Colunistas

A vibe astrológica de 2021

Madama Brona faz um resumo com as previsões para 2021, um ano que será marcado pela conjunção de Júpiter e Saturno no signo de Aquário.

Os horóscopos da Madama Brona estão de volta
PUBLICIDADE

2020 foi um ano muito estudado pelos astrólogos, principalmente porque tivemos a conjunção de Júpiter e Saturno em Capricórnio, e a astrologia acompanha essas conjunções de Júpiter e Saturno pelo menos desde o século 11. Esses dois planetas são sociais, lentos e se relacionam com aspectos culturais, como poder, política, cultura, sistemas de crenças, religiões e organização da sociedade. Veja o horóscopo de abril para todos os signos 2021.

Saturno é um planeta mais restritivo, o que tem bastante a ver com esse momento de pandemia, principalmente para nós que vivenciamos ele de uma perspectiva brasileira. Por ser gradual e muito lento, Saturno dá aviso prévio, pede planejamento e uma ação de proteção prévia. Ele vem devagar, anunciando que coisas ruins (ou pelo menos coisas difíceis) podem acontecer. Ele também traz testes, obstáculos, desafios e enigmas porque representa o abrir e fechar de portas. Por isso, acompanhar os movimentos de Saturno na astrologia é importante a nível coletivo.

Já na nossa vida, temos o famoso retorno de Saturno, que acontece a cada 29 anos. Saturno também é um planeta que está muito ligado aos processos de envelhecimento, a rituais de passagem, a passagem para a vida adulta, para a velhice e ao que estamos construindo nessa vida. 2020 foi extraespecial porque, além de termos um Saturno fortalecido no signo que ele rege, que é Capricórnio, em conjunção com Júpiter, finalizamos um ciclo mais amplo ainda. Isso significa que, a cada 20 anos, Júpiter e Saturno, que são dois planetas de movimento lento, se encontram numa conjunção no mesmo signo, e esse é um momento de semear muitas coisas. Para além desse ciclo de 20 anos, a cada 200 anos, Júpiter e Saturno se encontram em signos do mesmo elemento e, em 2020, finalizamos um ciclo de 200 anos, iniciando um novo ciclo que só vai terminar daqui 200 anos, ou seja, é um momento marcante e um momento de transição. Estamos passando por um ritual de passagem coletivamente e isso não é fofinho.

PUBLICIDADE

Não dá para confundir com "nova era", Era de Aquário, isso não tem embasamento na astrologia. Na verdade, as eras astrológicas são um assunto bem discutido na astrologia e que não tem consenso. Mas estamos sim entrando em um ciclo de ar, que coincide com a conjunção de Júpiter e Saturno no signo de Aquário.

A astrologia trabalha com um tempo cíclico, que não é linear, então, não dá para dizer que estejamos evoluindo, melhorando ou progredindo porque essa ideia é linear, é como se em um ponto fosse pior e em outro melhor. Mas não tem como dizer o que é o melhor, o pior ou o mais evoluído porque a astrologia fala de um movimento que vem para dentro e para fora.

PUBLICIDADE

Essa conjunção de Júpiter e Saturno em Aquário é importante porque nos próximos 200 anos esses planetas vão se encontrar em signos do elemento ar. Então, recapitulando, temos essa virada em 2020, que sai do elemento terra e vai para o elemento ar.

O elemento terra fala muito da materialização, do consumismo, do individualismo, do fetiche, do produto e da coisa palpável. Já o elemento ar é muito mais imaterial, ele foca no conhecimento, na informação, no compartilhamento de dados, tem muito a ver com internet, redes sociais.

Aquário é um signo do elemento ar, mas o simbolismo dele tem muito a ver com a água, que nos remete à ideia de fluxo e de distribuição. O símbolo de Aquário, desde a Babilônia, é representado por um gigante que é maior do que as montanhas com um aguadeiro, que faz chover e distribuir a água, fazendo as inundações, as tempestades. Aquário é um signo muito ligado às ventanias, às tempestades, às chuvas e a tudo que distribui, e a internet tem a ver também com isso da distribuição e de ter a pretensão de digitalizar e colocar nela tudo o que existe no mundo (então, precisa existir um cuidado das pretensões mais autoritárias e de totalização). Aquário se fecha muito em uma bolha e costuma tomar a sua vivência ou a do seu grupo como uma vivência universal, e isso pode ser um problema intensificado. Todas essas questões de dados, compartilhamento de dados, segurança ou a treta com algoritmo, com as redes sociais, com vigilância digital vão ficar muito mais fortes para o bem e para o mal.

"Todas essas questões de dados, segurança, a treta com algoritmo, com as redes sociais, com vigilância digital vão ficar muito mais fortes para o bem e para o mal."

