Cadastre-se em nossa newsletter para ler este e outros artigos.

Doses semanais de moda, beleza, cultura e lifestyle, além, é claro, de todas os lançamentos da ELLE!
Inscreva-se gratuitamente.

  • ASSINE NOSSA NEWSLETTER
  • O melhor da ELLE direto no seu inbox! Inscreva-se gratuitamente.
  • INSCREVA-SE AQUI
PUBLICIDADE

Ok, a gente sabe: o ideal é não deixar juntar bagunça, conservar é melhor do que consertar e evitar o acúmulo só facilita a vida. Mas na correria do dia a dia (principalmente na loucura da pandemia no ano de 2020) nem sempre dá para seguir esses sábios conselhos. E o jeito é aproveitar as folgas de final de ano para dar aquela geral em tudo – e incluir "manter a casa ordem" entre as promessas da virada e nos rituais pro ano novo.

Não sabe nem por onde começar? A gente ajuda: conversamos com as personal organizers Claudia Pilli e Carol Rosa para levantar dicas gerais e orientações cômodo a cômodo. Coloque sua playlist para tocar enquanto faz a arrumação e entre em 2021 sem gastar tempo procurando a chave perdida.

Dicas gerais

O início
O primeiro passo é identificar qual é o cômodo ou local da casa que mais está causando incômodo e atrapalhando a sua rotina. Comece a arrumação por aquele lugar em que você não encontra nada com facilidade e faz você perder mais tempo no dia a dia. Em seguida, vá para os cômodos e espaços mais próximos, mantendo uma sequência organizada, para não perder o foco.

Vá por partes
Organização requer planejamento e tempo, mas você não precisa fazer tudo de uma vez. Uma tática é dividir a arrumação em pequenas partes. Dessa forma, o sucesso das pequenas conquistas irá servir de estímulo para o restante da casa. Assim, como diz Carol Rosa, você também evita aquela cena clássica de espalhar tudo, olhar para o caos e acabar desistindo.

PUBLICIDADE

Desapego já
O descarte é um ponto-chave na organização, avisa Claudia Pilli. Não perca tempo organizando aquilo que já não serve mais, a chamada "tralha".

Desembale
A embalagem original de itens como roupas, sapatos e lençóis tem a função de proteger as peças durante o transporte. Depois disso, só vão tomar espaço no armário. "Dentro de casa, a peça precisa de ventilação, principalmente, porque você não sabe quanto tempo ficará guardada. E aí há uma tendência de acúmulo de umidade e de mofo", explica Carol Rosa.

Setorize e identifique
Classificação e a setorização são etapas importantes. Caixas transparentes são mais práticas, porque permitem visualizar o conteúdo. Etiquetas são um reforço extra, em especial quando as caixas não têm transparência ou quando desejamos fixar o local de armazenamento de um determinado item. Mas, atenção: é preciso ter critério no uso dessas caixas, cestas e aramados, alerta Claudia Pilli. "Esses objetos podem auxiliar, mas também podem mais atrapalhar do que ajudar. Tudo dependerá do conteúdo e do espaço de armazenamento disponível e do efeito que se busca."

PUBLICIDADE

Unidos pela manutenção
Não há organização que dure sem manutenção. E ela tem que ser diária. "Tirou alguma coisa do lugar? Coloque de volta. "É muito mais fácil devolver depois de usar. A pessoa vai levar alguns segundos, poucos minutos, no máximo. Se deixar acumular, a tendência é que a desordem volte", alerta Carol Rosa. Claudia Pilli também destaca que é primordial evitar a palavra "depois". Quanto menos se adiar as obrigações, mais organizado será o local. E se você não mora sozinho, não tem por que se sobrecarregar: a responsabilidade é de todos da casa.

Cada casa é um caso
As dicas acima e as que vêm a seguir são um bom roteiro, mas é importante lembrar que não há uma fórmula única. A organização é algo pessoal varia de acordo com a necessidade de cada pessoa/família. "Sempre levanto a bandeira de que o que realmente vai funcionar é o que vai facilitar a vida de uma pessoas específica e otimizar seu tempo", destaca Carol Rosa.

A organização cômodo a cômodo

Comece por aquele em que você a desordem faz você perder mais tempo e siga as dicas de Carol Rosa e Claudia Pilli.

Cozinha

- A organização na cozinha não só economiza tempo no preparo das refeições como também ajuda a poupar dinheiro: você evita compras desnecessárias e o desperdício de alimentos.

- Armazene os itens próximo ao local de uso e de acordo com sua função. Por exemplo: o coador de papel deve ficar próximo ao suporte para o coador ou próximo ao pó de café. Jogos americanos ficam guardados perto da mesa. Utensílios usados frequentemente no preparo dos alimentos, como colheres e espátulas, podem ficar em um pote perto do fogão.

- Cheque sempre o prazo de validade dos alimentos. Deixe mais à frente aqueles itens com prazo próximo do vencimento.

- Tente manter um estoque enxuto: o mínimo necessário, de acordo com o uso da família.

- Separe itens abertos e em uso, dos fechados, em estoque. Potes transparentes com fechamento hermético, quadrados ou retangulares, são ótimos para armazenar ingredientes. Visualizando o conteúdo, fazer a lista de compras fica mais fácil e você evita desperdícios.

- Separe os ingredientes em "famílias". Por exemplo: grãos, massas, óleos condimentos etc.

Quarto/guarda-roupa

- Aqui pode ser o lugar mais duro para exercitar o desapego, mas também é onde ele é mais essencial. Guardar aquelas peças que você não usa há dois anos só vai atravancar seu armário e atrapalhar a visão do que você realmente gosta de usar hoje.

- Uma simples padronização de cabides poupa espaço e dá outra cara ao guarda-roupa. Divisórias de gaveta no estilo colmeia são ótimas para separar roupas íntimas.

- Crie critérios de setorização que façam sentido para você: por exemplo, roupas de inverno e de verão, roupas para ginástica, roupas para balada. Dentro dessas separações, você pode criar outras subdivisões, como separar por cores, por exemplo.

- Deixe na altura dos olhos itens de uso constante.

- Quer evitar perder horas tentando resolver o emaranhado de colares? Cabides com ganchinhos para pendurar os cordões ajudam muito.

Sala

- Por ser um lugar de chegada, é comum ser o local do "depois eu guardo". Evite isso! Casaco, bolsa e outros itens devem ir logo para seus devidos lugares.

- Item de decoração é uma coisa. Objeto que está na sala por não ter local definido é outra. Saiba a diferença e arrume um lugar para quem não faz parte do décor.

- Medida simples que pouca minutos precisos: estabeleça uma caixinha ou outro lugar fixo para guardar itens como controle remoto, carteira e chaves.

Banheiro

- Esse não é um bom lugar para armazenar produtos. Deixe lá apenas o estritamente necessário.

- Evite armazenar itens como perfumes e maquigem, para que não tenham sua fórmula alterada devido à variação da temperatura e a umidade.

- Dentro dos armários, use cestas organizadoras para separar as categorias como rosto, corpo, cabelo etc.

Lavanderia

- Deixe um kit pronto com os produtos abertos e só pegue outro no estoque quando acabar o que está em uso.

- Separar os produtos por uso, como limpeza, roupas e outros de uso esporádico.

- Se o espaço permitir, tenha dois itens de cada produto como estoque.

- Eleja uma cor ou modelo para panos de limpeza de banheiro, para evitar que sejam usados em outros cômodos da casa.





Tenha acesso a conteúdos exclusivos
ASSINE A ELLE