especialmente os amadeirados: rum, cachaça, scotch, uísque de centeio, tequila. O elemento de dulçor também pode ser alterado: experimente usar a caldinha das cerejas em conserva no lugar do açúcar.

TWIST: OLD FASHIONED ANACRÔNICO

Uma versão com o borogodó perfumado e adocicado do maple e mais uma pitada de especiarias vindas do rum bem temperado.

Ingredientes
60 ml de bourbon
5 ml de rum com especiarias
5 ml de xarope de bordo (maple syrup)
2 dashes de Angostura

Guarnições

1 cereja ao maraschino e uma casca pequena de laranja-bahia

Modo de preparo

1. Mexa todos os ingredientes no copo de misturas com gelo e coe para o copo baixo com gelo grande. Decore com as guarnições.

Dicas: Noel recomenda o uso de um bourbon com maior teor de centeio na fórmula, como o Bulleit. O rum com especiarias é comprado pronto. Há marcas como Kraken, Sailor Jerry e San Basile Spiced Rhum. Fazer o Old Fashioned logo de uma vez só com o rum especiado também é boa pedida.

E a lista continua

Para quem quiser matar a curiosidade, segue o restante da lista de coquetéis mais pedidos do mundo, segundo a Drinks International:

11. Bloody Mary
12. Gimlet
13. Moscow Mule
14. Penicillin
15. Dark 'n' Stormy
16. Corpse Reviver
17. Clover Club
18. Boulevardier
19. Mai Tai
20. Sazerac
21. French 75
22. Paloma
23. Pisco Sour
24. Vieux Carré
25. Americano
26. Amaretto Sour
27. Rum Old Fashioned
28. Gin Fizz
29. Bramble
30. Brandy Crusta
31. Bellini
32. Piña Colada
33. Pornstar Martini
34. Sidecar
35. Aviation
36. Irish Coffee
37. Last Word
38. Tommy's Margarita
39. Bamboo
40. Tom Collins
41. Caipirinha
42. Vodka Martini
43. Hanky Panky
44. Zombie
45. Cosmopolitan
46. El Diablo
47. White Lady
48. Gin Gin Mule
49. Long Island Iced Tea50. Jungle Bird


Quer liberar a estrela da coquetelaria que existe em você? Siga essas dicas e transforme sua casa no melhor bar da cidade.

PUBLICIDADE


O Aperol Spritz, enfim, sumirá do mapa? A vodca vai voltar? E o gim, continua com força total? Veja quais as apostas dos bartenders para este ano.


Tenha acesso a conteúdos exclusivos
ASSINE A ELLE