Aquário vai falar do desenvolvimento da tecnologia, de pensarmos em coisas futuristas e tanto Júpiter quanto Saturno estarão abrindo portas, consolidando algumas coisas, dando uma base e ampliando. Júpiter é muito conectado com a espiritualidade, com o significado, com um propósito, com as crenças, com a ética, com o que a gente acha que é o certo, o bom, o desejável, o justo e as leis. Saturno também é sobre leis, mas é mais sobre a rigidez de estruturas. Ele também significa a dor da morte, dos fins ao mesmo tempo em que abre portas. Ele é um significador de começos, fala de se fortalecer, das proteções, das máscaras, dos muros e das paredes. Júpiter é mais as janelas, digamos assim.

Então, de alguma forma, podemos pensar que estamos construindo estruturas que vão ser desenvolvidas lentamente nos próximos 200 anos e que estamos testemunhando um momento em que tudo o que a gente faz tem um impacto cultural muito forte. Passar por isso não é nem um pouco pacífico e nem tranquilo. É um momento de ansiedade, de mudanças, de muitas incertezas. E todos os movimentos astrológicos fortalecem esse sentimento de incerteza. Então, é preciso se abrir para isso.

Há também uma ambiguidade que, se por um lado há a ideia de redistribuir o poder, que pode ser uma coisa muito interessante e desejável nesse momento (e a gente teve em 2020 movimentos sociais, como o Black Lives Matter, que podem ter um impacto de longo prazo), por outro lado, também temos questões de totalitarismo e autoritarismo porque Aquário é um signo fixo (questões de pandemia, por exemplo).

Acho que, astrologicamente, isso indica que essa situação não vai ser resolvida tão rapidamente. Talvez por ter Júpiter envolvido, a coisa da distribuição da vacina, do amparo social, das questões de saúde pública podem ter uma ampliação, um foco ou um destaque, resta saber o que vamos fazer com isso. Acho que existem possibilidades com essa busca pela tecnologia e pela proteção, mas, ao mesmo tempo, Aquário é o que faz tudo ser compartilhado no ar. Então, talvez possamos esperar outras pandemias, algo que os cientistas já vêm falando, ou que essa pandemia se arraste. Bads, né? Como a astrologia precisa muito de um contexto e o contexto traz muito peso, a interpretação tem que ir para esse lado também para ser coerente.

Nós compartilhamos o céu, mas obviamente nem todas as pessoas vão vivenciar isso tudo sob a mesma perspectiva, da mesma forma e com o mesmo contexto. Então, é importante lembrar que todos têm o seu lugar e a sua comunidade. Mesmo o nosso mapa pessoal não fala só da gente, mas sim do tempo em que vivemos, das comunidades das quais fazemos parte e das nossas relações, que são uma teia de coisas.

Mas é bom lembrar que todo mundo tem Aquário em algum lugar do mapa. Mesmo que você não tenha nenhum planeta em Aquário, você não seja aquariana, você vai sentir essas mudanças em alguma região de seu mapa. Nós temos 12 casas e cada casa é regida por um signo, então nós temos 12 signos. Algumas pessoas vão sentir isso na saúde mental, outras na saúde mais física, outras em questões financeiras, no trabalho, na vida amorosa, nos sentimentos de identidade, de pertencimento ou perspectivas de futuro. Todo mundo vai sentir de alguma forma, mas algumas pessoas com mais intensidade e outras com menos intensidade. Os signos que sentem mais esses impactos da conjunção de Júpiter e Saturno em Aquário são signos fixos: Aquário, Leão, Touro e Escorpião.

Também em Touro transita Urano, fazendo uma quadratura com Júpiter e Saturno em Aquário. Isso pode indicar, principalmente nos primeiros meses do ano, muitas dificuldades, tensões e disputas. Talvez possamos esperar algumas crises econômicas, quebras financeiras coletivas, questões de segurança alimentar, natureza e tempestades porque Urano está em Touro e Touro é um signo muito ligado ao planeta Terra, à natureza, ao que nos alimenta, e isso, nosso sistema, também envolve dinheiro.

Estamos nesse início de novo ciclo e ele não necessariamente inicia pacífico. Ao mesmo tempo em que Júpiter e Saturno pedem para pensarmos no nosso eu do futuro (e não só no nosso eu, mas na comunidade), eles pedem um planejamento de como estamos envelhecendo. Então, talvez o negócio seja se planejar porque estamos em um movimento de criatividade e também de visualização de estratégia, saídas, e isso é importantíssimo. Quem se planejar bem é favorecido, mas entendendo que o planejamento não é um fim em si mesmo, ele é um meio e que, provavelmente, seremos atravessadas por algumas coisas que vão nos levar a lugares impensados ainda.

Outra coisa bacana, que eu falei muito no outro texto, são os eclipses, no eixo Gêmeos-Sagitário. No nodo norte, onde acontecem os eclipses, há o fortalecimento dessas ideias do novo ciclo de Júpiter e Saturno em Aquário porque Gêmeos também é um signo de ar e o nodo norte aponta para as coisas que temos que desenvolver, trabalhar e ampliar de certa forma.

Gêmeos é regido por Mercúrio, então precisamos ampliar nossas capacidades mercuriais. Ou seja, a inteligência. E reconhecer vários tipos de inteligência, não só um. Gêmeos, ao contrário de Aquário que é um signo fixo, é um signo mutável e é um signo da multiplicidade. Então, sendo Mercúrio os atravessamentos, os cruzamentos, as várias multiplicidades, as avenidas, as ruas, falamos também sobre essa adaptação, a capacidade de sobrevivência e de inventar coisas. Afinal, Mercúrio sempre dá seu jeito. Quando bate a necessidade, Mercúrio dá o seu jeito e isso é muito forte. Por isso, é sobre a criatividade, a curiosidade, a adaptação de saber transitar entre diversas bolhas, fluxos, avenidas, lugares e conseguir se adequar nesse abrir e fechar de portas e outros jeitos de acessar nossa mobilidade.

O nodo sul em Sagitário vai redefinindo as coisas jupiterianas, a nossa noção do que é o certo, a lei, o justo, a Justiça, a nossa relação com autoridades (também as religiosas e espirituais). Como que a gente lida com a nossa espiritualidade ou que a gente considera real, verdadeiro? Nossa relação com os mestres, professores, alunos. Isso tudo está passando por uma movimentação muito forte e que envolve jeitos imateriais de se lidar.

E se tudo isso tem um foco muito grande no elemento ar, às vezes acabamos nos voltando ao elemento oposto, para conseguir um certo equilíbrio. Então, a gente pode pensar no fogo. Podemos trazer do fogo o calor, a iniciativa, a paixão, manter nossa criança interior ativa, brincar, se divertir, o prazer, a criatividade, nosso senso de individualidade, as nossas peculiaridades e o que é único nosso. Essa chama interior é algo que pode nos ajudar a atravessar esses tempos. Botar paixão por estar vivo e pela vida.

"Podemos trazer do fogo o calor, a iniciativa, a paixão, manter nossa criança interior ativa, brincar, se divertir, o prazer, a criatividade, nosso senso de individualidade, as nossas peculiaridades e o que é único nosso. Essa chama interior é algo que pode nos ajudar a atravessar esses tempos. Botar paixão por estar vivo e pela vida."

Vale lembrar que, na astrologia, o ano novo astrológico só acontece em março. Temos quatro datas muito importantes em 2021 de ciclos astrológicos: o ano novo astrológico, no dia 21 de março. O ingresso do Sol no signo de Câncer, que é solstício, no dia 21 de junho. Outro equinócio, que marca o início de uma nova estação, no dia 22 de setembro, quando o Sol ingressa em Libra. E, por fim, o dia 22 de dezembro, quando o Sol ingressa em Capricórnio, o solstício de verão no hemisfério sul e de inverno no hemisfério norte.

A astrologia é muito baseada nesses inícios de trânsitos, então é legal marcar essas datas para fazer alguma coisa diferente, se reconectar com esse tempo porque eu acho também que essa conjunção de Júpiter e Saturno em Aquário vai trazer um bafo, uma configuração muito louca do tempo e a nossa noção de tempo também vai ser reformulada de alguma forma.

Espero que a gente volte a perceber essa noção de tempo de uma forma mais circular porque o que estamos vendo é ainda um senso comum das coisas em uma perspectiva muito linear, do progresso, "evolutivo", com todo o nosso tempo sendo sugado para uma produtividade e dinheiro. A economia da atenção tem muito a ver com Júpiter e Saturno em Aquário, pensar sobre onde gastamos nosso tempo e as nossas experiências. A palavra experiência vai ser um foco muito forte. Talvez, o que a gente vai dar mais valor será a um bom uso e com qualidade do nosso tempo para ir além das coisas materiais.

Pensando que cada pessoa vai ter tudo isso no seu mapa, o ideal é ir em um astrólogo sempre. Vale pensar que, dentro do seu contexto, você é atravessada por todas essas coisas e que o nosso aniversário é o nosso ano novo pessoal, então é muito importante porque também é uma conjunção: é a conjunção do Sol do momento com o sol do nosso mapa natal, é um alinhamento intertemporal. Por isso, muitas pessoas fazem todo o ano uma consulta astrológica para fazer sua Revolução Solar e entender os novos diretivos. Cada pessoa vai ter o seu ano novo pessoal, e é muito legal comemorar, marcar e fazer algum ritual.

Bom 2021 para nós, e vamo que vamo.

Aprendendo mais sobre a Lua, você entende como cuidar de suas feridas emocionais e também passa a compreender mais as pessoas à sua volta.


O ascendente é a primeira impressão que você causa nas pessoas, antes delas te conhecerem de verdade. Confira abaixo o que cada signo ascendente significa.


Vênus carrega a fama de ser o astro que comanda o amor, mas ele é muito mais do que isso. Ele tem a ver com os acordos, a beleza e a forma que cada pessoa tem de se relacionar com tudo que a cerca, inclusive o dinheiro.

Tenha acesso a conteúdos exclusivos
ASSINE A ELLE